Noventa

por Mauro Beting em 12.fev.2009 às 14:22h

Não poucos tricolores se manifestaram afirmando que irão ao Morumbi exatamente por entenderem que será praticamente um jogo de uma torcída só. Mais seguro. Não deixam de ter razão.

Este é um outro ponto de vista. Polêmico. Mas pacífico.

[[[[[[REITERANDO QUE O BLAG NÃO CONCORDA COM TUDO QUE ESTÁ ESCRITO ABAIXO]]]]

ESCREVE KADJ OMAN

http://vailateral.wordpress.com

Na década de 1990, comecei a me interessar o suficiente por futebol e passei a frequentar estádios.

Fui com meu pai a inúmeros jogos antes de começar a ir sozinho ou com amigos. Alguns desses jogos tinham uma aura especial: os clássicos.

Chegar ao estádio e ver do outro lado imensidão igual (ou quase igual) à sua, nas cores adversárias, provocantes, bandeiras pra todo lado, baterias, fogos de artifício, mesmo a tensão no chegar e no ir embora, tudo era parte indispensável da festa. A presença do outro enaltecia a nossa, nos fazia mais forte, tanto na vitória quanto na derrota, que era o momento de mostrar que gritávamos mais independentemente do resultado.

Os anos noventa terminaram, para mim, da melhor maneira possível: dois títulos brasileiros, 98 e 99, e jogos memoráveis entre o meu Corinthians e seus contrários, Palmeiras e São Paulo.

Todos eles no Morumbi.

Dez anos depois, o local ainda é o mesmo, mas outros noventa norteiam o primeiro clássico do ano: os noventa reais cobrados pelos míseros 6.800 ingressos “generosamente cedidos”, nas palavras do presidente são-paulino, para a torcida corinthiana.

Não bastasse a triste e descabida decisão de fazer um clássico sem o estádio dividido ao meio, que além de desabonar a tradição brasileira e o espetáculo em si provoca ainda mais insegurança para aqueles que se aventuram a comparecer ao jogo, dos dois lados, ainda há a lastimável cobrança de um preço absurdo pelos ingressos de visitante.

A guerra que sempre se instaura, às vezes apenas em forma de clima, outras em vias de fato, ganha tensão desnecessária, com as torcidas prometendo emboscadas e a polícia cacetadas. A rivalidade é acentuada da pior forma possível. E os torcedores dos dois lados sofrem para ver o jogo.

Por conta disso, no próximo dia 15 Corinthians e São Paulo farão um clássico ainda mais marcado pela confusão.

Primeiro porque muito mais do que 6.800 corinthianos comparecerão.

Segundo porque boa parte deles planeja não entrar e protestar, ato encorajado (com razão) pela própria diretoria do clube ao saber do preço dos ingresos.

Terceiro porque o jogo não se resume ao estádio, e por toda a cidade Tricolores e Alvinegros tomarão para si a briga emcampada pela diretoria são-paulina contra a Federação Paulista de Futebol.

E nessa guerra entre São Paulo e Federação, é o Tricolor Paulista quem se apequena ao fazer uso das mesmas práticas de Grêmios Barueris da vida quando enfrentam um grande em sua casa: abusar dos torcedores.

O clube cuja mídia propagandeia o maior sucesso em marketing esportivo, o pioneiro nas relações de mercado, o maior vencedor de títulos nacionais e internacionais do país parte para o ataque do lado errado, talvez receoso da iminente crescida do rival alavancada pela contratação de Ronaldo. Ataca sua torcida, a mesma que promete ultrapassar em dez anos, porque sabe que é nela que se baseia a força rival, talvez sem ter a real dimensão do poder – de reação e de destruição – dela.

E pra tentar disfarçar o ataque, irresponsável por colocar a cidade ainda mais fora de controle, transforma-o em promoção para sua torcida, que ganha o ingresso do clássico ao comprar antecipado os ingressos dos três jogos em casa na primeira fase da Libertadores.

Para além do questionamento sobre se é certo o preço abusivo (coisa que, na Inglaterra, tomada a todo instante por exemplo, não é permitida, uma vez que se obriga o time mandante a cobrar da torcida visitante o mesmo preço do ingresso mais barato para a torcida da casa), fica aqui a indignação de quem acompanhou todos os clássicos paulistas realizados na capital ao vivo e in loco nos últimos três anos, acompanhado da mulher, sem nunca ter presenciado uma cena sequer de violência, e que no domingo estará impedido de fazê-lo.

Não (só) pelo preço ou pela carga de ingresso.

Mas pelos princípios enquanto torcedor – sim, até nós temos um limite além do qual não admitimos ser desrespeitados.

De ouvido colado no rádio, estarei torcendo para que neste infeliz 15 de fevereiro os jornais televisivos não tenham que noticiar eventos tristes envolvendo o jogo.

Por mais difícil – e improvável – que isso pareça.


ESCREVEU KADJ OMAN

Tags:

  • Vinicius

    Quanto ao preço dos ingressos, concordo plenamente que está abusivo! Um absurdo para os padrões brasileiros!

    Porém, sobre a divisão não vejo nenhum problema, afinal o SPFC está exercendo seu direito!

    Quando há jogos no Palestra, na Vila ou no Pacaembu os torcedores do São Paulo SEMPRE são minoria, pois a maioria dos ingressos são destinados ao time mandante(Palmeiras, Santos e Corinthians respectivamente). O único lugar onde havia divisão era no Morumbi, casa do São Paulo!

    Claro que era empolgante ver as duas torcidas vibrando na mesma intensidade, porém isso ocorria apenas no estádio do SPFC.

    No texto o autor usou muito da emoção, apesar de ser muito bem escrito!

    Portanto, concordo com a divisão.

  • André

    Para o autor do texto (e para o dono do blog que concorda com o mesmo): Em vez de ficar perdendo tempo criticando um clube que tem estádio e esta tentando modernizar o seu patrimonio, critique a sua diretoria que em quase 100 anos foi totalmente incompetente e até hoje não construiu um. Sem mais.

    ANDRÉ, não concordo INTEGRALMENTE com o texto. Apenas reitero que há ideias muito interessantes, e que merecem reflexão. Apenas isso.

  • ÁNUAR RUBIO THOMÉ

    O mais engraçado dessa história toda é que sempre que corinthians e São Paulo jogam no Pacaembú, a torcida do São Paulo fico isolado naquele tobogã, não divide o estádio 50 – 50, como esta reinvindicando essa mídia tendenciosa, pró corinthians. gostaria que vc me explicasse isso.

  • Junior

    Poucas vezes li algo tão ridículo na internet.

  • marcelo roncatti

    Caro Beting,

    não é de hoje, que a cupula Bambi aplica um golpe baixo desses em seus maiores adversários!!! Basta olhar pra história e ver…..
    Não precisamos ir tão longe, mas o exemplo de administração e a imprensa nessas horas não se lembra do gramado totalmente destruido “A PICARETADAS” na véspera da final do Brasileiro de 1994 que consagraria Palmeiras ou Corinthians (deu Palestra, no Pacaembu).

    Quando a gente se convence que o São Paulo pode realmente pensar diferente o futebol, eles fazem questão de virar toda a mesa…seriam os velhos tempos “amarelados” voltando?

  • http://www.novasarenas.blogspot.com Ricardo Araujo

    Incrível como volta e meia me deparo com comentários absolutamente surreais. É o caso do Sr. Oman. Não o conheço, mas especulo, pelo fato de ter iniciado seu contato “físico” com o futebol há tão pouco tempo. Também desconheço sua atividade profissional. Me espanta porém sua visão completamente desconectada do futebol contemporâneo. Do jeito tão “demodé” e amador de enxergar um esporte que, queiram ou não, e acreditem, eu tambem lutei contra, precisa ser encarado com muito profissionalismo e com a importancia do “negócio” que, feliz ou infelizmente, ele se transformou. Oman parece que saiu daquele seriado antigo o “Túnel do Tempo”, com conceitos típicos daquela doce era.
    Oman parece completamente desinformado do que acontece no futebol da Europa, ou de Ligas realmente profissionais, onde ter uma grande arena sob sua gestão é o fator que difere os grandes dos pequenos. Oman, a atitude do São Paulo parece esquisita sim, parece arrogante sim, mas só parece (atenção, não sou torcedor do tricolor). Distribuir apenas 10% da capacidade do estádio e cobrar o preço que acha justo é praxe em todos os cantos do mundo. Quem tem arena própria pode se dar a esse “luxo”. O Corínthians, assim como outros grandes clubes brasileiros precisa é viabilizar a sua, ao invés de criticar a administração da arena alheia. Quando o mando de campo for do Timão, que ele reserve apenas 10% aos torcedores são paulinos, e cobre quanto achar que deve. Se acha que deve cobrar R$ 200,00 porque vai colocar Ronaldo em campo, que cobre. Essa é uma das razões pelas quais vale a pena ter o “seu” estádio. Saiba Oman, que essa é uma das principais fontes de receita dos maiores e mais ricos clubes do mundo. Ou vc acha que o Real Madri concede metade do Bernabeu aos torcedores do Barça ? Vamos acordar.

  • RUDY DE ARAUJO MARUYAMA

    OLÁ ,sou palmeirense e tenho uma opiniao sobre o fato dos 10 %
    concordo com este etxto e discordo do texto aqui de baixo
    oque o sp esta fazendo é de seu direito fato!
    mas pensem em um jogo onde um jogador se machuca e o time adversario joga a bola para fora ,qnd o jogo se reinicia oq deve fazer o time do jogador contudido?
    partir para o ataque ou devolver a bola?
    na minha visão o sp esta partindo para o ataque
    mas penso uma coisa?pq deste meseraveis 10%?
    nw é mais facil ser jogo soh de uma torcida?
    a diretoria sao paulina é no minimo indecente
    vide :gas de pimenta.setor visa (na cerimonia de divulgação do setor jj disse q o sp estava sendo inovador,todos sabemos q palmeiras,santosetc jah o tem)ano passado teve este peti de 10% com a torcida palmeirense
    mas o mais legal de tudo:a torcida sao paulina nw enche o panetone uhauhuahuha
    penso que neste momento corinthians e palmeirasdeveriam se unir e nw dar bola para as birras da criança mimada

  • Larissa

    Pefeito o texto Mauro…reflete exatamente o que sinto como torcedora (e acredito que esse sentimento seja da maioria)…no meu caso, diferente do autor, acompanho sempre os jogos do Corinthians, mas nunca fui a um clássico e aguardava ansiosamente para que este ano fizesse minha estréia nos jogos contra São Paulo e Palmeiras…infelizmente a diretoria do São Paulo e o próprio clube menosprezou e diminui a importância de um jogo deste para o torcedor, pois além de tirar todo o brilho do clássico, disponibilizando míseros 6.800 ingressos para a maior e mais presente torcida do estado, cobra ABSURDOS 90 reais pelo ingresso…
    Mauro, estou decepcionada com o rumo que o futebol está tomando com relação ao preço abusivo cobrado por ingressos nos jogos deste ano (o Corinthians tbém comete este abuso em seus jogos no Pacaembu). Os clubes estão dando passos para trás, afastando torcedores do estádio. Tenho certeza que ontem, no Pacaembu, caso os preços cobrados fossem justos, pelo menos o dobro dos 8.500 pagantes estaria apoiando o Timão e digo sempre: o maior patrimonío do Corinthians é a sua torcida e ela deve ser respeitada sempre!!!!
    Saudações corithianas e parabéns pelos seus textos, admiro muito…

    Larissa

  • Beto

    Caro Mauro,
    sou palmeirense e tenho saudades das épocas em que bandeiras, baterias, rojões, papéis picados e todos os aparatos que as torcidas levavam faziam um espetáculo que incentivavam o torcedor à comparecer aos jogos! As disputas para ver qual torcida invadia o espaço da outra e todas aquelas provocações eram muito divertidas! Hoje, começamos a ter cadeiras em setores VIP, restrições à entrada de alguns objetos ( por culpa de alguns excessos das torcidas ) e perdemos um pouco aquela sensação gostosa do “pré-jogo” ;sentimos que as torcidas estão um pouco mais “frias”. Está faltando um pouco do espírito carioca ao futebol paulista. ( não estou falando da parte de organização! ) Concordo com o fato do time mandante querer tirar proveito de seu estádio mas… entendo que isso acaba com a graça do futebol!

  • Thiago

    E AGORA?
    É POR CAUSA DA “MODERNIZAÇÃO”, TAMBÉM?

    Publicada em 12/2/2009 às 16:19

    São Paulo entrega ingressos ‘batizados’ para o Corinthians

    Timão recebe bilhetes no estilo rolo de bobina. Sem condições de separar, venda é adiada para sexta

    Rodrigo Vessoni
    SÃO PAULO

    Além de limitar a carga de ingressos em 10%, a diretoria do São Paulo resolveu dar trabalho aos responsáveis pela arrecadação do Corinthians. Os bilhetes foram entregues agora pouco, mas vieram “batizados”. Ao LANCENET!, o supervisor Lúcio Blanco explicou:

    – Eles jamais tinham feito isso. Os ingressos vieram grudados, como se fosse um rolo de bobina. Estamos recortando um a um. É humanamente impossível recortar tudo, contar direitinho e separar em pequenos pacotes ainda hoje (quinta). Por isso, disponibilizaremos apenas amanhã (sexta-feira) – explicou Lúcio.

    Centenas de torcedores corinthianos amanheceram nesta quinta-feira nas bilheterias do Parque São Jorge, mas tiveram que ir embora de mãos vazias, porque as entradas ainda não estavam disponíveis para venda.

    Além disso, de acordo com o departamento jurídico do Corinthians, os ingresso afrontam o estatuto do torcedor, já que não não possuem numeração nas filas e cadeira. Os campos estão em branco.

    O clube ainda não sabe se todos os 6.800 ingressos foram enviados. Isso será possível apenas no final da contagem.

    http://www.lancenet.com.br/clubes/CORINTHIANS/noticias/09-02-12/486803.stm?sao-paulo-entrega-ingressos-batizados-para-o-corinthians

  • Wellington Andrade

    Caro Mauro, como leitor assíduo do seu blog e suas colunas no Lance muito me entristece vc publicar tal coluna em seu blog. Não por ser São Paulino, mas pelo simples fato do torcedor do Curintia em questão parecer torcer pelo pior. Muito mais desrespeito com o torcedor, principalmente Tricolor, vem das declarações proferidas pelo cidadão. Isso não se tratou de um protesto de tom pacifista. Ele clama pelo embate.
    Quem decide o preço cobrado para a torcida do Curintia é a diretoria deste, que recebeu a carga de 6800 ingressos e que de forma desrespeitosa sim com o torcedor que não se vincula às empresas organizadas trajadas de torcidas destinou mais de 4000 ingressos a R$ 40 para a Galinhada da Fiel.
    Quanto a diretoria Tricolor e o torcedor São Paulino, esse cidadão não tem o direito de advogar no nosso nome já que só cabe aos tricolores virem a público dizer se o preço cobrado pela nossa diretoria pelos ingressos para ver nosso hexacampeão são ou não exorbitantes. E essas manifestações não virão pq estamos satisfeitos com os preços praticados e com a atenção dada na promoção para a Libertadores que nos dá de brinde, sim – somente um brinde -, o ingresso para esse jogo que não vale nada nas nossas pretensões para conquistar novamente a América e o Mundo.
    Se esse cidadão quer protestar ou se indignar, faço isso com seu time e sua diretoria e deixe os tricolores em paz para reclamarem qdo quiserem, e nos últimos anos não temos do que reclamar.

    Abs.

    Wellington

  • felipe

    Muito simples postar um texto de outra pessoa e falar que nao concorda, que nao e a opniao do blog. Voce concorda ou nao com a decisao do SPFC. Se voce fosse o presidente do SPFC faria o que?
    Abraco

    FELIPE, minha opinião está em post anterior.

  • Fabio R. Spada

    REPUDIO!!!……Ouvi e Li em vários veiculos opiniões sobre o tal assunto das cotas…Posições São Paulinas X Corinthianas…Mais nenhuma tão descabida como esta do Sr Kadj Oman…Palavras como Guerra,Emboscada, cacetadas…*PODER DE DESTRUIÇÃO , Pessoas como o distinto senhor que relamente estimulam a verdadeira desordem ,E´ livre a opinião e a expressão do pensamento , agora apoiar que diretori corinthiana , encoraje torcedores contra , a torcida São Paulina…é vergonhoso que gente como o senhor que está mais para Neo Nazista , que para torcedor de futebol, se utilize deste espaço para escrever tamanho Absurdo!!! Com tamanho Absurdo Escrito neste post…dispensa quaquer tentativa de dar opinião ou tentar defender a pesição do SPFC , é dificil acreditar ….Me parece que , entramos o redator da famigerada Nota corintiana….

  • Jairo

    Mauro, não deixa essa corinthianada ficar escrevendo esse tipo de coisa no blag. É só alguma coisa aconteceer que não é 100% pró-corinthians que a imprensa e os meio de comunicação em geral ficam completamente alvoroçados, descontrolados. Lugar de chorar é na cama, que é lugar quente.

  • lopes

    maluco lunatico perdido mal sabe o que fala

  • marcio antonio

    Quer dizer que cobrar 150 no interior,no pacaebu pode e no morumbi não voces estão mal agustumados!!!

  • Marcelo

    É lamentável ler comentários como esse. Leia os blogs do PVC e do Birner para se ter uma idéia do que realmente acontece.
    Se houver incidentes entre as torcidas será por culpa da diretoria corintiana, de parte da imprensa esportiva tendendiosa e de blogueiros como você e não da diretoria do São Paulo que fez o que o regulamento determina.
    Leia esses 2 blogs, de jornalistas sérios, com credibilidade e trabalhe no seu para pacificar e não para acirrar mais o já exaltado apelo a violência existente entre as “organizadas”.

    MARCELO, leia a MINHA opinião, em comentário anterior. Apenas postei uma opinião de outrem, como está escrito. Acredito que você tem discernimento para entender as coisas. Ah, e continue fazendo como os dois meus caros colegas e amigos: lendo o meu blog, como eu leio os deles. Gente como eu, que detesta polêmicas baratas. Gente que adora o contraditório. Gente que gosta de conversar. Não de impor e defecar regras, criando um índex de o que deve ser lido e daquilo que não se pode ler.

  • Eduardo

    10% é a lei…SE o curintia tivesse estádio, NUNCA dariam mais de 10% para a torcida do SPFC….como não o fazem Palmeiras e Santos….

    E na Inglaterra….visitante paga pouco, mas tem recebe 10%…..é 10% e pronto…demorou para ser assim.

  • daniel sabino

    duvido que, se fosse o corinthians que estivesse dando 10% ao são paulo, este babaca e toda a imprensa corintiana estariam revoltados dessa forma. O MORUMBI É PROPIEDADE DO SÃO PAULO, e a partir dessa tese temos de faze-lo nosso alçapão sim e não somos obrigado a dividi-lo.

  • Wanderley T. Assis

    Esse negócio de ingresso já deu né?
    Hoje, com o loteamento do Morumbi, não dá mais pra dividir ao estádio no meio, o problema é físico.
    Gostaria de ver o Stanford Bridge dividido ao meio pela torcida do Manchester e do Chelsea…
    Além do que o loteamento do Morumbi, gera mais receita do que bilheteria de clássico…

  • jose alexandre

    peguem as barras pretas e brancas que a guerra começou

    infelizmente a diretoria da bixarada incentivou este clima

  • Cesar

    Não concordo com essa revolta contra as medidas tomadas pela diretoria do São Paulo. Nós, brasileiros, sempre reclamamos do êxodo que existe dos nossos jogadores para a Europa e, agora que, alguns clubes começam a criar novas opções de rendas e organização, alguns se apegam às tradições ou aos seus desejos. É preciso ficar bem claro que o estádio é do São Paulo e que, ele não pode vender antecipadamente os assentos se em alguns jogos eles serão válidos, em outros não, porque são clássicos. Isso não importa, mesmo porque, o São Paulo quer levar o seu torcedor ao estádio e não os torcedores dos outros times e, dessa forma, possivelmente será mais fácil levar 60 mil torcedores do que num estádios dividido igualmente entre duas torcidas rivais.

  • Cristiano

    Meus Deus…Santo Deus…você é muito mal informado. Vai pesquisar sobre os reais motivos que fazem o São Paulo não dividir as torcidas, rapaz.
    Leia, se informe…fica feio publicar algo assim
    Bairrista…não chega nem perto do PVC, do Birner…

    CRISTIANO, creio que você é inteligente. Tem bom gosto em relação a bons colegas e amigos meus. Bairrista, como está escrito no meu perfil, sabidamente não é meu caso. E acredito que você tenha lido, antes e depois do texto, que ele NÃO é meu.

  • Felipe

    Mauro,

    Sempre leio seu blog e gosto bastante dos comentários e análises feitas. Porém infelizmente depois de muito tempo achei um post “seu” que não concordo. Não consegui enxergar o propósito da publicação de tal artigo. Acredito que esse seja um espaço democrático porém acredito também que o blog deveria ter um certo dicernimente em relação aos textos que publica.

    Acredito que o autor deste texto conseguiu misturar em poucas linhas assuntos polêmicos, complexos e principalmente diferentes. Ao misturar a lei de divisão dos ingressos, políticas de marketing dos clubes e a atual tendência dos clubes em aumentar os preços dos ingressos o autor acaba por opinar demais e argumentar de menos (sem contar as “pitadas” de torcedor).
    Se o objetivo do post era acrescentar um ponto de vista sobre o debate, acredito que outros blogs e autores estão sendo mais objetivos e claros nas análises.
    Abraços

  • ODAIR SEVERIO

    Parabéns,mas não da nada vamos golear os bambi e calar o morumbicha,da-lhe amado coringão!!!

  • Alves

    Engraçado que nunca houve chororó e reclamações quando O Palmeiras e o Santos liberam apenas 10% dos ingressos para a torcida adversária em seus estádios. O São Paulo por acaso é obrigado a ficar fazendo caridade pra times sem estádio? Se o Corínthians quer ficar chorando por isso que procure na constituição o artigo que diz que ele está acima da lei. Se não achar (claro, não encontrará), tratem de construir um estádio e parem de chorar. Qualquer acirramento de ânimos nesse clássico é culpa tão somente da reação amadora da pequena diretoria do Corínthians que ainda tem a cabeça no nível da segunda divisão e não conhece as regras do campeonato sobre distribuição de ingressos.

  • Ricardo M

    Eu acho que quem quer brigar vai fazer isso de qualquer jeito. São animais. Ficar justificando, ou colocando a culpa na diretoria do São Paulo não me parece certo. Nada justifica qualquer tipo de agressão física relacionada a um jogo ou time de futebol. Da mesma forma que acho injustificável alguém orientar os torcedores do Corinthians a irem ao Morumbi para “protestar”.

  • São Paulino

    Meu Deus!
    não entendem que o setor q era destinado à torcida visitante tornou um setor + caro e coordernado pela VISA… e que seria um desrepeito maior com o TORCEDOR do São Paulo (mandante) que pagou 1.000 Reais! por um lugar CATIVO para ver os jogos durante o ano..e num clássico ele não poder ir pq o time VISITANTE CHORA POR MEIO A MEIO…E A DIRETORIA DO SEU TIME CRIE VERGONHA NA CARA E TENHAM UM PRÓPRIO ESTÁDIO (O PACAEMBU É PRATRIMONIO DA CIDADE) E MANDEM SEU JOGOS LAH.. COM 10% PRA GENTE… A GENTE N SE IMPORTA.. PAREM DE CHORAR… ISSO JAH TAH VIRANDO DESCULPA EM CASO DE DERROTA… E SE VENCER EH PQ VENCEU AS ADVERSIDADES E SAIU VENCEDOR… POR ISSO Q A CADA DIA QUE PASSA ME ENVERGONHO DESSE RIVAL DO MEU TIME.

  • Edson B.

    Mauro,
    Tem muita coisa envolvendo tudo isso, várias situações, vários lados.

    Entendo o lado deste torcedor. Porém, quando o mando de jogo for do Corinthians, nós, torcedores do São Paulo, estaremos na mesma situação. Que afinal de contas, é o que sempre fazem com nós. Então cada um que aproveite a sua vez. Agora, quanto aos R$ 90,00 eu concordo, com este valor eu pago 2 meses de Pay-per-View.No entanto, a própria diretoria do Corinthians, também subiu (e muito) o preço de seus ingressos para sua torcida tão fiel. Pode ser polêmico e até um pouco cruel de minha parte, porém, acredite; falarei sem qualquer tipo de preconceito, é apenas um fato. Fato este que a grande maioria dos marginais, não vai entrar nos estádios com este preço. Na minha opinião, falta rigor e lei para conter estes bandos que fazem parte de todas as torcidas. Mas, neste país, a lei não existe. Infelizmente, é um jeito de se separar pessoas de bem, de pessoas do mal. Mesmo sob pena de os estádios não lotarem mais como antigamente.
    Sinto pelo pobre trabalhador honesto que não tem condições de assinar um pay-per-view e tampouco de pagar R$ 90,00 por um ingresso.
    Poderiam talvez inventar um sistema de cadastro ou de fidelidade (nos moldes de sócio-torcedor) para que pessoas que não façam parte de torcidas organizadas e sejam de origem mais humilde possam também ir ao estádio. Mas não sei o quanto isto seria viável e em quanto tempo fraudes começariam a acontecer.
    É horrível ir assistir jogos no Morumbi. Do lado de fora, bandos de trombadinhas praticamente obrigando você a parar o carro na rua e cobrando absurdos R$ 20,00 / 30,00 para depois ainda por cima tentarem roubar o seu carro (como aconteceu comigo). Torcedores de organizadas, pondo você contra a parede, “pedindo” dinheiro para “completar” o ingresso. Traficantes e usuários fazendo negócios em plena geral como eu mesmo já presenciei isso. Neste último porém, já deixa-se de fazer alguma distinção de classe social, pois em todas as classes há imbecis que compram drogas, imbecis estes que mantém mais viva do que nunca a ´”profissão” profissão de traficante de drogas. Enfim, é uma situação complicada para ambos os lados. E a questão aqui é: Teria a minha querida diretoria do meu amado tricolor paulista pensado em tudo isso, para proporcionar ao seu torcedor mais conforto e tranquilidade ou apenas interesses próprios e econômicos (Se é que isso trará alguma vantagem econômica)? Infelizmente fico com a segunda opção.

  • Carolina Araujo

    Muito me espanta a capacidade que alguns jornalistas tem em distorcer a realidade sobre os fatos, visto que não levam em conta a modernização do morumbi e a falta de consideração que os torcedores do SPFC sofrem quando são visitantes. Se me lembro bem, na semi-final do paulistão de 2008 (contra o Palmeiras) os torcedores e jogadores do SPFC foram mal tratados (quem pode esquecer da bomba de gás de pimenta… que até hoje não teve uma explicação plausível?!?).
    Pois bem… o que estamos observando agora é uma mudança de hábito, nós – São Paulinos – estamos mostrando a todos que o Morumbi é – e sempre foi – NOSSO, e não um campo neutro como muitos falam. Devemos deixar claro, para TODOS, que os tempos são outros e que não somos mais bobos de aceitar uma divisão quando somos mandantes e uma parcela inespressiva e desleal quando somos visitantes.
    É evidente que nós – torcedores do SPFC – sempre tivemos este pensamento e que nossa diretoria demorou para nos atender, por isso esta decisão é apoiada pela maioria da torcida são paulina.

  • http://Lancenet Mario Ricardino Csapo

    Caro Kadj Oman. Como um torcedor que também acompanhou muitos clássicos ao vivo e em loco (mais, bem mais que nos últimos 3 anos), concordo TOTALMENTE como o que você argumenta em seu texto.A diretoria do São Paulo, que há bastante tempo nutre (me arrisco a dizer) raiva e até ódio do time do Corinthians, me parece que resolveu unir o útil ao agradável nesse triste episódio dos ingressos: em sua briga com a Federação Paulista de Futebol, o São Paulo, esvazia o clássico mais esperado, até então e ainda confina e ofende a torcida do Corinthians, não pensando que esse torcedor é um ser humano e, acima de qualquer causa política ou paixão clubística, merece RESPEITO.
    Mario Ricardino Csapo

  • César Augusto

    Meu caro Mauro…

    Desde já me desculpe por alguns termos que vou usar aqui.. mas não é possivel ler o que você escreveu e não tomar um partido! Você esta do lado corintiano da história! rs

    Para mim não importa o real motivo que a diretoria do São Paulo resolveu ceder apenas os 10% a torcida do Corinthians, ou se esta certo ou errado ao fazer isso!

    Vocês da imprensa lutam tanto para defender o Corinthians! E não importa o preço disso! Muitas vezes se deixando levar por argumentos falhos!

    Finalizando, tenho certeza que você é inteligente demias para se deixar levar! Mas, não concordo com seu comentário. E não apenas por ser São Paulino, mas principalmente porque seus argumentos não foram suficientes!

    Sem mais!

    CÉSAR AUGUSTO, o texto não é meu. Não concordo integralmente com ele.
    O que importa é que você esta sendo injusto com o São Paulo, pois quando acontecem classicos que não são no Morumbi, o São Paulo não tem direito a metade do estádio!
    E outra, o estádio é do São Paulo, e não da cidade de São Paulo!

  • Fábio

    Parabéns à Kadj Oman pelo texto. E também à Mauro Betting por publicar seu texto.

    O SPFC apenas mostrou-se como títulos não significam superioridade e nobreza! Eles se apequenaram com atitude mesquinha e egoísta!

  • Fábio Chamusca

    Seria bom se você descesse do murinho confortável e dissesse com que parte do texto você não concorda, Mauro.
    Eu já não leio 97% dos jornalistas esportivos que considerava bons. O nojo tomou conta de mim ao me deparar com tamanha covardia e cinismo com que são escritas as matérias sobre o SPFC. Ou estão todos no bolso da assessoria de comunicação do tricolor paulista ou então eu sou burro, cego, surdo e paranóico.

    FABIO, não preciso descer do murinho. É só você descer um pouco mais no bloguinho para ler a minha opinião. Um abraço

  • Rodolfo Passos

    Acho engraçado citarem tradição e como as coisas eram antigamente…. Quando jogam São Paulo e Palmeiras não tem tradição??? Desde que me conheço por gente, SPFC x SEP sempre jogaram no Morumbi, dividido…. Ai vem os tecnicos do Palmeiras e reclamam que o Morumbi nao é campo neutro…. Reclamam que querem usar o vestiario do São Paulo que é o melhor, etc e tal…. Agora contra o Corinthians, existe tradição????

    O São Paulo sempre cedeu metade do estádio para as torcidas dos adversários quando mandou o jogo no Morumbi, deu até a entrada das “sociais” por muito tempo até se criar o projeto de socio torcedor. Mas a reciproca nunca foi verdadeira…. Nao Vila a torcida tricolor fica naquele cantinho atras do gol, no Palestra, dica quase dentro das piscinas lá no cantão, no pacaembu, por mais que falem que nao tem distinção de ingressos sempre ficou no tobogã…. Agora que quer fazer valer o que TODOS os advesarios sempre clamaram, que é ser realmente o mandante no Morumbi, todos choram e falam de tradição….. O Morumbi nao é publico como Maracanã e Mineirao, não é o estadio do municipio….. Portanto cede quanto quiser ao adversário.

    A diretoria palmeirense e sua torcida ja perceberam isso e pararam de reclamar. Talvez porque tenham um estádio para fazer a mesma coisa… O Santos a mesma coisa. Agora quero ver se o Corinthians fará obras na entrada do tobogã para evitar o confronto de torcidas…..

    É assim que funciona e sempre deveria ter funcionado. Ah, e aproveitando o citação do futebol ingles, me digam por favor, quando jogam Chelsea e Arsenal, dois times de Londres, o estádio é dividido????

    O São Paulo está certo doa a quem doer.

  • Fernando

    PELO AMOR DE DEUS Q TEXTO RIDICULO……NAO CONSEGUEM ENTENDER Q A QUESTAO NAO É ESSA. A QUESTAO É Q OS TIMES ESTAO SE MODERNIZANDO E CADA VEZ MAIS NOSSOS JOGOS EM CASA VAO ESTAR RENDENDO DINHEIRO AO CLUBE……AGORA SE VCS NAO TEM ESTADIO PARA FAZER O MESMO NAO É NOSSO PROBLEMA…..O CLUBE TEM Q SE SUSTENTAR, NAO SOH EM UM JOGO MAIS SIM EM TODOS OS JOGOS E É ISSO Q ELES BUSCAM…..ABS

  • Leon

    Simplesmente esse foi o artigo mais ridiculo e descabido que li a respeito do caso dos ingressos para o clássico.

    Qntas vezes o Palmeiras foi criticado por “espremer” a torcida são-paulina no Parque Antártica?

    E porque agora criticar o SPFC, que apenas exerce o seu direito? O Corinthians já não foi beneficiado por demais por tantos anos, ao jogar ao lado de sua torcida, sempre, mesmo em jogos onde o MANDO era de seu adversário.

    Isso é justo? Isso é correto? E mais ainda, isso é legal?

    O que exige a lei? Ou respeitamos apenas as tradições? E que tradições são essas?

    Realmente, o SPFC fez isso e fez isso pelo o seu torcedor e pelo o seu clube. Só daqui alguns anos, qndo, vai saber, o Timão tiver o seu estádio, talvez, ai sim, a mídia defenda uma atitude como a que o SPFC teve. Pois, está claro: aquele que critica a decisão do SPFC faz uma propaganda velada em pról do time corinthiano. Não à toa, encontrei o link para este artigo no blog de que time, no site do globoesporte.com?

    Sim. No do Corinthians. Estranho, não?!

    Imparcialidade na mídia? Acho q estamos longe demais disso. Mas, parcialidade sempre foi tradição. E tradição, parece, está acima de qquer coisa.

    Vivemos do passado apenas? Ou iremos aceitar o que o futuro e a modernidade pode nos trazer?

  • Leon

    ah, e outra coisa:

    vc diz q está revoltado por causa do torcedor.

    mas, qual torcedor? Porq. TODOS, e eu digo TODOS, os torcedores são-paulinos que eu conheço, e eu conheço mtos, digamos, mais de cem, TODOS apoiaram com veemencia a decisão de sua diretoria.

    Qual torcedor o Sr. quer defender? Do Corinthiano (visitante) ou do São-paulino (mandante)?

  • Rafael Souza

    Incrível! Que texto bem escrito!! Traduz exatamente o que todos (corinthianos e são paulinos) estão pensando no momento.

    As diretorias criararam uma guerra, e as torcidas que vão travar. Não dentro de campo, com gritos e festas, mas na rua, com pau e pedra.

    Espero estar errado, pois o clima está muito pesado, diferente dos últimos anos que levei meu irmão (hj com 07 anos) aos clássicos, não posso garantir a segurança dele.

    Até mesmo o Palmeiras, um rival de verdade, é guerra dentro das quatro linhas.

    São Paulo, não poderia ser menor.

  • Raphael

    Perfeito o texto. Infelizmente o clima para domingo é péssimo, e não será surpresa se houverem cenas de violência em nossa capital.

    O argumento de que o São Paulo está agindo “dentro das regras” ao destinar apenas 10% dos ingressos é mediocre, uma vez que põe de lado todas as consequências do ato.

    Além disso, a diretoria São Paulina deu ontem mais uma demonstração de que é amadora no episódio dos ingressos. Como “feras feridas”, tentaram desmentir a informação, mas a foi comprovado que os ingressos foram entregues em bobinas… só pra bagunçar e minar o clássico.

    O que é lamentável porém é a BLINDAGEM que a mídia faz ao time da Vila Sônia. Se a situação fosse oposta, aposto que veríamos o Sr. Marco Aurélio Cunha 24hs na TV chorando e reclamando. Afinal, é só um “Paulistinha” né…

  • RODRIGO CESAR – RIBEIRAO PRETO – SP

    RIDICULO ALGUEM PENSAR DESSA FORMA, OU MELHOR QUEM ESCREVEU ESSAS BESTEIRAS COM CERTEZA NAO TEM CEREBRO, MAIS UMA VEZ CURINTIANUS RIDICULOS SE PASSAO POR VITIMAS, CONSTRUAO UM ESTADIO PARA REALIZAR SEUS JOGOS RIDICULOS COM A SUA TORCIDA RIDICULA, PROCURE SE INFORMAR SOBRE OS MILHOES QUE O SAO PAULO ESTA LUCRANDO SEU INBECIL…………..

  • Torcida Tricolor

    Não acredito que foi o Mauro Beting quem escreveu isso… você, que sempre foi tão sensato, de uma hora para outra deixa a paixão tomar conta de sua mente para escrever palavras tão infelizes…

    Tomara que vocês ganhem do meu tricolor, porque esse choro já está me dando pena e nojo!

    INACIO, não fui eu, Mauro, quem escreveu o texto. Um abraço.

  • Quero de novo poder sonhar

    Quero de novo poder sonhar!!!!
    No domingo? Levantava sempre cedinho, ia à padaria e, no caminho encontrava com os amigos, perguntava sempre a eles: E aí vamos ver o jogo hoje?
    Na volta cutucava o Senhor da quitanda. Ô, meu Timão vai ganhar do seu hoje. Vai ser 3×1. Falava isso sempre, só pra provocar, e ver o que ele ia responder de volta.
    Ao chegar em casa, abria sempre o jornal que comprava só para ler sobre os preparativos do jogo. Passava o dia eufórico, nem fome tinha tamanha ansiedade pelo clássico.
    Não via à hora de pegar minha bandeira, vestir a camisa, comprar alguns rojões para soltar, e fazer aquele barulho gostoso que só na véspera de um clássico se faz. Minha mãe quando ouvia os fogos logo me perguntava: tem jogo hoje? Tudo aquilo já era uma premissa de que o dia seria animado. Tudo parecia um ritual, qualquer que fosse o clássico, sempre tinha um amigo para tirar um sarro.
    A alegria contagiava a todos, até quem não gostava de futebol. As pessoas os carros as crianças tudo, tudo! A cidade inteira pegava fogo.
    Quando me lembro desses episódios, sinto o coração apertar, não tenho mais minha velha bandeira, quase não uso mais minha camisa, que era como um amuleto para mim. Não tenho mais aquela vontade, não compro mais o jornal para ver os resultados da rodada, nem solto mais rojão, o máximo que faço é ligar a TV.
    Ao ver toda essa estória de 6000 ingressos, de 10%, de lei, de acusações, percebi talvez porque mudei tanto, porque as pessoas mudaram tanto.
    O futebol sempre foi minha devoção. Hoje estou cansado, torço ainda, mais não como antes, até das brigas com colegas por futebol eu sinto falta.
    Hoje nada disso tenho mais.
    Quero de volta meu jornal.
    Quero de volta meus amigos.
    Quero de volta meus domingos.
    Quero minha bandeira, para hastear em frente a minha casa
    Quero de volta aquele friozinho na barriga. Que não tem preço.
    Quero de volta, Corinthians x Palmeiras, Corinthians x São Paulo, Corinthians x Santos, não importa o placar.
    O que eu quero mesmo de novo é poder SONHAR.
    (Escrito por Welington)

  • http://blogdafiel.zip.net Matheus Antunes

    É, Maurão. Vamos de piada pronta mesmo: os Bambys (gosto mais assim, com “y”) na verdade queriam nos fornecer o anel inferior. Diante da recusa recorrente, resolveram nos forçar a entrar pelos fundos. É praticamente um estupro (digo, estrupo, sou corinthiano, afinal, desculpe…) ao contrário. E o Morumbi deixou de ser o estádio de São Paulo para ser apenas o estádio do São Paulo. Quem viu, viu… Venceremos assim mesmo. Apenas um recado ao nosso querido dirigente J.J (Jamil com Jurubeba): Se beber, não dirija! Saudações Corinthianas

  • Marcus Lozano

    A torcida do São Paulo esperava uma ação de sua diretoria, que fosse além de ganhar dinheiro alugando sua casa para seus rivais. Ela queria que o Morumbi fosse exclusivo, fosse São Paulino, queria aproximar a relação Morumbi-São Paulo, assim como é Palmeiras-Parque Antarica, como é Santos-Vila Belmiro e como será agora, Corinthians-Pacaembu apenas.
    No Morumbi havia a cordialidade, o que nunca houve por parte de Corinthians, Santos e Palmeiras. No Morumbi não se noticia Gás de Pimenta, não existem chinelos atirados no gramado como minhocas são atiradas em rio para a pesca. Sempre houve a cordialidade e generosidade por parte do São Paulo, em ceder o espaço a seus rivais, dividindo seu estádio, seu público em clássicos, transformando seu mando de campo, apenas em caixa extra na bilheteria.
    Nos clássicos no Morumbi, o São Paulo era apenas mais um, na casa dos outros apenas o visitante.
    O São Paulo prova mais uma vez sua grandeza. Abusou do marketing quando nenhum outro clube o fez. E agora onde todos voltam sua atenção para esta idéia, ele colhe o fruto, também primeiro do que os outros.
    Mostra que aprendeu a caminhar sozinho, ousou, saiu na frente de todo mundo. Enquanto Corinthians, Palmeiras e Santos continuam se apoiando uns aos outros, sobre a guarda de uma Federação que há muito tempo não faz o mínimo, dar respaldo aos clubes.
    O São Paulo não precisa mais de andador, não precisa mais de rodinhas em suas bicicletas, não precisa de apoio. Enquanto seus maiores rivais torcem para que ele não consiga se equilibrar com as próprias forças, mostram as dificuldades, mostram os obstáculos. Por uma única razão, temem perder seu membro mais forte, mais independente, que não dá mais ouvidos aos “Fanfarrões”, que resolveu criar a sua história, sem depender de ninguém.
    O São Paulo sempre saiu na frente de seus rivais, e sempre foi seguido por eles. Era invejado, por mais que as palavras mostrassem o contrário.
    Agora não mais. Santos e Palmeiras não podem dar o troco, disponibilizando apenas 10% da capacidade de seu estádio para os São Paulinos, pois já se utilizavam dessa medida há muito tempo. E o Corinthians acostumado ao Morumbi, terá apenas o Pacaembu para mandar. Mas sabe, que no fundo, o Morumbi é mais especial. O Morumbi é onde a imprensa gosta de trabalhar, onde o cimento da arquibancada é mais fofo, onde a bola rola, onde será uma das sedes da Copa de 2014, onde o Corinthians mostrava sua força.
    Acabou!
    O Morumbi passa a ser único e exclusivamente dos São Paulinos, como deveria ser!

  • Rafael

    Não vejo nenhum motivo para tanta indignação… afinal, contra Palmeitas e Santos o SPFC sempre tem 10% muitas vezes até menos.

    Contra o Santos, o Corinthians leva os mesmo 10% e nunca reclamaram.

    Creio que há uma certa incoerência nessas reclamações.

    abraço

  • http://rumoatokyo.wordpress.com Alan Bezerra

    A única vez em que fui a um clássico (São Paulo 0 x 0 Palmeiras, pela fase de classificação da Copa João Havelange, em 2000), não tive uma experiência agradável (estava junto com meu pai e um primo e quase tivemos o carro tombado pelos marginais-torcedores do São Paulo na Avenida Francisco Morato).

    Não posso falar sobre o que acontece nos clássicos de alguns anos para cá, pois tenho receio de ir.

    Tudo bem que é uma tradição ter o estádio dividido, mas sou bem mais a favor da segurança de todos do que manter esse costume de um tempo onde as torcidas não tentavam se destruir nas nossas ruas e estádios.

  • Ademir Rodrigues

    Tudo que a diretoria do São Paulo , tem feito até agora, representa a mediocridade que passa pela cabeça pequena deles, eles tem um estádio que foi construido com o dinheiro público, basta ver a historia e consultar o Sr falecido ainda que tarde ” Laudo Natel “. o Corinthians sempre foi o Clube através de sua torcida que mais levou torcedores para o Morumbi, já cheguei a ver o Estadio do Morumbi, com menos de 2% de São Paulinos, que só vão se o time estiver bem.
    A atitude da diretoria deste time: resolve então cobrar R$ 90,00 pelo ingresso. que pena , isto simboliza realmente o medo , nós não temos que provar nada . mas eles estão gelados de pavor . que pena . esta é a triste realidade.

  • Tricolor

    Na realidade, quem deixou o clima do jogo ruim, foi o próprio Corinthians. O clube não deveria ter se pronunciado daquela maneira, pois, todos já sabiam da decisão do São Paulo há algum tempo. E outro erro do Corinthians foi que o clube não foi buscar os ingressos do jogo e, disse que foi o São Paulo que não tinha entregado os ingressos na hora marcada. É realmente lamentável que o Corinthians tenha esse tipo de atitude. Pra mim, isso não passa de uma manobra política do presidente do clube.
    E outra coisa que eu não entendo é o fato da torcida do Corinthians querer ir no estádio protestar. Se não vão poder entrar, o que vão fazer lá? É melhor que fiquem em casa. Ou será que as frangas estão querendo ser depenadas?

  • Tricolor

    Ah, só mais uma coisa.
    Todos querem ter paz no estádio, mas, enquanto a diretoria dos clubes, principalmente do Corinthians, não tiver uma conduta mais respeitosa, fica difícil, né.

  • Lucas – Hexa br unico trimundial e libertadores

    fica inteligente rapaz, que conversa mais boba de guerra é essa, todos lutando pela paz e vc pondo gás.. dixa de ser provinciano e pequeno e aprenda a colocar seus textos longe das suas preferencias clubisticas.

  • http://blogdafiel.zip.net Matheus Antunes

    Pôxa vida, Mauro Beting…Leia o meu blog, então! Não posso crer que eu seja mais babaca do que os babacas que bostaram (digo, postaram) babaquices no seu blig (digo, big) bang (blag), Baby (thank you, Stone Temple Pilots!)! Sou corinthiano, maloqueiro, sofredor, anarfa e inguinorante, mas também sou tradutor, intérprete e professor de inglês. Além de ser admirador sincero do seu trabalho, seja no Lance! (seu estilo de escrever é o que pretendo alcançar um dia, confira no meu quase extinto blog, por favor), na Bandsports (seja com seu “Babo” ou no PFC, que é “a kind of magic” (desculpe, essa eu não iria perdoar jamais). O fato é que fiz parte de um movimento para construir um estádio para o Corinthians (o Fielzão, que fracassou como todos os outros projetos mas era puro de coração), e preciso de gente acessando, acossando, visitando, e etecétera e tal. E tal e tal. E talvez possa descolar um espacinho em algum local .E me fazer ouvir e ler e talvez entender. Dá uma ajudinha aí, Tio… Nem quero que você publique esse comentário, quero apenas que se dê ao trabalho (como se você fosse um belo desocupado) de se ocupar em ler alguns posts bostados por mim, bem como (e eu como mesmo) os comentários. Me ajude. Tenho mulher e filho pra sustentar. Estou empapuçado de trabalhar a troco de dinheiro (e pouco, sendo professor) apenas. E sinto que além deles, tenho capacidade de transformar. Ou pelo menos de rimar. Só não sei escrever coisas em mais de um parágrafo (tem acento ainda em paragrafo?). Tenha o mínimo de responsabilidade social, rapaz
    Por isso peço sua ajudinha, apesar de você ser Parmerino como metade da minha famiglia, catzo! http://blogdafiel.zip.net
    É brincadeira, mas é sério!
    Abraço

  • http://blogdafiel.zip.net Matheus Antunes

    Pôxa vida, Mauro Beting…Leia o meu blog, então! Não posso crer que eu seja mais babaca do que os babacas que bostaram (digo, postaram) babaquices no seu blig (digo, big) bang (blag), Baby (thank you, Stone Temple Pilots!)! Sou corinthiano, maloqueiro, sofredor, anarfa e inguinorante, mas também sou tradutor, intérprete e professor de inglês. Além de ser admirador sincero do seu trabalho, seja no Lance! (seu estilo de escrever é o que pretendo alcançar um dia, confira no meu quase extinto blog, por favor), na Bandsports, seja com seu “Babo” ou no PFC, que é “a kind of magic” (desculpe, essa eu não iria perdoar jamais). O fato é que fiz parte de um movimento para construir um estádio para o Corinthians (o Fielzão, que fracassou como todos os outros projetos mas era puro de coração), e preciso de gente acessando, acossando, visitando, e etecétera e tal. E tal e tal. E talvez possa descolar um espacinho em algum local .E me fazer ouvir e ler e talvez entender. Dá uma ajudinha aí, Tio… Nem quero que você publique esse comentário, quero apenas que se dê ao trabalho (como se você fosse um belo desocupado) de se ocupar em ler alguns posts bostados por mim, bem como (e eu como mesmo) os comentários. Me ajude. Tenho mulher e filho pra sustentar. Estou empapuçado de trabalhar a troco de dinheiro (e pouco, sendo professor) apenas. E sinto que além deles, tenho capacidade de transformar. Ou pelo menos de rimar. Só não sei escrever coisas em mais de um parágrafo (tem acento ainda em paragrafo?). Tenha o mínimo de responsabilidade social, rapaz!
    Por isso peço sua ajudinha, apesar de você ser Parmerino como metade da minha famiglia, catzo! http://blogdafiel.zip.net
    É brincadeira, mas é sério!
    Abraço

  • Tiago Afonso

    Partindo de uma visão mais apaixonada do futebol, concordo com o Oman, pois os clássicos no Morumbi, na década de 90, mexiam com os torcedores, principalmente quando a torcida do Corinthians representava 3/4 do estádio. Era legal ver a torcida do SPFC espremida num cantinho do seu próprio estádio.

    Aqui, em São Paulo, não é igual ao Rio de Janeiro, onde o maior estádio, no qual ainda são realizados os grandes clássicos, é da prefeitura, não “privado” (as vezes ficamos com esta falsa impresssão).

    Mas, quando vemos o futebol como negócio, a diretoria do SPFC tem total razão. Eu, como torcedor, já estava esperando (acho até que demoraram para fazer isto) uma atitude deste tipo da diretoria do SPFC.

    Agora, o que fica são lembranças; lembranças do recorde de público no Morumbi, títulos do glorioso e dos mais de 500 jogos que lá fizemos. O pior é saber que o Morumbi teve boa parte construída com dinheiro povo (corinthianos, são-paulinos, santistas, palmeirenses, etc), já que, na época da construção do estádio, o governador do estado era são-paulino, e, segundo pessoas contemporâneas à construção, muita grana foi desviada para construção do estádio.

  • Bruno BS

    90 reais é o preço dos 2300 ingressos destinados ao Setor VISA.
    Os 4500 ingressos do setor de arquibancada, destinada a torcida organizada do Corinthians, custa 40 reais!

    QUE ISSO FIQUE BEM CLARO!!
    NÃO É TODO INGRESSO DO CORINTHIANS QUE CUSTA 90 REAIS COMO INSINUA ESTE RIDÍCULO ARTIGO REDIGIDO POR ESTE CORINTHIANO…

    Não temos culpa se a DIRETORIA DO CORINTHIANS PRIVILEGIA O TORCEDOR ORGANIZADO AO INVÉS DO TORCEDOR COMUM.

    Corinthianos… cobrem isso de sua diretoria nojenta!!

    E o que acharam do AUMENTO ABUSIVO DOS INGRESSOS DE JOGOS DE SUA EQUIPE NO PACAEMBU?

  • Fábio

    E Corinthians amado , idrolatado !!! como vende esse nome , fico muito
    orgulhoso de ti , realmente cada dia que passa mais certeza tenho que
    apenas nós do imenso bando de loucos pelo alvi-negro sabemos o significado de torcer , vibrar , amar o todo poderoso , não adianta perder
    tempo com os rivais , eles estão longe de entender que torcemos para
    o Corinthians , vamos aos estádios para ver o nosso Corinthians , enquanto que os rivais vão apenas em determinados jogos ou campeonatos , então entendo que vão para ver os adversários , nós
    do bando não , aonde tiver Corinthians lá estaremos .E quanto a diretoria
    do São Paulo , que pena não respeitarem uma torcida que tanta ama ver
    seu time na vitória ou na derrota , os outros podem chegar a serem os melhores mais nunca serão os maiores , termino vibrando muita paz nos corações dos torcedores que no Morumbi estiverem domingo .

    S.C CORINTHIANS PAULISTA O MAIOR TIME DO MUNDO

  • Caio Café

    O que acontece é que o são paulo tenta abalar o CORINTHIANS de forma pensada..para estragar o clássico mesmo….. Mais sem problema, pq o corinthiano vai ao estádio pagando 90 reais mesmo assim… tira o dinheiro do seu paozinho de manhã pra dar no ingresso…Corinthiano é assim e pronto..coisa que São Paulino num faz…

    O importante é que o CORINGÃO VAI RESOLVER ESSA TRETA DENTRO DAS 4 LINHAS..E VAI CALAR A BOCA DOS BAMBYS

    Eu nunca vou te abandonar ..pq eu te amo

  • EDER

    UE PERGUNTO, COMO HAVERIA A HISTÓRICA INVASÃO CORINTHIANA DE 1976 AO MARACA SE HOUVESSE LIMITAÇÃO DE INGRESSOS.
    ESSE TIPO DE ATITUDE É TÍPICA DE TIME CASEIRO, QUE NÃO TEM TORCIDA FORA DE SEUS DOMÍNIOS, QUE EMBORA GANHE TÍTULOS NÃO EMPOLGA.
    COMO ELES PRÓPRIOS SE INTITULAM CLUBE DE “ELITE”, JAMAIS TERÃO UM DESDENTADO OU UM POBRE EM SEU ESTÁDIO, PORTANTO NUNCA ALCANÇARÃO OS NÚMEROS DO CORINTHIANS EM TERMOS DE TORCIDA.
    RESUMO: DENTE POR DENTE, OLHO POR OLHO, AGUENTEM AS CONSEQUÊNCIAS.

  • Roberto

    Olá,
    Eu nunca entendi porque o SPFC pagou o ônus de construir e manter um grande estádio (e deixou de ganhar títulos por isso!!) se tinha de dividir o espaço de sua grande torcida com torcedores de times rivais. Torcida conta em um jogo de futebol, se não contasse os corithianos não estariam tão revoltados. É compreensível a revolta, mas essa revolta está direcionada para o alvo errado. O SPFC não pode ser culpado por exercer o seu direito e privilegiar o seu torcedor, já que nós, sãopaulinos, somos relegados a espaços ridículos nos estádios de palmeiras e santos. Acho que o corintiano que escreveu o texto postado deveria deixar de lamentar os idos anos 90 e passar a lamentar (e a cobrar de quem de direito) os quase 100 anos que o corinthians não teve um estádio para mandar seus jogos.

  • timão

    sabe por que ñ dividem o pacaembu quando os são paulinos vão jogar la.?
    porque vai sobrar muito espaço (são paulo sem torcida)

  • Reinaldo

    ué??? a cadeira coberta no jogo do curitnhia no pacaembu eh qt????
    pelo que eu entendi esses ingressos a 90 conto eh na laranja coberta naum???? tah ate barato entaum…… gambazada naum tah pagando de milionária agora???? paga noventinha e fica quieto aí….. ahuahuahuahauhauahuahuaahuahuhuahuahauh
    e desde o momento que o são paulo fechou com a visa os setores vermelho e amarelo do estádio jah dava pra saber que isto aconteceria….. a mídia, sempre a favor do curinthia, que está jogando fogo no clássico……

  • josenio barbosa jatoba

    o mauro vce deve ser um cara inteligente voce lembra quando o sao paulo ganhou do timao qe era timinho por 5 x 1 o sao paulo ficou com 10 por cento da torcida no pacaenbu ou seja o sao paulo que era um otario en dividir o estadio com os outros times agora virou gente grande ate que enfim vamos sao paulo

  • Ronaldo Raboni

    Pronto, esta ai tudo que poderia ser possível dizer deste momento maravilhoso que passa o todo poderoso. Todo mundo sabe da inveja e dor de cotovelo que os clubes estão do todo poderoso timão. assim como o seu depto de marketing não funciona, não funciona tambem a diretoria. Que toma atitudes como se estivesse administrando o Juventus e a Portuguesa, tão pequeno e sua diretoria que este clubesinho do morumbi, so poderia ser igualmente pequeno.

  • BHALLA – LHP

    Infelizmente esse é o Brasil, clubes querendo se “Europetizar” buscando soluções para levantar receitas através dos torcedores…Concordo com tudo isso só que não podemos levar tudo ao pé da letra…
    Sou Corinthiano e posso garantir que o que a Diretoria do Sao Paulo está fazendo é arrumando para a cabeça, amanha infelizmente algumas pessoas que nao se conformam e nao conseguem se conter com toda a certeza irão para a porta do (Morum-bi), e sairão pelas ruas de São Paulo, centro e regiões próximas para se enfrentar, nao só torcedores do Corinthians mais São Paulinos tbm…
    Não adianta querer modernizar se o próprio “povo” (torcedores em geral), não estiver preparado para as mudanças…

    Desejo somente que amanhã nao possamos ver noticias como essa : Torcedor morre na porta do Estadio, entre outras..
    Peço a Deus que seja um jogo bom..digno de Corinthians e Sao Paulo..e que a paz reine entre as torcidas…

    Saudações Alvinegras….

  • SAMPABSB

    TODA ESTA DISCUSSÃO É PEQUENA, LAMENTO OS RADICAIS DE AMBOS OS LADOS, O PRINCIPAL DEVE SER A PRÁTICA ESPORTIVA COM SEGURANÇA E PAZ.
    SOU FAVORÁVEL A DESTITUIÇÃO DA DIRETORIA ATUAL DA FPF.
    PAULO BSB

  • Sergio

    algum jornalista poderia fazer uma matéria onde sejam colocados os itens que levam com que o São Paulo não posso mais dividir seu estádio, não só para imprensa escrita, mas também na TV, porque está complicado, até Palmeirense está defendendo o lado Corinthiano por não saber a história completa.
    1) A Arquibancada azul é destina em sua maioria aos sócios torcedores do clube, no contrato que recebi do clube é bem claro, jogos em que o São Paulo for mandante, temos preferência na compra do ingresso.
    2) Foram inaugurados dois setores VISA, antiga arquibancada vermelha que era de visitantes e também arquibancada amarala q também era dos visitantes em clássico, não tinha como fazer de outra forma, devido ao primeiro item e a arquibancada laranja apesar de ser divida agora com os visitantes ser destinada para a torcida organizada cadastrada na federação.
    3) Foram inaugurados diversos camarotes no térreo, inclusiva na térrea amarala que era um espaço destinado a visitantes.
    4) Em um futuro próximo será inaugurada a estão do metrô e na divisão atual de arquibancadas, o acesso pela avenida João Jorge Saad continuaria a ser dos visitantes e o torcedor São Paulino que tanto sofre para viajar até o morumbi, praticamente ficaria excluído desta facilidade de acesso.
    5) Apesar do São Paulo destinar a carga mínima de ingressos, a diretoria do São Paulo não fez o que a diretoria do Palmeiras fez com os torcedores São Paulinos, onde somos colocados praticamente na piscina para assistir o jogo, fora que a diretoria do São Paulo afirma não receber nem os 10% pq não cabe. Ano passado, o São Paulo apesar de ter sofrido com a carga mínima no parque antarctica, ofereceu a arquibancada amarela para os Palmeirenses, que é bem melhor que assistir na piscina e a carga foi superior a 10%.

    Resumindo, as mudanças ocorridas no Morumbi, fazem com que seja mandatório esta alteração. Se alguém tiver alguma sugestão de divisão do estádio com esta nova configuração, favor expor a solução.

    Obs.: Nunca tivemos medo e nem receio de dividir estádio com a torcida do Corinthians e não é este o motivo desta alteração. Conforme pesquisas mostram, a torcida do Corinthians em São Paulo é quase a do São Paulo e Palmeiras somadas, é mais do que normal ter mais pessoas dispostas a irem aos jogos. É um matemática simples, se num universo de X pessoas 20 mil torcedores do São Paulo estiverem dispostos a irem ao jogo é mais do que normal, ter praticamente 40 mil corinthianos dispostos a ir ao jogo.

  • Daniel Lopes

    esse kadj oman é um idiota. que alavancada do corinthians com o gordo?
    ele só tah dando prejuízo pro corinthians.
    ninguém quer patrocinar o corinthians para pagar o salário de um ex-atleta.
    aí a diretoria corintiana, que se julga melhor que a do são paulo, encarece os ingressos dos jogos em casa. e os preços não são muito menores do que os cobrados para o clássico de hoje. me diz que diretoria ia ter inveja ou receio de uma situação ridícula como essa? talvez a do barueri. o são paulo não. O morumbi é dos são paulinos e acabou. o corinthians realize o sonho do estádio próprio e faça o mesmo lá. o juvenal está certo.

  • http://upbuqvswhspj.com/ ohgobluxbs

    7hU7Xg cdnwkxviwbww, [url=http://niagkjotjcrq.com/]niagkjotjcrq[/url], [link=http://zqqssfpqtgmw.com/]zqqssfpqtgmw[/link], http://uvyjjklwvwxs.com/