Rio Branco 0 x 2 Atlético Mineiro

por Mauro Beting em 13.abr.2009 às 12:46h

* Diego Tardelli fez mais um, no primeiro tempo; Éder Luís ampliou quando o Rio Branco poderia ter chegado ao empate. Mesmo com Lopes apagado, a dupla de ataque fez o que se esperava.

* São 10 vitórias seguidas, igualando a marca do grande Galo de 1976. Não é para qualquer equipe. Mas deve ser apreciada com moderação, até pela fragilidade de alguns rivais.

* O belo gol de Éder Luís, em grande lançamento de Júnior, é a jogada ideal para um Atlético ainda carente de melhor qualidade na armação dos lances.

* O sistema defensivo inspira cuidados na cobertura das laterais e da lentidão da defesa. Nem os três volantes garantem consistência defensiva a Leão.

* Diego Tardelli tem toda razão em reclamar da falta de destaque da imprensa paulistana e carioca para os números dele pelo Galo. Mas…

* O demérito é da imprensa. Reinaldo e Tostão também sofreram com isso. E Diego teve as chances dele por São Paulo e Flamengo que, até onde se sabe, não são clubes mineiros ou gaúchos.

Tags:

  • Ednei

    Se o Tardelli tiver o mesmo rendimento no Brasileirão o reconhecimento virá!

  • Renato Mello

    Mauro, no flamengo, Tardelli passou MUITO tempo contundido. Mas como ele estava lá, agora que está aqui isso parece que “não conta” para dizerem que ele “não foi bem”. Ora, enquanto ele esteve em boa forma física, esteve bem sim e decidiu um título a favor do flamengo. Depois que se recuperou, aí também façam-me o favor, né… ritmo não se pega assim, de um dia para o outro. E já estava no fim do brasileiro.
    Já no São Paulo, não vejo que ele foi mal, chegando a jogar a final da Libertadores de 2005 e fazendo o último gol inclusive (você daria a missão de participar de uma final de libertadores a um mau jogador? EU, definitivamente, NÃO…). Engraçado que as pessoas também se esquecem que ali, além de tudo, ele era um garoto de 19 ANOS. O cara NÃO PODE ter amadurecido? Porque na época que se apresentou ao flamengo ele podia? Lembro que foi uma das maiores defesas que ouvi das imprensas carioca e paulista a ele. “Não, ele amadureceu, não é mais um garoto…” “Não, agora ele está maduro e se apresentando a um grande clube, não vai mais fazer bobagens…” Volta e meia era o que passava na TV. Mas AGORA que está em MINAS e no GALO NÃO PODE??? PÁRA, NÉ???
    De qualquer forma, NINGUÉM faz 19 gols à toa, sendo que 3 foram no Cruzeiro. Quer dizer então que os gols do Josiel no nos “fortíssimos” madureira, tigres, americano (que nem com o caixa d’água vivo prestava realmente), duque de caxias e afins; os gols do Kléber Pereira e do Keirrison nos “poderosíssimos” m irassol, ituano, oeste, mogi mirim, guaratinguetá, bragantino (que “faleceu” faz teeeempo”), noroeste… valem MAIS que os gols do Tardelli nos igualmente “fortes” Rio Branco, Uberaba, Uberlândia, Democrata de Valadares e etc? Ora, querendo ou não, são SIM NESSES TIMES que os artilheiros fazem a festa nos estaduais. Dificilmente você vê um artilheiro meter 3 gols em um clássico. Então, vamos parar de HIPOCRISIA e dar mérito SIM a quem merece. Se Tardelli tem o mérito de meter a bola na “casinha” bem mais que seus companheiros de profissão, independente da qualidade do time, ora, que se dê o devido mérito. Não fosse assim, Josiel teria enfiado 4 no americano, 5 no RESENDE (lembra??), e por aí vai… já Kléber Pereira e Keirrison teriam feito os mesmos 4 e 5 no Oeste, no Ituano, no Guarani (outro “falecido” do nosso futebol), no Mogi… porque não fizeram? Vão dizer que o interior de Rj/ Sp é melhor que o interior daqui de Minas? Façam-me o favor, né? Isso se chama simplesmente: COMPETÊNCIA. E ISSO, Tardelli, a imprensa do EIXO querendo ou não querendo, demonstra ter mais SIM.
    Galera: 19 GOLS!! EM 16 PARTIDAS!!! 3 EM 2 CLÁSSICOS!! NINGUÉM TEM MAIS!!! Como diria Zagallo: Querendo ou não, “vão ter de engolir” o sujeito”.
    Abraço, Mauro… e continua postando os gols do Tardelli aí… você pelo menos faz isso. O Juca Kfouri, que é um jornalista que gosto bastante, ainda não refez seu “julgamento”… pelo menos tem gente como vc que sai do lugar-comum.
    Renato Mello 😉

  • Rafael Martins

    Muito se fala que Diego Tardelli somente alcançou estes números porque disputa um campeonato de nível técnico baixo, ou que a diferença entre os clubes grandes de Minas (Atlético e Cruzeiro) é abismal em relação às demais equipes do interior e da grande Belo Horizonte (principalmente em 2009). Da mesma forma, ouvi isso sobre os números do Kléber do Cruzeiro (com uma média excelente).
    Bem, mas me pergunto se isso é realmente o importante. Outros jogadores também considerados de um nível superior já disputaram este mesmo “ruralito” e não foram tão bem sucedidos quanto estes dois… mesmo com o “filme queimado” nas duas maiores praças da imprensa esportiva nacional, creio que há sim um certo desinteresse, e não é por bairrismo que digo.
    Creio que se Ronaldo (“Fenômeno”) houvesse retornado ao Cruzeiro e fizesse menos do Kléber fez, teria mais destaque do que estes dois tem tido. Não é o bom futebol a questão principal, isso é o que acho.
    O Alex teve de ganhar um campeonato brasileiro pelo Cruzeiro para voltar a ser lembrado (mesmo jogando bem demorou a ser convocado). Marques em boa fase no Galo não foi também considerado.
    Atualmente, Grafite (ex-São Paulo) é um dos bons jogadores que teve de marcar uma antologia em forma de gol para ser citado (mesmo já sendo artilheiro no alemão e fazendo mais gols do que Toni, Riberý e Kloose).

  • Nick

    Tardelli é, de fato, um bom jogador. Rápido, técnico, inteligente e matador. A torcida do Flamengo é (está) muito impaciente e a torcida do São Paulo… Bem, a torcida do São Paulo pediu a saída de Kaká, vaiando o jogador em pleno Morumbi e, muitos torcedores, até hoje, acham que ele é jogador de “amarelar”. O desempenho do jogador no Milan, em especial na temporada na qual o time conquistou a Champions League e a Copa Toyota trataram de mostrar o contrário. O Galo é a oportunidade ideal para Tardelli se firmar. Concordo com o Ednei, se Tardelli mantiver o rendimento no Brasileirão, será imposssível ignorá-lo.
    Abs.

  • Paulo

    Realmente, o flamengo na atualiadade é um time que te motiva jogar.
    Sem centro de treinamento decente, crise política toda hora, torcida exigente devido a várias títulos(muitos com a ajuda do juiz) e salários mais que atrasados. E depois é o Tardelli que não consegue jogar no eixo Rio-São Paulo.
    Vejo tudo como umas questão de planejamento dentro dos clubes. E sinceramente, vejo o cenário do futebol em mudança no Brasil