América de Cáli 1 x 3 São Paulo

por Mauro Beting em 06.mar.2009 às 12:02h

2min30s. Jorge Wágner lançou como Gérson – bicampeão paulista pelo Tricolor em 1970-71 – ou, no caso, lançou como JW, e o artilheiro Washington fez o que sabe. A defesa americana parecia estar no fuso horário brasileiro. 1 x 0 São Paulo.

27min – Hernanes estica a bola com categoria para Washington. Os dois zagueiros seguem no fuso horário (desta vez europeu) e deixam o atacante ganhar na corrida (ou no jogging). Pior consegue fazer o cone, ops, o goleiro Meza, que se fixa na meta como um sub-3 e leva o segundo gol tricolor.

4min – Meza se atrapalha com a bola depois de defesa à queima-luvas e, na sobra, Borges faz 3 a 0.

Lendo assim, parece que foi moleza. E foi fácil mesmo. Nem o belo gol colombiano, no final do jogo, armou rugas no rosto tricolor. Sem precisar fazer força, o São Paulo venceu muito bem um rival abalado e enfraquecido.

Mas não apenas pelos próprios erros. Mas pela consistência de um São Paulo que voltou a marcar firme e forte. E que fica mais incisivo com Júnior César como o ala pela esquerda no 3-1-4-2 de Muricy. Zé Luís também é a opção mais viável pelo lado direito, garantido pela regularidade e excelente fase de Jean à frente da zaga. No meio, marcando e chegando, Hernanes e Jorge Wágner qualificam um Tricolor aliviado.

Tags:

  • Renan

    Fico tão feliz de ver meu time sem o Hugo.
    Essa formação está muito boa e agora precisa de sequência. Pequenas mudanças como Renato Silva pelo Rodrigo pode cair bem, mas não parece necessário.
    Que supresa para alguns. O zagueiro ex-Botafogo vai bem, já Vagner Diniz… prefiro o Joílson.

  • http://blogdojaovitor.blogspot.com/ João Vitor Dias de Sousa

    Para mim o São Paulo está com cara de semi-finalista ou finalista desta Libertadores,o time é bom,só precisa de um entrosamento maior do que tem hoje.