Mantos e monstros sagrados

por Mauro Beting em 18.mar.2009 às 14:13h

Ah, sim…

O fato de Ademir da Guia ter vestido NUMA PELADA a camisa do São Paulo, em joguinho organizado pelo vereador Marco Aurélio Cunha, superintendente do São Paulo:

1. Divindade não se discute.

2. Quem conhece o homem por trás do mito sabe que Ademir vestiria a camiseta de Bin Laden se jogasse futebol indoor numa caverna afegã. Ele é assim. É o jeito dele.

3. Você é convidado para um churrasco com futebol e não veste o uniforme que é dado pelo anfitrião?

4. Qualquer um dos quase 1500 presentes no lançamento do meu livro, em São Paulo, na segunda-feira, pôde atestar o palestrinismo de Ademir, e a idolatria dos torcedores de todas as cores e credos. Além da simpatia e simplicidade do Divino.

5. O fundamentalismo faz mal à saúde e a à inteligência. Tem quem queira demolir a estátua de Ademir no Palestra Itália pela “heresia” cometida…

6. Ademir jogou pelo Bangu. Teria até atuado contra o próprio Palmeiras, em amistoso, pela equipe do Rio. Treinou no Botafogo. Fez um treino pelo Santos. E daí?

7. Pelé jogou um dia pelo Flamengo. Vestiu camisa do Vasco. Fez propaganda com várias camisas de futebol. Zico um dia foi Vasco, na despedida de Roberto Dinamite. Falcão usou todas as camisas de grandes clubes brasileiros em comercial da Hering. Gilmar dos Santos Neves um dia foi goleiro reserva do Palmeiras numa excursão. Djalma Santos e Julinho Botelho jogaram pelo São Paulo em jogo de festa no Morumbi. Corinthians, Palmeiras, Vasco e Flamengo trocaram times e camisas em amistoso entre os combinados, em 1992. Qual o problema?

6. Sim. Tem jogadores como Lugano, que não trocam camisa depois do jogo, muito menos vestem cores contrárias. É legal ver tamanho comprometimento e amor à camisa. Mas é dever entender o outro lado.

7. Não sejamos mais realistas que os reis. E muito menos mais deístas que os deuses da bola.

Tags:

  • Alvaro G M

    Mauro, concordo em gênero, número e grau. Principalmente com a parte sobre “ser mais realista que o rei”. So espero que o fundamentalismo de uns não seja usado para diminuir a credibilidade de um fenômeno espetacular como a Mídia Palestrina.

    Infelizmente não pude estar na Saraiva pois moro nos EUA, caso contrário teria marcado minha presença para pegar minha cópia autografada!

  • Hicaro

    Isso não tem nada a ver, aqui em Minas o Reinaldo que é o maior idolo do Atletico mineiro jogou no meu Cruzeiro, o Nelinho tambem fez historia nos dois clubes, dentre outros idolos que vestiriam a camisa do rival por aqui!!

    AH E SO PARA LEMBRA ELES NÃO DEIXARAM DE SER IDOLATRADOS PELAS SUAS TORCIDAS!!

  • Fabio Venturini

    Um dia Evair, um dos 10 mais do Mauro Beting, jogou pelo São Paulo, em final de carreira, é verdade, mas até foi campeão paulista ao lado do rei tricolor Raí.

    Nem por isso, quando alguém menciona o seu nome, a imagem que me vem à cabeça é de um dos melhores centro-avantes que esse País já teve vestindo a camisa alvi-verde, e principalmente aquela mais alvi do que verde nos tempos de Parmalat.

    O são-paulino consciente respeita Evair. O Palmeirense consciente o idolatra, mesmo tendo jogado no rival.

    Assim há inúmeros outros exemplos, em muitos clubes rivais.

    Condenar o divino por vestir uma camiseta em uma pelada é falta de respeito e também de inteligência.

  • Leonardo

    O que vale para os reis é a estampa gravada no coração.

  • Juarez Ulhôa

    “”””Tem jogadores como Lugano, que não trocam camisa depois do jogo, muito menos vestem cores contrárias. É legal ver tamanho comprometimento e amor à camisa.”””””

    No caso do Lugano o problema é a tatuagem de hello kitty no peito e nas costas que ele tem vergonha de mostrar….. Não… eu nunca vi… mas dizem ter ouvido o Richarlyson falar sobre o assunto ehehehehehhehehehehheheheheh

  • Paulo

    A foto do Ademir com a camisa do SPFC não muda nada para mim, para vocÊ Mauro e para muitos outros palmeirenses.
    Mas muda muito para outros milhares de palmeirenses, e respeito a opnião desse outro tanto de palmeirenses que ficaram indignados, é plenamente justificável a ira.
    De mais a mais, o Ademir da Guia me parece uma pessoa bem simplória, mas poderia ter evitado toda a celeuma criada.
    E quanto ao MC Cunha, parece-me que este fez tudo de caso pensado.

  • Marco Gallardo

    Mauro,
    você sabe bem que existe uma minoria de sites da Mídia Palestrina que atuam no fanatismo raso e pensam viver na pré-história. Acho que o recado foi para aquele que quer derrubar o busto do Divino, se bem entendi. O problema é que esses hoolingans tupiniquins acham que o Palmeiras é deles, que os ídolos lhes pertencem, que o time só ganha por causa da torcida deles. Torcida para eles é só a organizada. O torcedor que se senta em outro lugar eles chamam de câncer (na verdade eles pleiteiam “sua” parte da arquibancada de volta).
    Esses, lhe garanto, são minoria. Os verdadeiros palmeirenses não aceitam o “ideal” desses fundamentalistas.
    Ademir é nosso ídolo máximo. Está ao lado de Junqueira e o pai da bola, Valdemar Fiúme (e brevemente São Marcos fará parte dessa galeria). O fato do divino ter vestido a camisa do SP não arranha em nada sua gloriosa passagem pelo Palestra.
    Parabéns pelo livro. Só uma sugestão: o livro deveria ser os 100 mais do Palmeiras. Achei que faltaram Junqueira, Romeu Peliciari e o nosso maior artilheiro, Heitor Marcelino Domingues (que além de brilhar no futebol, foi campeão no basquete do Palestra e juíz de futebol).

  • ERIK

    INFELIZMENTE O “SER HUMANO” ESTÁ DANDO MUITO ESPAÇO À IGNORÂNCIA. AQUILO Ñ DEVERIA RENDER TANTA FALAÇÃO ASSIM. IMPOSSÍVEL ENTENDER.

  • Skuba

    Claro que a cartilha dada à imprensa não permite “afrontar” o time que distribui convites e facilidades.

    Porém Ademir, cometeu uma imbecilidade sim. Tratava-se de um ídolo. É alguém que tem uma estátua no Parque Antártica.

    Comparar o que ele fez á Evair é outra imbecilidade. Evair o fez como jogador profissional, diferente de alguém que fez simplesmente por política, por interesse, para agradar a laia que o cerca.

    O anfitrião deveria ter tato. Não o teve. Como essa gente é capaz de tudo para aparecer, não me surpreende. E o convidado, deveria ter noção do que um ato dele representa.

    E aos “democratas” um pedido : Deixem que alguns torcedores não aceitem e não engulam tudo o que o time da Vila Sônia faz.

    Não sejam fundamentalistas e não nos proíbam de discordar da pauta que a o marketing tricolor os obriga a fazer..

    Sei que é difícil para a imprensa que é pautada pelo Morumbi, mas deixem nós (simples torcedores, e até minoria que seja) dizermos o que pensamos.
    Infelizmente, vcs (imprensa) já não podem mais fazer isso.

    É por último. Que derrubem aquela merda mesmo (no sentido real das palavras DERRUBAR e MERDA). Ele que ganhe uma estátua em Cotia. Quem sabe o anfitrião legal não lhe oferece ??

  • Ringo

    Concordo com Marco Gallardo e só tenho isso a dizer a mais.

    Não existe maneira de se lidar com gente fanática…. e como existem blogueiros que acham que a honestidade é propriedade particular deles…. existem aqueles que se acham mais Palmeirenses que os outros.

  • http://passioneverde.blogspot.com/ Mayara Cardoso

    Perfeito, Mauro! Até que enfim pude ler algo coerente! É exatamente o que penso!

    Grande abraço!

  • Renan

    Mauro cara, você é fofo, é gente boa, é ´”etico” e tudo mais, etc etc
    é legal cara, tudo bem, eu gosto muito de você, palmeirense gente fina!
    Mas eu vou discordar de todos os seus argumentos, 1 a 1:

    1-Caráter se discute, respeito se discute.Divino meu querido, só Deus.

    CLARO, RENAN. MAS ADEMIR NÃO SE DISCUTE.

    2-Ele é estúpido por vestir qualquer camisa, falta de personalidade, ou você acredita que ele fez isso acreditando que a violência diminuiria? Só se foi muito burro, porque se isso tiver uma reação por parte da torcida palmeirense, será negativa, porque vão julgar que ele foi enganado pelo anão maldito.

    3-Cara não se trata de uma pelada nem de qualquer camisa, uma coisa são rivais, (grenal, dérbi, flaflu), outra coisa são inimigos, e não são inimigos por opção, essa gente tentou roubar nosso estádio, tentou manchar nossas cores da forma mais suja possível, só conseguiram uma mudança de nome, e levar uma humilhação onde abandonaram o campo acovardados.

    4-Depois desse vexame, acredito que ele continua palestrino porque somos gratos, o reverenciamos, e alguns de nós votam nele para vereador.

    NÃO ENTREMOS NA QUESTÃO POLÍTICA. É OUTRA COISA. NA CÂMARA, ADEMIR NAÕ FOI DA GUIA.

    5-Inteligência quem tem é o Ademir né? O cara é um abutre!
    Não odiamos aquela gente à toa nem porque queremos, odiamos porque as diferenças existem e algumas não podem ser aceitadas por homens de honra, aqueles sujos tem uma história tão podre quanto tudo que gira em torno daquela pocilga.

    6-Comprometimento é o mínimo que se espera de alguém com o apelido de “Divino”.E entender essa gente maldita e sem caráter é obrigação sim, do demônio, só se for.

    7-Argumento tolo mauro, sem resposta.

    Não espero que você passe a compartilhar a mesma opinião, só estou dizendo para você “entender o outro lado”, o que pra você, é um dever.

    NAO DISCUTO. E É LEGAL A DISCUSSÃO – SEMPRE. SÓ NÃO GOSTO DA VIRULÊNCIA, RENAN. APENAS ISSO. E NAO TOLERO UM SÓ LADO E A GENERALIZAÇÃO

  • Will

    Jogadores que atuaram profissionalmente por rivais, não tem problema, eles receberam para isso… o Ademir fez pq quis… sem perdão.

    Como jogador, o maior do Palmeiras. Ídolo? Meu não é mais. Alguém que representou tão bem uma equipe, que pode ser confundido com a mesma… não pode fazer o que fez. Usar a camisa de um rival que, tempos antes de Ademir chegar, tentou eliminar o Palmeiras..

    FORA SEM DÓ

    Abraços Mauro

  • Ademir Tricolor

    hahahahahahaha

    não fiquem tão bravos, deixa o Ademir vestir uma camisa vitoriosa por um tempo, negar esse prazer a um ídolo de vocês é egoísmo.

    Até porque, acho que ele não quer colocar uma camiseta verde limão…

    Tem raiva do Marco Aurélio???

    Batam palminhas aí, novamente humilhamos vocês e o que restou foi reconhecer que o lugar de vocês é jogando contra MIrassol, Oeste, Barueri, contra esses mostram força.

    Agora, contra adversários de verdade…. já viu, é piaba no bumbum palestrino..

  • Luis

    Finalmente o SPFW achou um camisa 10 que tanto procurava desde o Raí.
    Entendam, o que o Divino fez foi uma caridade.
    Na falta de ídolos, o SPFW vai buscar os nossos……como são pobres de espírito…..e o outro tonto aí de cima achando que humilhou alguém….tsc, tsc, tsc

  • Juarez Ulhôa

    Na realidade foi uma daquelas peladas onde o pessoal se veste de mulher para jogar eheheheheheh

  • Pepe

    VCS VIRAM QUE O XODÓ NETO FOI BARRADO NO PARQUE SÃO JORGE?!

    http://blogdotrio.wordpress.com/2009/03/19/idolo-barrado/

    QUE ABSURDO!!

    O Q VC ACHA DISSO, MAURO?

  • Serbino Jr

    A unanimidade, essa sim é burra. E ficou claro que, no caso do Ademir, as opiniões estão sim divididas.

    Eu particularmente entendo quem acha que o Ademir pisou na bola…por causa da rivalidade com o Jd Leonor. E sei que quem ficou chateado é por que idolatra, sim, o Ademir.

    Por outro lado, também aceito os argumentos de quem acha que não tem nada de mais, e que o Ademir está acima de tudo. Estes, na maioria, não são torcedores da nova geração (como fica claro em alguns argumentos acima) e nunca viram o Ademir jogar. Tem gente na comunidade do Orkut que compara Ademir ao Valdivia (é muita inocencia, concordam?)

    Eu, particularmente, não gostei de ver a foto com o Divino vestindo a camisa do Jd leonor. Assim como não gosto nem de ver fotos do Evair com aquela camisa. Ou do Luis Pereira com a do time da marginal s/n.
    Mas isso não diminui em nada o respeito que tenho por todos eles, meus ídolos.

    Não tem certo. Nem tem errado. E tem, sim, muito exagero e radicalismo. Tão burros quanto a unanimidade.

    E, no meio disto, briguinhas de torcedor e ofensas que não resistem a um teste psicotécnico basal… aí é só pra relaxar, não vale a pena nem discutir!

    Abraços a todos. E vamos exercitar a tolerância, começando pelas opiniões dos outros.

  • Vicente

    O tal Ademir Tricolor não sabe a verdade da história: aquela foto foi tirada no carnaval, moçada. Saca aqueles jogos em que os jogadores se vestem de viado, só pra tirar uma? Então, foi o que todos, inclusive o Ademir da Guia, fizeram, se vestiram de viado pra jogar a pelada comemorativa…

  • Marcelo Randes

    Excelente, Mauro.

    Você tinha de falar sobre isso – sua voz conta muito…

    E me alegra que você também tenha ficado do lado da SANIDADE.

    Uma pelada, uma pelada.

    Ademir fez mais de 900 jogos de verdade com a camisa do Palmeiras – não custa repetir.

    Tenho pena de quem perdeu o senso de realidade e a compostura faltando com o respeito devido a Ademir da Aguia – o maior jogador em todos os tempos do maior clube do Brasil.

    Tenho pena dessa gente, cujo ódio ao clube rosa parece pôr no chinelo até mesmo o amor pelo Palmeiras. Pena do ridículo que é se colocar na posição de dar lições de palestrinidade em Ademir.

    Se há uma escola de futebol fundada pelo Palmeiras no futebol brasileiro – um modo de jogar que o Palmeiras inaugurou como um estilo todo seu -, essa escola se chama Ademir da Guia.

    Quem faz questão de levar o futebol assim tão a sério, mas tão a sério a ponto de transformá-lo numa piada de mau gosto, esse deveria atentar para uma coisa: que quando se passa por cima dos grandes símbolos de um clube – e Ademir é desses símbolos fundamentais do Palmeiras, da sua própria identidade – perde-se o sentido de tudo aquilo que, inclusive, poderia justificar essa reação absurda, resultado de uma consideração equivocada dos fatos.

    Uma pelada, a foto foi tirada numa pelada entre vereadores gordos e de baixíssima estatura.

  • Éber Renan

    É, difícil não concordar…

  • Gustavo Giannella

    Acho que poderia ter sido evitado. Não há motivos pra execrar o Divino, como alguns andam fazendo. Mas camisa do São Paulo?

    Vejo muita gente que defendo o Ademir, dizendo: “Mas o Edmundo jogou no Corinthians e no Santos. O Evair jogou no São Paulo. O Cesar Maluco jogou no Corinthians.”

    Mas espera aí! Uma coisa é beeeeem diferente da outra.

    Jogador de futebol precisa ganhar. É um trabalhador como qualquer um. Se o jogador não tem espaço no Palmeiras, tem o direito de procurar outro time pra jogar, independente de qual seja.

    Numa festa… confraternização, sejá lá o que for, pode ser evitado. O Ademir não ganhou nada pra vestir aquela camisa imunda. Mas é como eu já disse, não é motivo pra exageros…

  • http://lancenet marcelo migliaccio

    Eu concordo com voce Mauro,afinal de contas varios ex jogadores de clubes grandes ja vestiram camisas de times de menor expressao como nesse caso!!!!!!

  • Mario Ielo / Botucatu

    Ademir e Dudu serão ídolos eternos do Palmeiras, mas, sempre tem um, mas, Ademir utilizou os palmeirenses para eleger vereador, decepção total, pequeno e baixo. Já Dudu continua o grande homem dos campos nas escolinhas públicas de Araraquara.
    Não derrubem a estátua do Ademir, construam uma para o Dudu, grande jogador e grande cidadão…
    Quanto à questão, claro que pode colocar a camisa do seu arqui-rival, ou do Corinthians, ou colocar Black-tie, ou camisola (camisa em Portugal, né), Ademir é um cidadão livre e pode vestir o que bem entender que sua histórica no futebol não se apagará. Que bobagem…

  • http://paulodorfman@yahoo.com.br paulo dorfman

    Heitor Marcelino, que possuía media de gols fantastica e jogava acima dos mortais não figurou em sua lista.
    E Romeu Pelicciari não figurou?
    Basta olhar Brasile6x5Polonia em 1938 no you tube.
    Romeu e Peracio mostram a Kakas, Rivaldos, Valdos, etc, como se joga futebol.
    Como se joga futebol.