Resende 5%?

por Mauro Beting em 23.fev.2009 às 12:25h

É, seu Mauro Beting…

É, seu Cuca…

É, seu Kléber Leite…

É, seu árbitro…

Méritos enormes ao Resende e ao seu treinador.

Deméritos a todos os acima citados.

MELHOR ESCREVE ANDRÉ ROCHA

O Flamengo repetiu os erros táticos deste início de temporada e poderia ter levado uma goleada histórica na semifinal da Taça Guanabara. Mas os equívocos do árbitro Felipe Gomes da Silva que prejudicaram demais o time de Cuca é que serão lembrados e tirarão o peso da derrota humilhante por 3 a 1 dos ombros do treinador.

A zaga do Fla em linha e sem Angelim é um convite para qualquer ataque, ainda mais sem um meio-campo bem postado para dar sustentação. Impressiona a lentidão de Thiago Salles. Antes do Resende abrir o placar e o jogo perder seu aspecto tático por conta das expulsões, o time do interior já vinha criando chances com facilidade e havia perdido dois gols feitos.

Ofensivamente, o erro rubro-negro, mais uma vez, foi afunilar as jogadas com os alas na esperança que Zé Roberto e Marcelinho Paraíba buscassem os lados do campo. E novamente não funcionou, o que ressalta a pouca inteligência de Cuca na insistência com a estratégia. Obina novamente foi sacrificado na frente, atuando isolado e funcionando apenas como pivô.

O Resende, muito bem organizado pelo técnico Roy em um 3-4-2-1, tinha mais fôlego e fluência no ataque, com Léo armando as jogadas buscando Bruno Meneghel na área. A chegada dos alas e volantes de trás às costas da linha formada por Léo Moura, Ibson e Juan expunha o trio de zaga e Willians, o volante mais plantado e o único a mostrar espírito de luta durante toda a partida.

O jogo começou a ser decidido na prática com o pênalti de Airton em Léo. O volante/zagueiro havia levado um amarelo anteriormente sem nem ter participado do lance que terminou na falta de Fábio Luciano. Com a infração dentro da área, veio o segundo amarelo e a expulsão injusta. Na cobrança, Meneghel bateu mal, mas a bola tocou na trave, nas costas de Bruno e entrou. Era o primeiro sinal que a tórrida tarde de sábado de Carnaval no Maracanã seria trágica.

A desvantagem e o péssimo futebol deixaram o Fla ainda mais tenso. E aí, o árbitro, intencionalmente ou não, minou os nervos dos jogadores ao fazer a equipe repetir cinco vezes a cobrança de um simples impedimento na área rubro-negra. Fábio Luciano perdeu a paciência e o juiz o expulsou direto.

Na segunda etapa, o Resende misturou indolência com cansaço e atraiu um Flamengo desfigurado para o seu campo.Ainda assim, poderia ter matado a partida logo no início, não fosse a péssima pontaria nas conclusões e a atuação heróica de Willians, que salvou Bruno pelo menos três vezes. E após expulsar com justiça o zagueiro Leandro do Resende pelo segundo amarelo e anular corretamente um gol de Josiel, que novamente substituiu Obina e deu mais movimentação ao ataque, o juiz deixou de marcar uma falta sobre Ibson dentro da área em um lance semelhante à penalidade marcada a favor da equipe do interior. No mínimo, faltou critério. Logo depois, veio o golaço de Hiroshi em chute no ângulo de Bruno.

Lutador, o Fla ainda diminuiu com Josiel após jogada do incansável Willians e acreditou no empate. Mas depois de perder duas ótimas oportunidades, o artilheiro do campeonato Bruno Meneghel marcou seu oitavo gol na competição e definiu o placar em contragolpe sobre uma zaga pregada no chão pelo cansaço.

Desta vez, a soberba não foi o pecado do Fla e o vexame fica apenas por conta do resultado surpreendente. A arbitragem foi lamentável e atrapalhou demais o time rubro-negro. Mas foi a desorganização tática da equipe de Cuca, o primeiro a admitir a péssima atuação depois da partida, que começou a desenhar o histórico triunfo do Resende, o primeiro finalista da Taça GB.

ESCREVEU ANDRÉ ROCHA

Tags:

  • Marcio

    É meu caro reporter, eu não consigo enteder esta mania de culpar o arbitro. Vocês deveriam culpar os anteriores que ajudaram o Flamengo a chegar na semi final (derrotando no lugar do time de vermelho e preto o Friburguense, o Bangu, etc).
    Quando um arbitro cumpre a lei (jogador tem que saber a regra e cobrar corretamente o impedimento e se chingar tem que ser expulso) quando faz o penal e é o ultimo homem (ta na regra) tem que ser expulso (chega da balela de que o primeiro amarelo foi errado, não era nem necessário).
    Ou seja parem de proteger o Flamengo. O arbitro está de parabéns, merece uma medalha, foi o primeiro qu eu vi desde as papeletas amarelas, desde o vexame do Jose Robeberto Wrigh (classificando o Flamengo na libertadores expulsando meio timo do Atletico) que teve coragem de não beneficiar este time.
    Tenham vocês reporteres a decência de elogiar e não culpar o arbitro.

    MARCIO, do mesmo modo que falamos dos erros a favor do Flamengo, destacamos os que o prejudicaram. Apenas isso. Sem clubismos.

  • Joel S. Duarte

    Mauro, não dá para aceitar que o juiz tenha tido alguma parcela no desastre rubro-negro. A regra é clara e diz que falta quando se trata de uma situação clara de gol é cartão vermelho. Pois bem, o jogador tinha a posse de bola perto da pequena área quando é atropelado pelo Airton. Não tem o que discutir. O Airon já sabia que tinha o cartão e arriscou. Mesmo para quem acha não fosse lance para vermelho, o Airton preferiu fazer a infração sabendo que tinha cartão. Tinha que ser expulso. O lance da expulsão do Fábio Luciano é desconhecimento de rgra. A bola tem que sair da área, se o jogador não conhece a regra de sua ferramenta de trabalho e fica nervozinho a ponto de xingar o árbitro, ele deve ser expulso. Olhei novamente o lance e a vez que a bola ficou mais perto de sair da área, não saiu por uns 3 metros. Não foi o árbitro que enervou o Flamengo, foi o Flamengo que estava nervoso e procurou isso. A única expulsão forçada foi a do jogador do Resende, essa se fosse ao contrário não teria acontecido (senti falta disso no seu comentário) Acho lamentável uma parte da imprensa que tem medo de se posicionar contra o Flamengo em decisões que não são comuns no futebol.

  • israel tomaz de araujo neto

    querido brother beting,minha pergunta a ti e simples vc achar que vai cai o mesmo raio duas vezes no maraca,o resende vai ter alguma forca de quem passar de fluzao x foguinho,eu acho que nao quenta e com todo respeito e admiraçao por ti,quarta ja vai sair o campeao da taça GB.o time do flu e mais forte no papel,mas o do fogo e mais entrosado uma outra coisa o flu ta levando um azar danado contra os caras que gosta de ser vice,so mais pergunta um time com FH,MARIANO,LUIZ ALBERTO,ED CARLOS,LEANDRO,DIGUINHO,FABINHO,TN,CONCA,LEANDRO AMARAL,EVERTON SANTOS(FRED SE CHEGAR),DA GANHAR ALGO MAIS ALEM DO CARIOQUINHA,COPA DO BRASIL,BRASILEIRO,SUL AMERICANA.abraço te admiro muito sou seu fa.saudaçoes tricolores.

  • Rafael

    É… pela primeira vez desde 2007 vejo o flamengo sendo prejudicado pela arbitragem… nao teria nada mais saboroso do que ver o flamengo perder o carioca desse ano por erros de arbitragem ja q os 2 ultimos foram ganhos usando desse artificio

  • flavio macedo

    Caros Amigos, disseram que a arbitragem foi anormal, o que seria normal?, o juiz favorecer o Flamengo?, o time que não tem uma postura tática definida e o Cuca inventando coisas nos leva a crer que 3 a 1 foi magro para o Resende.

  • Mauricio

    Que o juiz era mal-intencionado e que o Flamengo sempre é prejudicado todo mundo já sabe. O que me impressiona são jogadores experientes entrarem na “pilha”. Mesmo com um expulso, perdendo e com juiz roubando, o experiente elenco do Flamengo tinha obrigação de buscar, no mínimo, o empate.

    Diretoria deve rever o elenco pois tem gente que tá jogando só com o nome. Tem horas que uma boa chacoalhada resolve!

  • Igor

    Não acredito que o árbitro tenha errado. Ele apenas foi imparcial. Todas as expulsões foram justas. O penalti, foi penalti.

  • Fabio Santos

    André Rocha, impressionate seu texto! muito bom! Traduz fielmente os acontecimentos da partida. Foram 3 a 1, deveriam ter sido 6 a 2, 7 a 5 ou um 5 a 0 para Resende.

    Durante toda a partida, a equipe do interior se execedeu em suas qualidades, de forma inexorável venceu a equipe rubro negra.

    Impressionou-me, a péssima atuação do sistema defensivo rubro negro.
    Toda inversão de jogada da equipe do Resende, sempre encontrava dois ou mais jogadores livres de marcação e isentos de qualquer incômodo.

    Erros dos árbitros são comuns e constantes. Em geral ocorrem a favor do time grande; vez por outra o lado da moeda muda, favorecendo o time de menor expressão, os erros ocorridos no Maracanã não desmerecem o time do Resende. O Flamengo esteve muito mal planificado em campo, sem nenhuma compactação.

    O Cuca precisa reconsiderar o momento pelo qual atravesa sua carreira. Vem sendo infausto em seus trabalhos, tendo insucessos consecutivos, gerando incertezas acerca das suas qualidades profissionais.

    Parabéns! André pela belíssima reprodução da partida.

  • Humberto

    Olha, Mauro e André, respeito a opinião de vocês, que fazem o melhor blog do Lancenet. Mas afirmar erro nos 3 lances citados como erros da arbitragem não me parece correto…

    – Foi pênalti e lance para expulsão sem mostrar o amarelo no primeiro gol do Resende;
    – O árbitro cumpriu a lei na expulsão do Fábio Luciano. Aliás, a imprensa, o técnico Cuca, Kléber Leite e o próprio FL demonstraram um show de incompetência e desconhecimento da regra 12 (aliás, por que ela não foi citada ainda no comentário deste lance?). Foi um monte de asneiras sendo desfilado. Agora entendo porque essa imprensa, que tanto criticou essa expulsão, defende a legalidade da argumentação do Vasco na questão dos pontos. Uma imprensa que defende a moralidade no futebol defender Vasco e Flamengo nas suas argumentações é, no mínimo, ambígua, para não dizer tendenciosa;
    – E pênalti no Ibson? Por favor, entendam que tirar a bola do adversário é uma coisa (lance do Ibson), tirar a bola do adversário com uma tesoura (lance do pênalti do Resende) é outra totalmente diferente. A primeira nem sequer é falta (mesmo que fora da área), enquanto que a segunda é falta e expulsão direta (é agressão, não é porque é último homem).

    Portanto, vocês falam tanto de clubismo e defendem que não o praticam (a imprensa em geral). Mas a impressão é que o discurso é uma coisa, realidade é outra. Os comentários parecem serem feitos com a camisa de alguns times embaixo dos uniformes.

    Parabéns ao árbitro Felipe Gomes da Silva. Agora, anotemos quantos jogos ele vai apitar antes de tomar uma geladeira, e qual será a duração dela. Afinal, desagradar Flaprensa não pode ser feito em hipótese alguma, vide Carlos Eugênio Simon…

  • Josildo

    André, leia o post do Juca Kfouri sobre o jogo e veja se nao há um pouco de clubismo. O interessante é que sempre ocorre a favor do Flamengo. Você por acaso nao viu o chute que o Juan deu no jogador do Resende antes do terceiro gol? Nao era para ter expulsado o Juan? Quero deixar aqui meu elogio ao árbitro que conforme declarou o Márcio merece mesmo uma medalha por nao ser tendencioso a favor do mais poderoso.

  • Joel S. Duarte

    Desculpa Mauro, Mas eu sei que você conhece a regra. Me responda… Falta em situação clara de gol não é para expulsão? Não era uma situação clara de gol? Impedimento, pode ser batido para o companheiro dentro da área? Alguma vez o Flamengo bateu corretamente? Realmente, não entendi seu comentário. A única expulsão duvidosa foi do jogador do Rezende!!!

    JOEL,
    1. Lance discutível o do pênalti. Eu não teria marcado. Mas entendo – claro – qualquer interpretação diferente. Se marcado pênalti, lance para amarelo. Discuto, sim, o primeiro cartão do Aírton.
    2. Quanto ao lance do Fábio Luciano, concordo integralmente com você, e também com o árbitro.
    3. Discutível, também, a expulsão do atleta do Resende.
    4. De um modo geral, não gostei da arbitragem. E, para mim, o lance capital foi o do pênalti. Que não tira o mérito da vitória do Resende, e nem justifica o destempero rubro-negro.

  • http://blogs.abril.com.br/futebolearte André Rocha

    Nunca vi um árbitro exigir de um jogador a cobrança de impedimento para um companheiro fora da área. Ainda mais quando não tem um adversário por perto e o time está com pressa por estar perdendo. Questão de bom senso.

    Me lembrei do famoso Edilson dizendo que um juiz pode prejudicar um time com sutileza simplesmente cumprindo a regra…Não posso afirmar que foi o caso, mas foi, no mínimo, estranho. Até porque vários jogadores das duas equipes falaram palavrões para o árbitro por impedimentos marcados, faltas não assinaladas, cartões não aplicados, e ele não expulsou ninguém por isso. Só o Fábio Luciano…

    Enfim, ratifico o que disse: a arbitragem prejudicou demais o Flamengo, assim como beneficiou em outras partidas (e nós expusemos os erros por aqui e também no Futebol & Arte), mas o time rubro-negro em nenhum momento mereceu a vitória. O Resende já era superior antes do pênalti e das expulsões.

    Abraços a todos!

  • Saulo Rocha

    André, que você é flamenguista a gente já sabe de longa data. Seus textos todos apontam para essa direção. Não tem problema nisso, todos temos um time de coração. Agora reproduzir uma asneira como “um juiz pode prejudicar um time com sutileza simplesmente cumprindo a regra” é de um absurdo tremendo. Amigo, o juiz cumpriu a regra. Ponto final, não tem discussão, não tem questionamento. Os jogadores ganham salários astronômicos, o mínimo que eles poderiam fazer é reservar meia hora antes de virarem profissionais para ler e entender o que podem e não podem fazer na carreira que escolheram seguir. E o juiz não expulsou o jogador do flamengo porque ele bateu a saída de bola de forma errada cinco vezes(o que não seria nenhum absurdo, jogadores ganham cartões amarelos com muito mais facilidade por insistirem em se mover na barreira, por exemplo), ele puniu porque o Fábio Luciano xingou o árbitro sabe-se lá de quê por estar cumprindo o seu papel. Não é de hoje que esse jogador acha que é o dono do mundo, vide o jogo contra o Cruzeiro no Brasileirão do ano passo. A expulsão do Airton foi injusta. Mas o jogador comete a infração consciente de que já havia sido advertido com o cartão amarelo. O resto do jogo foi um baile, o Flamengo teve sorte de não ser goleado. Não dá para colocar nem 1/10 da culpa da derrota no único erro que o juiz cometeu na partida: o primeiro cartão amarelo do Aírton.

  • http://blogs.abril.com.br/futebolearte André Rocha

    Saulo, onde você leu que eu atribui a derrota aos erros da arbitragem?

    Aliás, desde o início da temporada eu venho apontando em meu blog os erros do Flamengo e o Mauro reproduz por aqui o que ele acha pertinente.
    Assim como observo os méritos e equívocos de Vasco, Fluminense, Botafogo, São Paulo, Corinthians, Cruzeiro, Palmeiras, Santos, Atlético-MG, Portuguesa, Internacional, Sport, Coritiba, Grêmio, Barcelona, Chelsea, Milan, etc. É só aparecer no Futebol & Arte e observar. Não me limito ao Rubro-Negro carioca, não.

    Na análise, eu só não poderia deixar de registrar os erros que observei, independente de quem foi beneficiado. Assim como classifiquei como absurdo e esdrúxulo a anulação do gol do Friburguense na primeira rodada da Taça GB que beneficiou o time de Cuca. Agora, a minha opinião é apenas mais uma entre tantas e não tem a pretensão de ser a oficial ou a mais correta.

    Um abraço!

  • TÁTUDOCERTO

    Foi penalti? Pôxa, pelo q vi na tv o jogador do Flamengo tirou a bola do atacante que caiu depois de perdê-la, isso é penalti? Ou será armação? Reclamaram tanto, falaram tanto que deu nisso. O Botafogo chora o campeonato do ano passado. Diz q o Flamengo foi favorecido, no entanto perderam os dois jogos na final. Onde o juiz teria ajudado????
    O Fluminense foi largamente favorecido (como sempre o rei do tapetão: da 2ª para a 1ª num passe de mágica?)
    No jogo Fluminense x Americano o juiz deixou de expulsar o goleiro do Fluminense no penalti: agressão ao adversário. Depois apitou penalti duvidoso sobre o mesmo goleiro (se tivesse sido expulso o penalti sairia?)
    Depois só o Flamengo é beneficiado.

  • Alexandre Camargo

    Brincadeira!!!

    Este comentarista, tal de André Rocha só pode ser Flamenguista

    Se os lances fossem contra o botafogo seria chororô.

    Mauro, vc com toda sua inteligência nao deveria publicar comentários de jornalistas travestidos como este, que puxa a sardinha para o seu time, arrumando muitas desculpas para a derrota do Menguinho

    De repente, profissionalismo é uma palavara que deixa de existir para alguns jornalistas quando se trata do seu time do coração

    Diferentemente do que vc sempre fez Mauro, pois vc é um cara sério e competente.

    T+

  • Joel S. Duarte

    Mauro, obrigado pela resposta. Claro que tenho uma opinião diferente quanto ao penalti e a expulsão do Airton, mas, acho legal esse espaço para cada um dar sua opinião. Um forte abraço.

  • Diego torres

    Esse andre rocha é flamenguista!!!!
    O resende ganhou por erros do proprio flamengo… e vcs insistem em colocar a culpa no juiz…. que feio!