Internacional 4 x 0 Ulbra

por Mauro Beting em 13.abr.2009 às 14:12h

* Não. Não foram duas vitórias coloradas por 4 x 0 contra Ulbra e “Canoas”. Foi 4 x 0 contra a Universidade Luterana do Brasil. Que fica em Canoas. É sempre bom lembrar, porque a mídia agora resolve renomear clubes…

* O Caxias ganhou bonito o clássico Ca-Ju e fará a decisão do returno do RS-09 contra o megafavorito colorado. E semn contar com o ótimo goleiro Muriel, emprestado pelo Inter…

* Antes do clássico caxiense, foi executado o Hino rio-grandense… Em que Estado do Brasil uma prática tão bacana seria repetida? Para não ir longe: algum paulista conhece o Hino estadual?

* O gol de calcanhar de Alecsandro foi tão bonito e tão importante quanto o pênalti defendido por Lauro, quando ainda estava 2 x 0, no primeiro tempo.

* Taison e Guiñazú não fizeram tanta falta pelos largos números finais do jogo no Beira-Rio. Mas são dois jogadores que não podem faltar em qualquer decisão.

* 17 vitórias, 3 empates, em 20 jogos. Há como não imaginar o Inter favoritaço em (no máximo) três jogos contra o vibrante Caxias?

* Argel, treinador que iniciou a campanhado rebaixamento do Guaratinguetá, e que levou bravamente o Caxias para a decisão: – O Inter é o melhor time do mundo! Será?

Tags:

  • Maciel

    Belo texto Mauro,
    Sobre a execução do Hino Riograndense, foi apenas questão de formalidade, pois acompanho os jogos no Beira Rio e basta apenas uma nota no sistema de som do estádio do Hino para todos em alto e bom som cantarem do inicio ao fim este belo hino. É com grande orgulho que somos gaúchos ou nos sentimos gaúchos.
    Por falar em ir no Beira Rio, este ano está demais, cada jogo é um espetáculo, futebol bonito e vibrante com grande qualidade técnica, mais um título vem ai para abrilhantar nosso centenário.
    A administração do Inter deve ser sempre louvada, espero que continuem fazendo este grande trabalho em prol do Colorado que muitos títulos ainda virão.
    Camp. Gaúcho é nosso!! VAMO VAMO INTER………

  • Cristiano

    Do mundo não. Mas no Brasil ninguém ta jogando mais hoje. Antes que digam que estudal nao é parâmetro. Eu pergunto: E qual é sem contar os clássicos? Claro que Rio e São Paulo tem mais clubes grandes, mas lá ninguem se destacou demais. E o time do Inter nos conhecemos da Sul-Americana. Quem foi capaz de vencer Boca, Chivas e Estudiantes fora, tem força.

  • Rodrigo

    Aqui no Paraná o hino do estado é executado antes dos jogos.

  • Arlindo

    Não Mauro, não é mesmo….ainda!!! Apesar de ser Colorado, e de estar orgulhoso com a campanha, sei que o Inter precisa trabalhar muito…mas muito mesmo, a defesa. Acredito no retorno do Sorondo ou no deslocamento do Bolivar (no lugar do Alvaro) para a zaga, com a entrada do Danilo ou Arilson na lateral. Acho que melhoraria o setor. Outro ponto, que ainda sinto falta no Inter, deste início de ano, é uma “pegada”, uma marcação do meio do campo e ataque, ao estilo que o Inter aplicou na Copa Sul Americana do ano passado. Acho que aquela pegada, e o time deste ano, é possível chegarmos próximo do “melhor time do mundo”. Se o Tite conseguir fazer isto com time deste ano, nós Colorados teremos o que comemorar no final do ano.

  • Fabio Perez

    Ulbra? De que cor e de que cidade são esses cones?

  • Bruno A

    Inter é o melhor time do mundo? Não sei, mas pelo menos 8 dos 11 titulares seriam titular em QUALQUER time do Brasil. Indio, Kleber, Sandro, Guinazu, Magrão, D’alessandro, Taison, Nilmar…

    Isso sem contar o Sorondo que está para voltar e os reservas Giuliano (seleção sub-20, melhor do time) e Alecsandro…

    Grande Abraço

  • vilson

    O time vem muito bem, ainda tem o retorno do Sorondo que joga demais. Belo post. Abraco

  • Thiago Teixeira

    Bom, concordo com a análise sobre o orgulho dos Gaúchos, e o valor que dão as coisas de sua terra. É realmente um exemplo a ser seguido.
    Mas, sou Paulista e conheço o hino do meu Estado. Falta nos Paulistas o orgulho que estes tinham de sua terra nos velhos tempos, hoje, o orgulho de ser Paulista é “ofensivo”… Triste!

  • Guilherme

    Mauro, no campeonato Pernambucano é obrigatório a execução do hino do estado antes de todos os jogos.

    GUILHERME, não sabia disso. Muito grato.

  • Leandro

    O Inter perdeu para o fraquíssimo time do União Rondonópolis e sofreu para ganhar a segunda partida da Copa do Brasil no Beira Rio. Contra o sofrível e rebaixado Guarani em Campinas a fraca defesa conseguiu tomar um gol aos 43 min do 2º tempo provocando o 2º jogo no Rio Grande do Sul.
    Por isso, devagar com o andor que o santo colorado é de barro.

  • Thiago – Campeão do Mundo FIFA 2006

    Vi a entrevista do Argel na TV e notei um deboche ao falar que o “Inter é o melhor time do mundo”. Qualquer um sabe que o Inter tem um bom time e grupo, entre os melhores do Brasil, mas daí ser o melhor do mundo, é um exagero do Argel, que só fala dos erros de arbitragem contra si, e briga, constrangedoramente, com as imagens da TV quando os erros são a favor do seu time, não admitindo os benefícios da arbitragem havidos no jogo contra o Juventude, por exemplo.

    A campanha do Inter é excelente, mas tem que se levar em conta que o gauchão não é parâmetro para a Copa do Brasil e, especialmente, em relação ao Brasileirão.
    Muita calma nessa hora!
    Em relação ao gauchão, só uma catástrofe tira o 39° título estadual do Clube do Povo do Rio Grande do Sul.

  • Sandro Varela

    Mauro, juro… Lendo o primeiro parágrafo me lembrei de nosso saudoso amigo Luiz Fernando Bindi, que ficava irado com essas mudanças de nomes.

    Abraço!

  • Nick

    Prezado Mauro,
    Não quero polemizar com os queridos irmãos do Sul, mas esta história de hino gaúcho tem um cheirinho de separatismo, que é um pouco forte na região. Não esqueçamos que tem gente no Sul que comemora até hoje a Revolução Farroupilha não como uma data histórica dentro do contexto da época na qual ocorreu, mas como oportunidade para criticar o Federalismo e pregar a separação do Sul (em especial do RS) do resto do país. Somos, antes de mais nada, todos brasileiros, independente do sotaque, das vestimentas, dos pratos típicos e das músicas de cada região. Esta união das culturas regionais é que faz do Brasil um belo país. Não sei se o Inter é o melhor time do mundo (o restante da temporada 2009 talvez possa responder a esta questão), mas que o Nilmar é um excepcional jogador, isto é indiscutível. É incompreensível que o técnico Dunga continue a convocar um atacante como Adriano, cujos episódios recentes demonstram a falta de comprometimento com o futebol, e deixe de fora o Nilmar. Nilmar na Seleção já!
    Abs, tchê!

  • Leandro

    Bah mas que papelão que esse Argel fez, sou colorado, mas dizer que o inter é o melhor time do mundo é no mínimo ridículo. Acho certo os hinos estaduais serem tocados, pois os campeonatos são estaduais mesmo hehehe. Mas não sei não, esse time do inter me parece ser muito bom para competições de mata – mata, não levo fé em pontos corridos, espero estar enganado, pois quero muito ver o inter ser campeão do brasil.

    Abraços e parabéns pelo blog.

  • Giancarlo

    Mauro, o hino pernambucano é tocado antes dos jogos do campeonato estadual!

  • Fernando Miller

    A mídia é estranha,beirando a hipocrisia…nem tanto no futebol,mas nos chamados “esportes amadores” acontece o seguinte fenômeno – em tempos de Olimpíada toda a imprensa clama por apoio,patrocínio,incentivo,etc…Nas competições regulares dos clubes, o time do Rexona vira “Rio de Janeiro”, o Finasa vira “Osasco” e por aí vai.Se a mídia não divulga o nome do patrocinador,qual o interesse dele em continuar investindo ?

  • Fernando Miller

    Hino do Estado de São Paulo (só por curiosidade…)

    Paulista, pára um só instante
    Dos teus quatro séculos ante
    A tua terra sem fronteiras,
    O teu São Paulo das “bandeiras”!

    Deixa atrás o presente:
    Olha o passado à frente!

    Vem com Martim Afonso a São Vicente!
    Galga a Serra do Mar! Além, lá no alto,
    Bartira sonha sossegadamente
    Na sua rede virgem do Planalto.
    Espreita-a entre a folhagem de esmeralda;
    Beija-lhe a Cruz de Estrelas da grinalda!
    Agora, escuta! Aí vem, moendo o cascalho,
    Botas-de-nove-léguas, João Ramalho.
    Serra-acima, dos baixos da restinga,
    Vem subindo a roupeta
    De Nóbrega e de Anchieta

    Contempla os Campos de Piratininga!
    Este é o Colégio. Adiante está o sertão.
    Vai! Segue a entrada! Enfrenta!
    Avança! Investe!

    Norte – Sul – Este – Oeste,
    Em “bandeira” ou “monção”,
    Doma os índios bravios.

    Rompe a selva, abre minas, vara rios;
    No leito da jazida
    Acorda a pedraria adormecida;
    Retorce os braços rijos
    E tira o ouro dos seus esconderijos!

    Bateia, escorre a ganga,
    Lavra, planta, povoa.
    Depois volta à garoa!

    E adivinha através dessa cortina,
    Na tardinha enfeitada de miçanga,

    A sagrada Colina
    Ao Grito do Ipiranga!
    Entreabre agora os véus!

    Do cafezal, Senhor dos Horizontes,
    Verás fluir por plainos, vales, montes,
    Usinas, gares, silos, cais, arranha-céus!