logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo e Pedro Scapin

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Pereira e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes

Botafogo 1 x 4 Vasco | Blog Mauro Beting
logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo e Pedro Scapin

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Pereira e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes


Botafogo 1 x 4 Vasco

por Mauro Beting em 13.mar.2009 às 15:25h

Vitória do contragolpe. Vitória, vírgula. Goleada impressionante para um time tão mudado, tão abalado, e tão bem trabalhado por Dorival Júnior, a melhor contratação vascaína em 2009.

MELHOR ESCREVE ANDRÉ ROCHA http://blogs.abril.com.br/futebolearte)
Se a intenção do Vasco era mostrar que poderia ter ido longe no primeiro turno se não fosse a punição que o tirou das semifinais, a missão da equipe comandada por Dorival Jr. foi cumprida com sobras.

O time cruzmaltino já vinha mostrando organização tática, jogadas pelos flancos bem coordenadas e razoável entrosamento para um início de temporada. E no primeiro clássico do returno, dois ingredientes foram adicionados à essa receita: marcação obsessiva e velocidade estonteante.

A atuação vascaína nos primeiros dez minutos da goleada por 4 a 1 beirou a perfeição. O time sufocava a saída de bola e ora tomava ainda na intermediária do Bota, ora recuperava o chutão da zaga adversária após a pressão. O contragolpe era rápido, passando por Carlos Alberto e chegando às laterais do campo. Pela direita, com Paulo Sérgio e Alex Teixeira; do lado oposto, Ramon e Jefferson. No centro do ataque, o jogador que fez o “encaixe” da maneira da equipe atuar: Élton é a referência na área, mas tem agilidade para se mexer pelos lados, abrir espaços para os companheiros e aparecer para as conclusões, como nos dois gols que marcou. O ex-jogador do Santo André não é craque, mas vem se mostrando um atacante de movimentação interessante.

Ney Franco pecou ao não destacar um volante para colar em Carlos Alberto – o destaque absoluto da partida com um gol, uma assistência e belas jogadas – nem preparar um bom sistema de cobertura para Alessandro e Thiaguinho. No espaço entre os alas e o lento trio de zaga, o Vasco deitou e rolou e poderia ter chegado a uma goleada histórica, não fosse a deficiência de Alex Teixeira nas conclusões, além do velho problema da zaga pela direita, na lenta cobertura de Fernando.

Pimpão deu assistências para dois gols e já sinaliza para o treinador que pode formar boa dupla com Élton. Até Léo Lima entrou bem e mostrou frieza na cobrança de pênalti, com paradinha “abusada”. Pelo Bota, Maicosuel, encaixotado pela boa marcação, só apareceu nas bolas paradas, como no incrível gol perdido por Alessandro no rebote do chute do camisa 10 ainda no primeiro tempo. E faltou experiência a jogadores como Jean Carioca e Léo Silva, que sentiram demais as adversidades da partida. De positivo, apenas o gol de Thiaguinho após boa combinação do ataque pelo meio. Mas não dá para tirar os méritos do Vasco, que sobrou em campo.

O melhor jogo do Estadual até agora poderia ter sido ainda mais eletrizante se não fosse a arbitragem descompensada de Rodrigo Nunes de Sá, que distribuiu treze cartões amarelos e expulsou Nilton pelo Vasco, Gabriel e Diego pelo Botafogo. O exagero não foi no número de cartões. Aliás, as expulsões foram até justas. O juiz passou do ponto foi no critério para distribuir os amarelos, punindo os atletas em lances normais de jogo. E ainda errou ao marcar pênalti sobre Paulo Sérgio numa falta claramente fora da área. O árbitro deixou a impressão de que quis mostrar serviço em uma partida importante, mas acabou atrapalhando o espetáculo. Ou o show cruzmaltino.

ESCREVEU ANDRÉ ROCHA

Tags:

  • Jonas

    “O árbitro deixou a impressão de que quis mostrar serviço em uma partida importante, mas acabou atrapalhando o espetáculo. Ou o show cruzmaltino.”

    OU A VIRADA ALVINEGRA!

    No lance do penalti ele quis compensar a expulsão do jogador do vasco. Tava na cara q ia fazer isso!

  • GILDEMAR LIRA

    Que o Vasco jogou bem, não se discute, mais que deu um shou ai é querer demais, se não fosse o penalti roubado com certeza o resultado não seria este, saeja honesto nos seus comentarios afinal de contas voce tem que ser imparcial, botafoguense, vascainos flamenguista e outros é que paga o seu salario

    GILDEMAR.
    1. o texto é do André Rocha, que escreve muuuuuito bem, e apenas deu uma opinião,.
    2. Todos pagam o meu salário.

  • Vasco Bicampeão do Mundo – 1953/1957

    Foi um show do Vasco. Se esse time tivesse atuado em 2008, teríamos, no mínimo ido para a Copa Sul-Americana. Segundona? Nem pensar! A freguesia voltou! Só por causa de míseros 5 anos de vantagem nos confrontos com o Vasco, o Botafogo ficou tirando onda. Historicamente, Mauro, você e todos nós sabemos que o Botafogo é freguês confesso do Gigante da Colina. De todos os clássicos, sejam os cariocas, os paulistas, o mineiro, o gaúcho, o paranaense, o baiano, os pernambucanos ou quaisquer outros, existe uma vantagem tão grande de um clube para o outro. São quase 60 vitórias de vantagem, fora o 7 a 0 de 2001, maior goleada da história do clássico e de todos os clássicos do século XXI. Se o Vasco continuar assim, com essa raça, com essa vontade, seremos campeões estaduais em 2009! É manter os pés no chão e lutar para fazer do Vasco novamente uma potência mundial! Vasco, Bicampeão mundial (1953-1957), vice em 98 e 2000 e semifinalista em 51! SV

  • Paulo

    Sou torcedor apaixonado, mas se meu time toma uma lambada de 4, não me presto a colocar culpa em juiz!! Acordem parceiros, 1×0 é discutível, 4×1 é CHOCOLATE!!!!!!!!!!!!
    Parabéns André, muito bom texto, imparcial e/ou profissional!!!!!

  • Leonardo

    Prezado Mauro,
    Não esquente a cabeça com comentários de botafoguenses descontrolados, que tomaram um verdadeiro vareio tático e que encontram desculpas como no pênalti mal marcado.
    Ora amigo, você acha que se o penalti não tivesse sido marcado o cavalo paraguaio teria conseguido a virada do jeito que estava o jogo?
    Vamos parar de palhaçada, pois o Vasco mostrou que é muito eficiente e ontem pecou em poucos quesitos, ao contrário do Bota, que acertou em poucos.

  • ERIK DOS SANTOS OLIVEIRA

    BELA VITORIA DO VASCO. CONFESSO Q Ñ ESPERAVA, MAS PARECE Q O TIME ESTÁ SE REERGUENDO. PODEM SONHAR EM ACABAR C/ A ZICA CONTRA O FLAMENGO TB.

  • marcos santanna

    Bem , pintou o vice .
    parabens turma da casaca , pra quem ia ficar la nas ultimas , o vice campeonato , é uma gloria.

  • http://baixetud0.blogspot.com/ Genaro Silva

    Realmente Mauro foi um show, um jogaço, principalmente do Vasco quando nem sequer deixou o Bota passar da intermediária antes do Vascão abrir o placar

    Vasco tem o melhor time do Campeonato Carioca
    Campeão Estadual do Carioca 2009

  • Melhor futebol do Estadual

    Estamos na 2ª Divisão, sem dinheiro, sem títulos há 6 anos etc. É, sem sombra de dúvida, a pior fase da história do Vasco. Mas é nesses momentos que devemos apoiar mais e mais. A torcida está fazendo a parte dela. Os jogadores lutam bastante, e o time joga o melhor futebol desde 2001. É fantástico, mas, em menos de 3 meses, passamos da água para o vinho. Temos que manter os pés no chão, com MUITA HUMILDADE, POIS NÃO GANHAMOS NADA AINDA, ALÉM DO FATO DE QUE A COPA DO BRASIL É MAIS IMPORTANTE DO QUE O ESTADUAL, E A SÉRIE B É MAIS IMPORTANTE AINDA. O SENTIMENTO NÃO PARAR!!!!!!

  • Gustavo

    Com Dorival Junior o time do Vasco ganhou padrão de jogo e confiança. Cabe ao presidente manter os salários em dia e a base no fim do ano.Caso isso seja feito , o futuro do Vasco parece bem promissor.

  • Entrevista com goleiro do Liverpool – A verdade sobre 81
  • Douglas

    Nosso amigo Jonas fez o que todos os Botafoguenses estão acostumados a fazer:Chororô. Nós fomos punidos com 6 pontos no primeiro turno e poderíamos ter disputado a final contra o próprio Botafogo,mas nem por isso ficamos reclamando por aí. Somos líderes de novo ,e vamos ser Campeões desse Carioca,vcs vão ver!!!

  • GugaFogo

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk chocolate é mais gostoso na vespera de pascoa…E mto mais saboroso qndo vale vaga na final…ganhar na fase classificatoria é 1 coisa agora ganhar qndo tem q ganhar ai sim o time mostra tua verdadeira face!!!
    BOTAFOGO 4 Vasco 0(ZERO?) KKKKKKKKKKKKKKKKK