Flamengo 1 x 1 Botafogo

por Mauro Beting em 16.fev..2009 às 12:32h

O melhor do Flamengo é que Cuca sabe que os resultados são muito melhores que a encomenda. A defesa inspira cuidados, o meio segue a expondo, os alas continuam criando mais que os meias, e Obina segue isolado.

O melhor do Botafogo é que Ney Franco (e o clube), mais uma vez, conseguem placares apesar dos pesares. O time está rápido e incisivo. E consegue uma consistência defensiva melhor que que a esperada para tamanhas mudanças táticas, e considerável declínio técnico.

MELHOR ESCREVE ANDRÉ ROCHA

http://blogs.abril.com.br/futebolearte

O Bota pode lamentar as chances mais claras de gol desperdiçadas por seus atacantes durante a partida e a desatenção nos últimos minutos. Mas o fato é que o clássico – que também teve briga entre as torcidas – foi equilibrado, as equipes, repleta de reservas, foram semelhantes nas virtudes e defeitos e a alternância de domínio seguiu um roteiro até previsível.

A partida foi parelha até o Bota abrir o placar com Batista, após boa tabela com Reinaldo. O Fla sentiu o golpe e a equipe de Ney Franco poderia ter ampliado nos minutos seguintes aproveitando a total desorganização defensiva do adversário, especialmente pela esquerda, com Thiago Sales perdido em campo. No final do primeiro tempo, o time rubro-negro cresceu com Jonatas mais ligado na partida e foi superior.

O domínio permaneceu na segunda etapa até Renan defender a cobrança de pênalti de Obina, que forçou a barra para acabar com o jejum de gols e acabou se transformando no vilão da tarde. O Alvinegro ganhou moral, poderia ter definido a partida com Wellington Júnior e acabou punido pelo recuo excessivo nos últimos minutos com o gol de Josiel, que colocou o time de Cuca na liderança do Grupo B, esperando o imbróglio do Vasco com o TJD para definir seu adversário que, por ora, é o Resende.

ESCREVEU ANDRÉ ROCHA

Tags: