Divisão do Morumbi

por Mauro Beting em 11.fev.2009 às 15:59h

O São Paulo, como qualquer mandante, tem o direito de dividir o estádio como quiser – até o limite de 10% de torcedores adversários.

Mas é só um turno na primeira fase do SP-09. É problema. Ainda maior quando o mandante dos clássicos é a FPF. Pelo critério, o Corinthians poderia mandar um jogo no Morumbi destinando apenas 10% do espaço ao torcedor são-paulino. É uma hipótese aberta pelo regulamento e pela atitude discutível são-paulina.

Se sou o São Paulo, mesmo com o setor administrado pelo Visa, daria mais que os 10% a corintianos, palmeirenses e santistas. Quanto, exatamente, não sei. Mesmo não havendo a reciprocidade possível no Pacaembu, Palestra e Vila. Acredito que a praxe dos anos valha mais que o seguimento estrito a uma regra – por mais lógica e justa que seja. Seria uma questão de cavalheirismo. Espírito esportivo. E mesmo financeiro, o que tem contado muito mais.

Não há uma regra ideal, nem isonômica, para qualquer divisão de estádio. Nenhum deles fica na Ilha da Fantasia. Claro que facilita o policiamento e a segurança quase que a unanimidade de torcedores. Mas a medida também colabora para uma condenável institucionalização da intolerância. Uma falta de cortesia e hospitalidade, que pode beirar à hostilidade gratuita – e nem é “gratuita” quando, num momento de crise, se perde a possibilidade de ganhar o dinheiro que viria da torcida corintiana no domingo – e em outras datas em que o Corinthians poderia alugar o estádio e que, pelo visto, pela reação forte (raivosa? amadora?) da atual direção, não irá mais fazê-lo.

Imagine se no domingo fosse estrear Ronaldo… Apenas 6.800 corintianos veriam o novo ídolo? O São Paulo gostaria de perder esse dinheiro todo?

O São Paulo assumiu o risco. Ou a parte que lhe cabe. O problema é que não terá literalmente cabimento para as demais torcidas o Morumbi. Grandes jogos poderão ser feitos em outros estádios. O “campo neutro” (como sempre disseram os são-paulinos”) virou história. O palco dos jogos de maior público do Corinthians não será mais usado. Uma pena.

Tags:

  • Nubia

    Ainda bem. Tá na hora de Palmeiras e Corinthians pararem de dar visibilidade e dinheiro parar o rival da Portuguesa. Sem querer, o São Paulo dará um tiro certeiro no próprio pé: vai provar ao mundo quantos torcedores de verdade tem (eu me refiro aos 3 mil que REALMENTE representam a dimensão da “nação” tricolor).

  • Felipe Rodrigues

    Faltou nesse caso, por parte da direção do São Paulo, aquela dose de humildade, ora, toda vida partidas foram disputadas no Morumbi com o publico divididi, isso da mais graça ao espetaculo… como o Corinthians poderia dar o troco? no segundo turno?? ah, mas esse nao existe…. Acho que as pessoas que vem gerindo o SP ultimamente são extremamente elitistas, arrogantes e presuçosas, apesar de palmeirense, apoio o comunicado da direção corinthiana, eles estão cobertos de razão…

  • Fabiano

    Se sou o São Paulo, mesmo com o setor administrado pelo Visa, daria mais que os 10% a corintianos, palmeirenses e santistas. Quanto, exatamente, não sei. Mesmo não havendo a reciprocidade possível no Pacaembu, Palestra e Vila.

    Você é um fanfarrão hein Beting…

    Porque dois pesos e duas medidas????

    Quer dizer que é justo o SPFC ceder 10% ou mais para os nossos rivais mesmo que não haja reciprocidade????

    Porque é que Palmeiras e Santos estão “quetinhos” com essa decisão acertada do SPFC????

    Eu respondo, porque sempre que o SPFC vai jogar na Vila, Pacaembú ou Palestra, JAMAIS foram cedidos tal carga para a torcida do SPFC….porque???

    Meu Deus, vc era um cara que considerava, mas já ví que é tudo farinha do mesmo saco!

    Assinado Fabiano

    FABIANO, o Pacaembu já foi dividido, no Palestra já foi destinado muito mais de 10%, e, no Pacaembu, o tobogã, oficialmente, é mais de 10%.
    Só isso. No mais, concordamos em quase tudo. A não ser que não te considero um fanfarrão

  • Marcio Oliveira

    Que diabos de cavalheirismo e espirito esportivo é esse que só o SPFC tem que ter? Enquanto o Santos enfia a torcida em qlqr canto assim como o Palmeiras. Qto ao Corinthians achar que aquela ribanceira do Tobogã seja confortável é no mínimo piada. Qto ao mando, nenhum dos times citados acham o Morumbi neutro, porque querem ter direito a 50% da torcida? De fato, só o Corinthians reclama, porque o Palmeiras ou SAntos não dizem nada?

  • Ulisses

    Mauro, o São Paulo tenta se profissionalizar fazendo parcerias com empresas de grande porte, usando o Morumbi para tal, e na hora de fazer um clássico vai se voltar para este parceiro e dizer: “Vocês não podem usar o espaço que compraram porque eu tenho que dividir o estádio com a torcida do outro time”. Isso não existe, é rídiculo. O Corinthians que se vire quando for mandante dos jogos no Pacaembu, afinal a culpa do clube não ter um estádio é dele mesmo.
    Abs

  • http://rumoatokyo.wordpress.com Alan Bezerra

    A mesma divisão (?) de ingressos acontece na Europa. Isso sem contar que o Morumbi, pelo menos para mim, não é um campo neutro quando joga o São Paulo.

    Se fosse o Maracanã ou o Mineirão sim, mas não é esse o caso, já que se trata de um jogo no estádio particular do São Paulo e ele tem todo o direito de repassar a quantidade de ingressos que bem desejar.

    O problema é por se tratar de um jogo único. O Corinthians não terá a oportunidade de “devolver” o que foi feito.

    É uma solução (ou tentativa de) simplória, mas a FPF poderia revezar o mando de campo dos clássicos. Se eu não estiver errado, esse é o terceiro ano seguido que Palmeiras x Santos é realizado no Palestra.

    O Corinthians poderia sim mandar o clássico contra o São Paulo no Pacaembu, dando a porcentagem adequada de ingressos a torcida do São Paulo.

    Nos outros países funciona assim, é só termos um pouco de boa vontade que isso pode ser aplicado em nosso futebol também.

  • fernando rocha

    Mauro

    Ha inumeras razoes para a mudança de atitude da Diretoria São Paulina, uma delas foi a informação ja veiculada em Dezembroque haveria essas modificações. Uma das maiores razões passa pelo setor segurança, e pelo que ja´li em outras publicações, a FPF incluirá no proximo regulamento a obrigatoriedade de apenas 5% dos ingressos a serem destinados aos torcedores de torcidas adversárias. Chegaram a essa conclusão,que é lógica e é aplicada no mundo todo. Jogo com dois times de grande torcida, cada um assiste no seu campo e pronto, é assim na Inglaterra, Na Espanha, na Italia, etc.etc.e chegou aqui. No sul , de outra maneira, está ocorrendo o mesmo processo, Como gremio e Inter tem seus socios-torcedores com direito a um ingresso gratuito a todos os jogos onde o clube é mandante, logo logo, nao haverá como vender esses ingressos à torcida adversária, visto que os socios ja atingem a marca de 80.000..ai vai ficar como SP>
    abraços

  • Rogério

    Não estou te entendendo Mauro…
    Primeiro você diz que o São Paulo está certo, que os tempos são outros, etc… e depois diz que é “intolerância” e “falta de cortesia e hospitalidade”? Este tipo de opinião é que efervece os ânimos dos mais exaltados e contribui, e muito, para a violência entre as torcidas. Ao meu ver todo o seu primeiro discurso, muito bem posicionado, por sinal, caiu por terra com o segundo.

    ROGÉRIO, O PRIMEIRO TEXTO NÃO É MEU. ABS, MAURO

  • http://daarquibancada.zip.net saci-bola

    Houve um tempo…
    Em que ir a jogos de futebol era uma aventura das mais divertidas.

    Nos vestíamos com os uniformes dos nossos times. Levávamos bandeiras, verdadeiros estandartes, para apoiar os jogadores.

    Carregávamos instrumentos musicais, bumbos, tamborins, metais. Era o fundo musical para os cânticos de incentivo à vitória. E com o torcedor adversário ao lado.

    Na vitória, a comemoração explosiva.

    Na derrota, a resignação e compreensão de que dias melhores viriam.

    Passou-se a um tempo…
    Em que não dava mais para ir tanto aos estádios. Os preços dos ingressos começaram a subir. Tiraram os ônibus especiais para o transporte dos torcedores.

    Inventaram torcidas organizadas que, mais tarde, passaram a ser outra coisa, menos torcedoras de seus times que, dizem, eram de coração.

    E aumentaram, ainda mais, os preços dos ingressos. E o futebol, assim como tantas outras coisas, como a Educação e a Saúde, passou a ser um produto, um negócio. Viva o mercado!

    Há um tempo…
    Em que aquela aventura é desventura.
    É violência. É receio. É medo.

    Tudo é interesse.

    Até desconfio que o velho vendedor de pipocas na porta do estádio está envolvido em algum esquema obscuro de caixa dois ou lavagem de dinheiro.

    Sempre há um tempo…
    Em que insistir em voltar ao passado nem sempre é bom. Nem sempre é digno.

    Houve gente que, em outros tempos, achou que era obrigação e até saneador separar, segregar, marginalizar aqueles que julgasse não serem iguais. E isto aconteceu entre seres que se diziam humanos.

    Ainda há tempo…
    De perceber e agir para que 10%, 20% um milhão de % não sejam argumentos – como de verdade não há – para culpar, quem quer que seja, pelas idiotices de quem comanda o, ainda, esporte mais popular deste mundinho.

    Será que percebem que se cria com isto, conceitualmente, uma nova Auschwitz, de terrível lembrança para a humanidade?

    Será que percebem que se cria com isto, conceitualmente, uma extensão da favela Paraisópolis, um dos milhares de exemplos da exclusão social? – localizada no mesmo bairro do Morumbi?

    Saravá!

  • JuCa

    Mauro, o mando não é da FPF, é só ler o regulamento. Ela só se reserva o direito de apontar o local do jogo, nada mais. O mando é de quem está à esquerda da tabela, e o SPFC estudou o regulamento para isso. Além do que, o Morumbi estava definido como o local do jogo desde a divulgação da tabela, ao contrário do jogo entre SEP e SCCP, que estava indefinido.

    Até porque, não estivessem os dois clássicos marcados para o Morumbi, o SPFC teria dois mando de campo a menos do que o Corinthians, por exemplo.

    São coisas que todos eles já sabiam, mas em época de eleição o lance é jogar para a torcida…..

  • http://rumoatokyo.wordpress.com Alan Bezerra

    Eu sou a favor desse tipo de divisão de ingressos. Só para citar alguns exemplos: imagine o Monumental del Nuñes dividido entre a torcida do Boca e do River? ou Anfield Road com uma metade azul do Everton e a parte restante com os Reds?

    Nunca considerei o Morumbi um campo neutro (exceto, claro, quando o jogo não envolve o São Paulo). E por isso mesmo, a diretoria são paulina tem todo o direito de repassar a quantidade que quiser dos ingressos.

    Agora cabe a FPF fazer um revezamento no mando de campo dos clássicos, para que Corinthians possa receber o São Paulo no Pacaembu e o Santos jogar contra o Palmeiras na Vila Belmiro, por exemplo.

  • Heitor

    Na verdade o mando não é da FPF. O corinthinas trocou os mandos dos clássicos para jogar mais vezes como mandate no Pacaembú contra times do interior.

    O São Paulo está certo em transformar o morumbi no seu campo. Não tem mais historia de campo neutro!

  • CARLOS ALEXANDRE

    SÓ QUERO LEVANTAR UMA QUESTÃO:

    Você mesmo, ano passado, foi um dos comentaristas que afastaram a neutralidade do Morumbi… Lembro que alguns comentaristas da ESPN também colocaram essa questão, quando dos jogos finais. Alegaram que até os simbolos colocados ao lado do gol eram “atentadores ao neutralismo”!

    Está mais que certo o que a diretoria são-paulina fez.

    ME DESCULPE A CAIXA ALTA DE NOVO, MAS AI VAI:

    O TOBOGÃ É 50 % DO PACAEMBU? PERGUNTO DE NOVO: O TOBOGÃ É 50 % DO PACAEMBU?

    Com certeza não é…. então, não há igualdade… O tobogã apenas era uma saída para o não conflito e a diminuição da capacidade do estádio…. Caiam na real (os jornalistas, que ultimamente estão mais para jornaleiros – devido ao anseio de quererem vender sensasionalismo).

    No Pq Antártica e na Vila mesma coisa acontece!!!!

    Falam de pacto…. Mas pacto deve ser bom para ambos os lados!!!!!! O que o SPFC ganha em ceder metade de sua casa???

    Retaliação: Seria um tiro no pé, ora que seria mais dificil fazer o policiamento, e por consequencia, o cordão de isolamento tomaria o mesmo ou mais do que toma o tobogã!! A renda sem duvida seria menor.

    A VERDADE: SANCHEZ É UM CHORÃO SENSACIONALISTA!!!!!!!!! ELE TENTA INTRIGA COM TODOS PARA PERMANECER NO CARGO!!!

  • http://www.arenafc.com André Lucania

    Mauro,
    Acho que essa é uma polêmica extremamente desnecessária. É fato que o Morumbi é do São Paulo e não é um campo neutro. Deve ser usado pelo seu proprietário, que somente agora, depois de décadas, percebe que a prioridade é a própria torcida.
    O São Paulo joga há muitos anos como visitante no Pacembu, no Parque Antarctica e na Vila Belmiro, com extrema minoria de torcida. Nada mais justo que isso aconteça também quando for mandante no Morumbi.
    Ainda que antigamente, os outros times não brigavam para jogar em casa e o Morumbi era dividido. Agora que o Santos manda todos os clássicos na Vila, o Palmeiras no Parque, o São Paulo tomou a melhor atitude que poderia. E inclusive se diz ciente e concorda com o fato de ter os 10% da carga de ingressos quando for enfrentar qualquer um dos seus rivais em seus estádios (considerando que o Pacaembu seja a “casa” do Corinthians).
    Abraços e parabéns pelo trabalho.

  • http://WWW.ORKUT.COM TADEU SÃO PAULINO

    o morumbi e´ maior estadio particular do mundo que cada um va jogar no seu estadio e nao arrumen confusão. é so dizer para o presidente do timão construir um estadio para eles. ta falado

  • Fabio

    Caro Beting, por diversas vezes na história, o Corinthians fez parcerias milionárias que viabilizassem um bom estadio. Por que não fez? A gentileza da prefeitura em ceder o Pacaembu e do São Paulo, o Morumbi, permitiu que diretorias corruptas estancassem a pressão popular pelo estadio corinthiano. A cada nova parceria, dá-lhe lindas maquetes de estadios que nunca sairam dali. E contratações bombásticas pra corinthiano algum reclamar. Se não sentirem na pele as conseqüencias de falta de planejamento, tudo volta a acontecer. O São Paulo, com esta atitude, faz muito bem à nação corinthiana, o tempo dirá.

  • Fernando Lacaz

    Maurao !!!

    sempre gosto de seus comentários !!! No entanto neste caso gostaria de dar uma opinião diferente . Graças a essa medida poderei levar minha familia ao estádio para ver um grande jogo ! Nao será uma batalha , um jogo para torcedores organizados , poderei comprar meu ingresso com meu cartao de crédito e ver o espetáculo numa boa , almoçar no bar do estádio … e etc ( em dia de classicos divididos igualmente fica impossível ) . Vc sugere cordialidade entre os clubes , mas acho que será mais cordial , pelo menos com o torcedor do Sao Paulo , ou com o do Corinthians quando este for o mandante .

    Outro detalhe , o Santos jogou contra o Palmeiras no Parque Antártica, e foi destimnado para torcida apenas uma tripinha de estádio !!! Nao é um clássico tb ?

    Se o Corinthians , por melindres e uma postura paranóica , prefere nao utilizar o estádio , este também estará perdendo dinheiro , nao só o Sao Paulo , já que o público no Morumbi pode ser o dobro que no Pacaembu , o que quer dizer que seria uma reliaçao tola , que prejudicaria apenas o Corinthians ….

    Enfim , vou ao jogo com a familia !!!

    Abraço e continue sensato como sempre

  • Alvaro

    Caro Mauro,

    Muitos criticam o São Paulo porque com esta medida o clube perderá faturamento pois o público será menor.

    Será?

    Fazendo uma pesquisa na internet e somando 14 jogos entre São Paulo e Corinthians desde 2002 no Morumbi, tem-se uma média de 30.000 pagantes por jogo. Pergunta: sabendo que a torcida adversária estará menos presente e, portanto, com menor risco de violência dentro e fora do estádio, será que a presença de sãopaulinos não aumentará? Há anos muita gente deixou de ir aos clássicos, gente que em jogos menores aparecem. Não poderão voltar a dar as caras nos clássicos? Corremos o “risco” de daqui a algum tempo que esta medida até aumentou o faturamento do São Paulo.

    Abç

    ALVARO, é um ponto muito interessante abordado por você. E conheço casos como esse.

  • Rafael Melo Cloretti

    Umas perguntas aos interessados,porque quando o são paulo joga no parque antártica é destinado a torcida do são paulo apenas 10% dos ingressos?E quando o jogo é no pacaembu, com o mando do corinthians,o tobogã com capacidade de 20% dos ingressos?Sem falar que o corinthians não joga no parque antartica.
    Parem de fanatismo e mimos,pois vocês das torcidas adversarias são sempre privilegiados.

  • Paula

    Discorto praticamente totalmente!
    “Seria uma questão de cavalheirismo. Espírito esportivo.” – isso só serve para o São Paulo né? Tanto que até o próprio clube se acha o moral, o bonzinho, de tanto que cobram atitudes politicamente corretas. ah, me faça o favor!

    O unico problema, que seria facil solucionar pela Federação, é que o mando é da propria. Então, não existe essa de 10% pois nenhum dos dois times é mandante. Ponto!

    Mas não tem essa de historia de ser bonzinho nao. Nos outros lugares não é só 10% de sao paulino. No morumbi, em dia de mandatário SPFC, 10% para o adversário tb! Não sei o pq de tamanha indignação…. os trouxas acordaram!

  • Gilmar

    QUANDO O TIMÃO JOGAR NO PACAEMBU NÓS IREMOS DESTINAR AO PÚBLICO BAMBI A SUGESTIVA MARCA DE 24% DOS INGRESSOS REALIZANDO O SONHO DELES POIS ELES SÃO MUITO APEGADOS A ESSE NÚMERO…NÃO ADIANTA BAMBIS VÃO TOMAR UMA LENHADA DO TIMÃO 3X1…ESCREVE AÍ SE “BAMBIAR” VAI TOMAR!!!

  • Paula

    Ah Mauro, sua resposta que o Pacaembu JA FOI dividido, que o Palestra JA FOI dividido, mostra a realidade. O sao paulo só está praticando a realidade. O tobogã pode ser mais de 10% mas é bem menos do que os 50% destinados no morumbi.

  • Jorge

    1 – O São Paulo foi traiçoeiro, porque havia decidido essa alteração há meses, e não a revelou nas reuniões na FPF que antecederam o campeonato paulista, só o fazendo a poucos dias do clássico.

    2 – Ninguém ainda fez essa correlação, mas ela me parece óbvia: essa decisão foi influenciada pelo “fator Ronaldo”. Havia a espectativa de que Ronaldo já tivesse estreado no Corinthians ou que fizesse a estréia justamente contra o São Paulo. Em uma hipótese ou outra, a preponderância de corinthianos seria esmagadora no estádio (além de tudo, o São Paulo faz uma campanha, nem sempre velada, de desvalorização do campeonato paulista, em contraponto à Libertadores). A jogada seria, então, “lançar” essa inovação na venda de ingressos logo nesse jogo, impedindo o afluxo em grande número da Fiel, e tentando trazer o são paulino com a promoção de ingressos da Libertadores (a promoção, em execução, consiste em dar como brinde o ingresso para o clássico, aos torcedores que adquirirem o pacote para os jogos da primeira fase da Libertadores). Ronaldo não vai estrear, mas foi mantida a estratégia de impedir uma grande presença de corinthianos, que estavam motivados para o clássico.

    3 – Independentemente do que possa ocorrer domingo, a candidatura do Morumbi sofre mais um abalo (que se soma à má impressão dos inspetores da FIFA), com essa demonstração de mesquinhez do São Paulo.

    4 – A Fiel exige : chega de ajudar financeiramente o São Paulo com o aluguel do Morumbi. Agora temos de fazer todos os sacrifícios para erguermos o nosso novo estádio.

  • Tiago Jeronimo

    Toda esa polêmica é boa para imprensa por isso entendo o foco que estão dando a isso, mas não tem nada de extraordinário no que o São Paulo fez, o estádio é dele e se ele está cumprindo a regra não tem o que se discutir.

    Vocês jornalistas ficam com a conversa de que sempre foi assim, como se isso significasse alguma coisa, no Brasil 90% os políticos sempre roubaram, então temos que dar continuidade a isso pra manter a tradição também Mauro?

    Os outros clubes nunca oferecem mais que 10% ao São Paulo, as vezes até menos e com uma estrutura muito pior então porquê o São Paulo tem que ser o bonzinho, cavalheiro e esportista da história?

    Eu como São Paulino tenho orgulho do que a diretoria fez, o SPFC se sacrificou para construir o Morumbi e tem todo o direito de usufruir dos direitos de propietário, já que se fala tanto no futebol europeu como exemplo me diga onde isso acontence lá fora Mauro?

    Se você tiver argumentos melhores para me convencer do contrário estou aqui para ouvi-los mas se tudo que você tem a dizer é “Sempre foi assim” você me decepciona, esperava mais de um jornalista esportivo como você.

  • Andre Souza

    Mauro,

    Te admiro bastante, e o acho acima da média da medíocre e ridícula imprensa esportiva brasileira. Mas algumas vezes, o torcedor fala mais alto. Sei que vc tenta, mas não consegue ser imparcial sempre. Leia um pouco sobre esta “polêmica” nos blogs do Juca Kfouri (Corinthiano) e do PVC (Palmeirense). Este seu critério que o São Paulo, “por cavalheirismo” deveria oferecer mais de 10%, mesmo que não haja reciprocidade chega a ser divertido, de tão pueril e ridículo. Cansamos de ficar espremidos atrás do gol naquele projeto de estádio do seu time, cansamos de tomar chineladas no canto no projeto de estádio da baixada santista. Cansamos de gás no vestiário, de Tardelli, Madonna, Marcu Porco del Nero. O São Paulo é grande demais, muito maior que todos os outros juntos, em patrimônio, em títulos, em modernidade. Ao contrário de seus “co-irmãos”, o São Paulo não se sujeita a ser lavanderia de dinheiro de máfia russa e italiana. Nossos rivais são Boca Juniors, Real Madrid e Milan. O resto, chora, chora, chora

  • Rafael Miranda

    Mauro, mentira sua !! o Parque Antartica nao destina mais do que 10% não!! na VILA MUITO MENOS!!
    e No Pacaembu, no CANTINHO não cabem os 10% e por isso dão o TOBOGã!
    Como voce vem falar que o SP tem que dar mais BILHETES por cortesia ??
    VOCE ja foi com a torcida do SP ver um JOGO no PALESTRA, onde se tem menos que 10% do público (RECEBIDO COM PIXES, COM PEDRAS ETC)??
    NA VILA ?? TOMAR Privada na cabeça !?!?!?!
    Mais torcedores ,significa mais liberdade e segurança no estádio.
    Se dividisem o palestra, se dividissem a vila, teríamos mais torcedores, mais segurança e mais incentivo.
    O MORUMBI NAO É ESTÁDIO NEUTRO, O MORUMBI É NOSSO!!!
    Talvez se o corinthians (gam*B*azada) tivesse estádio, ninguém reclamaria.
    Parem de chorar. o Morumbi não é NEUTRO.
    se conformem.
    E se quiser ir com a torcida do Palmeiras no PRox Clássico, será um prazer te recepcionar.

    Você é um fanfarrão hein Beting…

    Porque dois pesos e duas medidas????

    Quer dizer que é justo o SPFC ceder 10% ou mais para os nossos rivais mesmo que não haja reciprocidade????

    Porque é que Palmeiras e Santos estão “quetinhos” com essa decisão acertada do SPFC????

    Eu respondo, porque sempre que o SPFC vai jogar na Vila, Pacaembú ou Palestra, JAMAIS foram cedidos tal carga para a torcida do SPFC….porque???

    Meu Deus, vc era um cara que considerava, mas já ví que é tudo farinha do mesmo saco!

  • Felipe Silva

    Cortesia? Cavalherismo? O São Paulo é o mandante, é o dono do estádio e quer que a SUA torcida compareça. Muitas pessoas deixam de ver um clássico devido a violência, então se o SPFC quer que a sua torcida venha ele tem razão em dar apenas 10% para o Corinthians, evitando, assim, maior rivalidade nas proximidades do estádio.

  • Mario

    Quando jogar Palmeiras e Corinthians eles que joguem nos seus estádios, vamos doar o Pacaembu pro Corinthians vai… Acredito que o SP. não sederá mais o Morumbi para jogos de terceiros. Chegou a hora do Corinthians visitar o Pq Antártica, porque toda essa frescura de não chegar perto do estádio, não tocar no verde……esquisito!!

  • Marcello Santista

    Mauro, acho que o Alvaro está certissímo, com menos torcida adversária o torcedor de verdade deve voltar a frequentar os clássicos, que hoje em dia é um risco, acho tambem que deveriam ser mais caros os ingressos e que as diretorias dos clubes não desse ingressos de graça para as organizadas, e torcedor que é torcedor não se filia a organizada e sim se associa ao clube, tem torcidas que tem mais sócios que os proprios clubes, afinal esses torcedores torcem para quem? organizada ou o cluble. Abraços a todos
    P.S.: Sr. JJ, pare de beber JB em excesso, só com muito JB para tomar uma decisão tão estúpida na semana de um clássico, com todo o respeito, mas o Sr. é uma ANTA.

  • Edson B.

    Mauro,

    Causa-me certa estranheza este tópico. O São Paulo está fazendo o papel dele. Quando é ao contrário, os clubes fazem a mesma coisa. Porque então não fazer um tópico dedicado aos outros clubes?

    Eu acho mais do que certo, até mesmo porque, agora me sentirei mais seguro em ir ao estádio assistir ao clássico que será de uma torcida só. Se é para fazer divisão do estádio, que seja igual para todos os clubes, seja no Pacaembu, no Palestra ou na Vila. Caso contrário, por que deste estardalhaço? Porque é o corinthians, time da massa? A impressão que fica é que a imprensa gosta de fazer média com o Corinthians. Impressão não, isso é fato. Mas eu entendo, afinal de contas no fundo de tudo isso, o que conta é audiência.

    Abraços,

  • http:blogdooviedo.blogspot.com Antonio Oviêdo dos Santos

    “Se sou o São Paulo, mesmo com o setor administrado pelo Visa, daria mais que os 10% a corintianos, palmeirenses e santistas. Quanto, exatamente, não sei. Mesmo não havendo a reciprocidade possível no Pacaembu, Palestra e Vila.” Por essa frase Mauro Betting, já dou toda minha razão aos diretores do SPFC… por historicamente o SPFC ser prejudicado nas arenas do Santos e do Palmeiras, às vezes nem com 10% dos ingressos, ou ficando no ingrato Tobogã quando o Corinthians mandava seus jogos contra o SPFC lá, acho mais que justo… e parte da imprensa também diz que os torcedores são paulinos, por si só, não encheriam o Morumbi, domingo veremos, apesar de que o que vale mesmo será na próxima quarta né? Abraços, Mauro, não concordei, mas sempre acompanho e lhe dou os parabéns por seu blog, trabalho na rádio Bandeirantes e no Esporte Interativo.

  • Cleuber

    Ja leu a coluna do PVC hoje Mauro?

    Ele parece estar mais por dentro desse assunto do que você.

    Leva na boa, o SPFC tá fazendo algo que é imposto a ele em qualquer outro lugar que ele vai jogar. Porque o contrário não vale? Nunca vi a vila com metade da torcida do SPFC, nunca vi o Palestra com a metade de torcida do SPFC, até mesmo o Pacaembu com o Corinthians que cedia o tobogã para o SPFC 10 mil é metade da capacidade de lá? Creio eu que não, porque teria de haver reciprocidade e cavalheirismo da parte de um e de outro não? Injusto você não acha?

    Entendo, e respeito sua opinião. Mas o SPFC tem acordos firmados com várias empresas o que garantiu um aumento de renda de 12 milhões, mesmo com o estádio vazio, o SPFC continuará lucrando, lucrando até mais do que com a renda dos rivais.

  • http://spfcfacts.wordpress.com ronan

    Não há risco algum, Mauro. Quem está fazendo tempestade em copo d’agua é quem não tem estádio e vcs da imprensa, pq querem sempre dar destaque ao corinthians. O palmeiras faz isso ha tempos, coloca a torcida naquele canto fora do gramado e não houve retaliação dos rivais e nem por vcs da imprensa. O SPFC pensa em crescer e fazer de SEU estádio uma renda importante. Não adianta vir com o papo que o SPFC foi inconsequente ou pouco inteligente pois negou o público rival. Se publico apenas desse grandes ganhos, o tal timão que “sempre” lota estádio (e que hoje não lotou) não teria dívidas, e seria um clube rico… Entende pq não se contabiliza a quantidade de torcedor e sim o valor de cada ingresso!?!? É fácil entender. O estádio é do SPFC, quem paga as contas é o SPFC, quem sempre deu oportunidade pros rivais foi o SPFC. E ainda assim, o vilão da história é o SPFC. Entendo que a imprensa não goste que o SPFC seja grande e que tenha uma direção que vai contra a opinião/ibope dos meios, mas fazer o que? O SPFC trabalha pensando nele. Os outros, que só reclamam, deviam trabalhar mais e falar menos. Para fazer jus a grandeza que dizem ter. Certo? (Ah, e não há nenhuma regra que diz que torneio de 1 turno tenha que ser meio-a-meio…)

  • Oswaldo Santana

    Respeito muito você, mas não concordo. Palmeiras e Santos já praticam tal preceito e não houve sensacionalismo. Peninha do Corínthians que não tem estádio, porém o direito tricolor é claríssimo. Não há o que discutir. Agora, o cúmulo foi a diretoria do time da marginal chamar a diretoria tricolor de elitista. Esqueceram quanto estão cobrando no Pacaembú? Vão chorar na cama, que é lugar quente!

  • El Mago-RJ

    Corínthians e São Paulo quase sempre fazem jogos ruins. Provável resultado da partida: 0 x 0.
    Saudações Palmeirenses!

  • Christian

    Com a palavra, PAULO VINICIUS COELHO:

    “Por que o São Paulo decidiu oferecer apenas 10% dos ingressos ao Corinthians e nos clássicos a partir de 2009? A lógica é comercial e absolutamente justa. Há três semanas, a coluna que escrevo na Folha de S. Paulo tocou nos números do Internacional. Enquanto o São Paulo luta para manter os 15 milhões de reais pagos pela LG pelo patrocínio de camisa, o Inter recebe apenas 4 milhões do Banrisul, mas consegue arrecadar 18 milhões de reais com seu projeto Sócio-Torcedor. São 77 mil torcedores que pagam 20 reais mensais. A cobrança era que o São Paulo tivesse um projeto semelhante, que ampliasse a arrecadação e permitisse ao menos sonhar em manter mais jogadores no futebol brasileiro.
    Pois o Tricolor vendeu setores do anel térreo do Morumbi para três parceiros. A Volkswagen, os laboratórios Aché e a Espaço Único, empresa de Marcelo Neves, filho de Gilmar dos Santos Neves. Esses parceiros, o setor Visa – criado no antigo setor azul das arquibancadas – e os sócios-torcedores colocarão nos cofres do São Paulo 12 milhões de reais neste ano.

    Então, é tempo de esquecer o período em que os clubes mamavam do estado e dos estádios construídos com dinheiro público. Quem consegue fazer dinheiro com estádio está à frente dos rivais. Cruzeiro e Atlético, com pouco dinheiro de patrocínio por estarem fora do eixo Rio-São Paulo, e sem a mesma facilidade para fazer projetos como sócio-torcedor, por dependerem dos estádios públicos, correm o risco de ficar para trás. O Inter faz 18 milhões de reais com o projeto sócio-torcedor e 4 milhões de patrocínio. O Palmeiras faz 15 milhões de reais de patrocínio e zero de sócio-torcedor. O São Paulo fará 15 milhões de patrocínio e 12 milhões com ações em seu estádio. São 27 milhões de reais, o passo inicial para tentar manter mais jogadores no Brasil. Na hora do clássico, não é justo que o São Paulo precise dizer a seus parceiros que não há espaço para eles, porque precisa dividir o estádio de maneira igualitária. O justo é fazer o dinheiro que precisa com o estádio que lhe pertence.”

    Fonte: Blog do PVC.

    Entao por favor, menos paixão e mais razão. Se for assim, vamos diminuir a segurança do Morumbi, Maracanã e afins, assim podemos colocar 100.000 pessoas como antigamente…..

  • Nilson

    É fácil falar em cavalherismo quando não somos nós os cavalheiros. Achar que os outros sejam cavalheiros é fácil. Eu, particularmente, acho que o grande problema aqui é dinheiro. Quando se divide o morumbi, acredito que também se divide a renda. O São Paulo ficando com toda a renda do Morumbi, pode abrir mão da renda no Pacaembu, que é a metade. É só fazer as contas. Quando o São Paulo jogou no Pacaembú recebeu 2.000 ingressos e gás de pimenta na cara (ainda vejo palmeirense dizendo que o São Paulo deveria ser mais humilde). Por que dividir a renda se o regulamento diz que a renda é do mandante? Somente para ser cavalheiro? E quando é a vez do outro dar a reciprocidade, o que eles fazem? Joga gás de pimenta, e ainda fala que é armação como falou o Luxembergo…É fácil falar…

  • Carlos

    Mauro,

    Honestamente, sem camisa e como mero observador, ñ entendo toda essa polêmica, afinal nada similar ocorreu qdo decisões assim foram tomadas por outras equipes de SP, mais especificamente Palmeiras e Santos.

    Pode-se concordar ou ñ, gostar ou ñ, e só. Questionar e agredir – como faz a demagoga direção Corintiana – é, no fundo, cercear o exercício do direito. Nós sabemos q, na prática, só estão “jogando para a torcida”.

    Neste momento convém mais tratar desse assunto e ocupar imprensa (em especial a de maior apelo popular) e o público desse blá blá blá do q lidar com suas falácias e seus problemas mais pontuais, como a incompreensível ausência de infra-estrutura mínima para participar do “business” futebol (q gera a dependência externa) e de inadimplências, q são frutos do legado da gestão anterior, da crise mundial (q só está começando) e do planejamento por improviso.

    Ainda assim esse problema ñ é insolúvel. Bastaria diálogo profissional entre os interessados (clubes, visa e secundários) sobre a viabilidade de alugar o estádio, se acaso isso se configurasse conveniente.

    O SP é passível de crítica pela falta de clareza e de antecipação desse assunto, posto q já era algo decidido, porém, sob o ponto de vista financeiro (com o agravante da crise), é melhor ter certeza de ganhar um valor conhecido a contar com receitas de possíveis jogos do Corinthians, até pq isso leva de volta ao ponto da dependência externa, ñ compatível com questões de planejamento orçamentário.

    Por fim, tratando sobre a intolerância, eu sei q vc “é do bem”, mas isso é utópico. Nós e muitos outros ñ precisamos de divisão de espaços, nem de segmentação de torcedores, podemos assistir civilizadamente uma partida entre nossos times, mas a sociedade global ñ funciona mais assim, infelizmente.

    Abraço!

  • pablo torquato

    será que não foi jogado justamente pra evitar a estreia de ronaldo?
    tendo em vista que com os 10% nao estrearia diante de sua torcida?

  • Ricardo

    Caro Mauro Beting,
    Concordo em absoluto com você! E mais, acho que o maior prejudicado de toda esta história é o próprio SPFC, pois agindo desta maneira incentivará ao Corinthians e Palmeiras a não utilizarem o Morumbi por retaliação, jogos com estes times como mandantes, que eram praticados no Morumbi, a partir de agora serão realizados no Pacaembu e Palestra Italia, além de deixar de render com o aluguel do estádio, desestimula o comércio de setores como o da própria Visa por exemplo.
    Ao contrário de um comentário simplista que diz que caso o Corinthians deixe de alugar o Morumbi perderá dinheiro, na verdade o Corinthians ganhará menos que é diferente e relativo, pois deixa de dar lucro ao SPFC também, além de que a tempos a bilheteria de estádios não faz muita diferença no orçamento dos clubes.
    Por fim, da maneira que estão sendo conduzidos as coisas o futebol cada vez mais deixa de ser algo de prazer e descontração, para ser motivo de richas e violência.

  • http://criticasobreosopaulo valderez xavier de amorim

    os são paulinos poderia,vender até 136 mil ingressos para o jogo porque.
    68 mil dos bambi sentaria no colo do, corinthianos teria um faturamento .
    dobrado enquanto sentava na piroca é a cara de juvenal juvento…
    até a namorada do bicharlison falou os palmerens tambem que o negocio de
    é outro do que ela gostava ele comia até os caroços porque são dois grão…
    meu nome na rede metoarola.com.br.

  • http://criticasobreosopaulo valderez xavier de amorim

    o corinthians deveria fazer o seguinte não deixar o jogo ser transmitido
    pela televisão não abrir mão seria o que deseja ou nada toda cota da transmição e quantidade de ingresso já que eles querem apresantar patrocinador, tem uma empresa que esta bancando parte do patrocinio
    deles já perderam na justiça do trabalho devido processo trabalhista já
    entraram com centena de petiçoes recorrendo para não pagar são dois
    processos uma fiquei com sequelas graves não estou mentindo se for o caso
    eu revelo em publico em juiz. os trabalhador desta empresa que se cuide porque já arrancava o couro dos funcionarios imagine dando dinheiro para
    são paulinos

  • LUIS HENRIQUE F TOSOLI

    Caro Mauro, admiro muito o seu trabalho não moro em SP e nunca fui a nenhum estádio aí mas como todo afixionado em futebol, acompanho os noticiários esportivos e tudo o que acontece, acho legítima a atitude da Diretoria do São Paulo quando mandar os jogos em seu estádio (não sei se o caso pois como li acima o mando e da FPF) pois aqui no Rio os classicos, as semi-finais e finais os mandos de campo são da Federação e todos os jogos são no Maracanã com ingressos divididos.
    No caso do São Paulo acho que esta medida vai ser melhor para o policiamento e uma maneira de incentivar seu torcedor a ser sócio do clube e ter beneficios para a compra dos ingressos (vide o INTER/RS que lotou o Beira Rio na Final da Sulamericana só com os sócios), quanto a reclamação da Diretoria do Corinthians de que houve quebra de um acordo de cavalheiros etc, etc, é aquela história todos se chamam de CO-IRMÃOS mas na hora H, todos querem levar a vantagem para o seu lado e ficam ofendidos quando não conseguem.

    abraço –

  • http://criticasobreosopaulo valderez xavier de amorim

    tadeu o são paulino .
    com certeza o morumbicha é o maio estadio do mundo não se discute
    porque tadeu ou tadando no morumbi o mesmo que cabe sentado cabe no
    cólo

  • felipe

    passou da hora do sampa tratar os adversarios como este eh tratado fora de casa….

    qd jog no pacaembu o torcida do sp fica espremida no toboga com a saida da otra torcida pelos 2 lados.

    qd joga no parque a torcida nem de onibus pode ir pro estadio pq nao existem 2 vias de ascesso ao mesmo, sem falar nos no SUPPPPPPEERRRR espaco q recebe quase dentro das piscinas do social. sem falar no gas do intervalo.

    e na vila? alem de ficar EMBAIXO da torcida adversaria ainda somo recepcionados com vasos sanitarios sendo jogados.

    bom achu q esta mais do q certo comecar a tratar os outros como eh tratado qd joga fora de casa…

  • Marcelo Ferraresso

    Fala Maurão!

    Sou Palestrino como você e GERALMENTE (rs) concordamos eu quase tudo.

    O SPFC têm me incomodado muito ultimamente e acredite em mim, não é pelos títulos. É um time que de uns tempos pra cá (principalmente) vêm adotando discursos (e postura) arrogantes em excesso.

    Virou o queridinho da mídia (não de toda, existem profissionais seríssimos na área, gente que merece crédito), o queridinho dos árbitros (é fazer um levantamento e ver COMO esse clube vêm sendo ajudado nos últimos tempos) e muitas coisas mais…

    Fizeram birra em todos os jogos que jogaram no Palestra, o Bosco simulou uma pilhada na cabeça, choraram a derrota por 4×1 e desviaram o foco para a cotovelada que o Kléber acertou no zagueiro André Dias…

    Ok.

    Eu não gosto do Morumbi. Eu por mim não frequento aquele lugar.
    Querem dar 10% de ingresso só pra torcida deles? Ok!

    Será que eles tem essa torcida? Será que compensa? Alguém aqui se lembra de qual era a média de torcedores de quando eles CAÍRAM no Paulista? Eu lembro. A média de torcedores por jogo da Ponte Preta na mesma segunda divisão foi maior…

    Um recado de Palmeirense pra Corinthiano: Não se incomodem com esse time; eles tem que arcar com o fardo de não possuírem RIVAL, de não fazerem clássicos quentes como todos os PAL X COR são.

    Eles têm o fardo de ser um time frio, sem alma. São campeões sem empolgar, ganham jogos com futebol burocrático; não têm o apelo tradicional de outros clubes carismáticos brasileiros.

    Então meu recado é:

    Se quiserem diminuir para 5% a carga no estádio de vocês, por mim está ótimo. Quanto menos torcedores tradicionais em um lugar sem carisma, MELHOR.

    Que os torcedores paulistas aprendam de uma vez por todas: NÃO DÊEM DINHEIRO PARA ESSE TIME, QUE POSSUI UMA HISTÓRIA PODRE!

    Fica aqui o desabafo de um torcedor que está cansado desse monopólio desonesto que o SPFC vêm promovendo no futebol brasileiro.

    Abraços Palestrinos!

  • Marcelo Pereira dos Santos

    Eu acho que o certo em competições de turno e returno nos casos dos classicos só ter torcida do mandante como a argentina já fez e pelo que eu saiba deu certo, mas como é uma competição de turno unico o mando tinha que ser da federação e ela dividiria por igual,mas eu tenho que dizer que é no minimo uma atitude “BURRA” do SPFC pelo motivo que sempre a direção do Corinthians demostrou bom relacionamento com todas as diretorias dos grandes clubes de SP , Vale lembrar que o unico jogo que o Palmeiras tem o mando e ele joga no morumbi e contra o Corinthians,e se o Corinthians quando for o mandante não quiser mais jogar os classicos no Morumbi,levar os jogos em Pres. Prudente ou Rib. Preto ou no Pacaembu será um direito dele e o SPFC perderá uma otima receita,vale lembrar que o proprio SPFC sempre gostou de falar que o morumbi é um produto e tem que ser tratado como tal e gerar renda para eles,será que só os jogos do SPFC vão dar a renda que se precisa para que o morumbi seja lucrativo,lembrando que são no maximo 40 á 45 jogos por ano e que grandes shows como os da Madonna e U2 não acontecem todos os anos

    Mauro gostaria da sua opinião!!!

  • http://lordk2.2k00.com lordk2

    acho bom o sao paulo deixa o corinthians com 10% dos ingresso assim ele nao vao pode suja o estadio kkkkkkkk os corinthianos que nao pode ir vao pode ver pela tv o sao paulo acabando com eles. faleu sou geovani

  • Fabiano

    valderez xavier de amorim disse:

    12.fev.2009 às 9:29

    os são paulinos poderia,vender até 136 mil ingressos para o jogo porque.
    68 mil dos bambi sentaria no colo do, corinthianos teria um faturamento .
    dobrado enquanto sentava na piroca é a cara de juvenal juvento…
    até a namorada do bicharlison falou os palmerens tambem que o negocio de
    é outro do que ela gostava ele comia até os caroços porque são dois grão…
    meu nome na rede metoarola.com.br.
    **************************************************************************

    Cara, como vc é estúpido…só pode ser um imbecíl de um babaca corinthiano recalcado….que comentário mais idiota seu idiota….bem sua cara…olha sei não, fala isso porque está escondidinha né franga???, mostra suas penas imundas, seu infeliz…
    Por isso que esse País não vai p/ frente…tem um bando de “peso morto” n aTerra ocupando espaço…
    Depois nós é que somos bambís né franguita, que papinho hein…sentar no colinho, quer dizer que vc deixaria um bambí sentar no seu colinho franguinha???

    E nós é que somos bambis….

    Vai se ferrar seu babaca!

    Assinado Fabiano

  • André

    Mauro, na sua resposta a um dos leitores, vc esta equivocado, depois que os classicos voltaram a ser disputados no Palestra nunca o São Paulo teve mais de 10% na carga dos ingressos e pior pela divisão que a policia tem que fazer entre as torcidas a capacidade cai e muito no palestra. Todos os jogos do São Paulo com o Corinthians no Morumbi a carga era dividida e no Pacambu era oferecido somente o Tobogã 1/3 do estádio. Pq a maioria recrimina o São Paulo se todos fazem a mesma coisa? Outra coisa, na arquibancada vermelha e amarela são comercializados ingressos para o setor Visa onde se pode comprar ingresseo para o ano inteiro, na azul é destinado aos sócios torcedores, só sobrou a laranja, não tem como fazer diferente, é tão dificil de enter isso?

  • Fabio

    Bando de invejosos, o torcedor sãopaulino só vai “nas boas” porque sabe que o time sempre chega “nas boas”. Quando o time parar de ganhar, daí seria o caso de repensar.

  • Luciano

    LER E VER AS TROCAS DE FARPAS ENTRE AS MOÇAS E OS TRAVECOS ESTÁ UM TANTO QUANTO ENGRAÇADO, MAS VAMOS LÁ: CURINTHIANOS, O QUE VOCES ESPERARIAM DE UM TIME QUE É A ESCÓRIA DO FUTEBOL BRASILEIRO? O QUE ESPERAR DE UM TIME QUE NESTE ANO NÃO CONSEGUIU AINDA VESTIR OS JUIZES COM A SUA CAMISA E FICAM USANDO DO QUE MAIS SABEM FAZER, OU SEJA, SACANAGEM…LEMBREM QUE ANO PASSADO NA SEMI FINAL DO PAULISTA APRONTARAM O MESMO NO PALESTRA ITALIA.

    MERECIDO SERIA SE A DIRETORIA DO CURINTHIANS NEGASSE A COLOCAR O TIME EM CAMPO, E ENTRASSE COM UMA REPRESENTAÇÃO CONTRA O TIME DO ESTADIO GRILADO DO JD. LEONOR, JÁ QUE A DIRETORIA DOS BAMBIS ESTÁ QUERENDO DE CERTA FORMA BOICOTAR O CAMPEONATO…COMECEM PELO CLASSICO….VAMOS LEMBRAR OS CLASSICOS EMBURACADOS NO MORUMBICHA, VAMOS LEMBRAR OS MANDOS E DESMANDOS DOS BAMBIS NOS ULTIMOS ANOS.

    ENQUANTO ISSO O PALESTRA………………..NADANDO DE BRAÇADA!!!

  • Thiago

    É por isso que o Brasil ainda é um país bem atrás dos outros. Em nenhum lugar se discute isso, nos grandes clássicos da Europa e no maior clássico do mundo, Boca X River, os visitantes não chegam a ter nem 10% do estádio. E vou mais além, em breve a carga deveria ser reduzida a 5% e no futuro banir a entrada de torcida visitante no estádio. Isso vai reduzir e muito, inclusive, a necessidade de policiamento, e a PM tem outras preocupações mais importantes do que jogos de futebol, quanto mais reduzido for o risco, melhor. E outra, o futebol é cada vez mais um espetáculo feito para as mídias, o Paulistão tem por exemplo todos os jogos transmitidos pela TV através do PPV, então hoje dá pra assisitir a qualquer jogo de nível no conforto de casa. O SPFC vai fazer isso agora, quando o Corinthians for o mandante, deve fazer o jogo no Pacaembú e dar 10% ao SPFC, o Palmeiras e o Santos já fazem isso nos seus estádios e acho que fazem o correto, porque estão cumprindo a lei, e depois que a carga de ingressos para visitantes foi reduzida nos estádios, a violência também diminuiu, afinal, é menos gente para brigar

  • alan alves

    10% ESTÁ DE BOM TAMANHO PARA GANBAZADA MAURO É DIREITO DO SÃO PAULO ISSO, E JÁ DEVERIA TER FEITO ISSO A MUITO TEMPO AFINAL NÃO TEM ESPAÇO PRA ELES LÁ TÁ TUDO DOMINADO….

  • Luiz Carlos

    Caríssimo Mauro, sua atitude e de grande numero de jornalistas esportivos ou não que tem se aproveitado da questão dos ingressos para o jogo SPFC e SCCP demonstra a total falta de ética; pois durante o campeonato paulista de 2008 quando o Palmeiras resolveu bancar contra tudo e contra todos suas partidas no Palestra; eu postei em seu blog a pergunta: O Palmeiras esta em crise financeira (e ainda está) porém vai jogar uma grande soma de dinheiro ao deixar de jogar no Morumbi que é na pior das hipoteses 3 vezes maior que o Palestra. Ai nenhum de vocês que hoje estão pisando e massacrando a diretoria do SPFC com este argumento se esquecem que o ano passado vocês “batiam” e infavam o argumento que era diretiro do Palmeiras jogar no Palestra e ter uma menor renda; portanto agora respeitem o direito (sem jogar os torcedores do Corinthinas contra o SPFC) do SPFC de utilizar a LEI e tambem perder dinheiro. Sua atitude para mim hoje é lamentavel estou te colocando no “balaio”do que exisate de mais nocivo em termos de jornalismo. LAMENTAVEL……

    LUIZ CARLOS, interessante ponto de vista. Apenas reiterando o meu: não sei se AGORA era o caso de o São Paulo dividir o estádio desse modo. Apenas isso.

  • http://WWW.ORKUT.COM TADEU SÃO PAULINO

    vALDEREZA VAMOS RESPEITAR UM POUCO OS OUTROS TA FALADO CUIDADO COM O GORDUCHO NA BALADA.

  • Martins Miragaia

    O Legal mesmo é ver as Frangas sendo defendidas pelas Periquetes.

    uiashuashuashuashuashauhasuasas

    Êita rivalidade!

    Isso é que é ódio.

    uashuashuashuashasuhauhasuassa

  • Paulo H.

    Pois é, o cavalheirismo tem que ser da parte são-paulina… Entretanto, quando Palmeiras e Santos decidem mandar os clássicos em seus minúsculos estádios, inclusive em jogos onde sabidamente haverá grande público, como na Libertadores, o cavalheirismo que vá para as cucuias…
    Não entendo mais nada…

  • Jorge

    E por que vc apoiou a diretoria do Palmeiras que destinou apenas 10% do Parque Antarctica ao SPFC?

    Percebo que vc está cada dia mais parcial. Só falta se vestir de verde e branco publicamente. Continue defendendo o seu co irmão da zona leste porque como dizia Oberdan Cattani, nós somos inimigos.

    E o caso Gás de Pimenta? Alguma novidade? Sua opinião?

    JORGE, e sobre o início do governo Obama, alguma opinião? Gostou do novo filme do Brad Pitt? Percebo que a cada você continua o mesmo.

  • Alves

    Por que esses hipócritas que estão reclamando agora do São Paulo nunca apareceram antes pra reclamar do Palmeiras e do Santos, que fazem exatamente a mesma coisa???
    Conseguem responder a essa pergunta?
    Se não conseguem, que fiquem então calados.
    E que o Sport Club Amador Corínthians construa um estádio pra ele ao invés de ficar chorando em público. É uma vergonha!

  • joão carlos

    Mauro, divisão de estádio é só em clássico, como corinthians x palmeiras, fla x flu, grenal, inter x milan, etc. O são paulo faz clássico com a portuguesa, e olhe lá. Os bambis podem até ter muitos títulos, mas não tem torcida e, portanto, não é rival pra corinthians ou palmeiras. Eles não precisam dividir o estádio meio a meio, pq isso é coisa pra derby, pra rivalidade, coisa que os bambis nunca terão.
    abs, parabéns pelo trabalho
    joão carlos, de santo andré

  • Jorge

    não adianta desviar o foco. não respeonderei as suas questões, pq. nem professor meu vc foi.

    seu time é pequeno e não manda clássicos no morumbi pq. não lota 70 mil

    pagantes desde 1994.

    o time da zona leste vai se apequenar a cada ano.

    só sobrará o maior do mundo para representar e comandar a cidade.

    quero ver quem vai pagar os 20 milhões por ano que o SPFC recebe dos

    patrocinadores do estádio.

    Se a “dita” fiel gerasse todo esse montante, seu time não estava

    dependendo de verbas do além para sobreviver.

  • Willian Ignacio

    Post Infeliz!!!!!
    Porque nunca escreveu nada quando o Palmeiras só entregava 10% de ingressos ao São Paulo para jogos no Palestra???
    Comentários assim não são de jornalista isento…

    WILLIAM, blogonauta isento… Isso foi comentado, então.

  • http://blig.ig.com.br/coloquioflacido Romualdo

    Quem é dono da casa convida quanta gente quiser. Os outros que se virem para fazer a festa em sua casa do jeito que achar melhor, e não criticar o anfitrião. Se o São Paulo resolve usar o Morumbi dentro da lei, não pode ser criticado, afinal o futebol virou um negócio caro demais para se fazer gentilezas deficitárias.

  • Sergio

    algum jornalista poderia fazer uma matéria onde sejam colocados os itens que levam com que o São Paulo não posso mais dividir seu estádio, não só para imprensa escrita, mas também na TV, porque está complicado, até Palmeirense está defendendo o lado Corinthiano por não saber a história completa.
    1) A Arquibancada azul é destina em sua maioria aos sócios torcedores do clube, no contrato que recebi do clube é bem claro, jogos em que o São Paulo for mandante, temos preferência na compra do ingresso.
    2) Foram inaugurados dois setores VISA, antiga arquibancada vermelha que era de visitantes e também arquibancada amarala q também era dos visitantes em clássico, não tinha como fazer de outra forma, devido ao primeiro item e a arquibancada laranja apesar de ser divida agora com os visitantes ser destinada para a torcida organizada cadastrada na federação.
    3) Foram inaugurados diversos camarotes no térreo, inclusiva na térrea amarala que era um espaço destinado a visitantes.
    4) Em um futuro próximo será inaugurada a estão do metrô e na divisão atual de arquibancadas, o acesso pela avenida João Jorge Saad continuaria a ser dos visitantes e o torcedor São Paulino que tanto sofre para viajar até o morumbi, praticamente ficaria excluído desta facilidade de acesso.
    5) Apesar do São Paulo destinar a carga mínima de ingressos, a diretoria do São Paulo não fez o que a diretoria do Palmeiras fez com os torcedores São Paulinos, onde somos colocados praticamente na piscina para assistir o jogo, fora que a diretoria do São Paulo afirma não receber nem os 10% pq não cabe. Ano passado, o São Paulo apesar de ter sofrido com a carga mínima no parque antarctica, ofereceu a arquibancada amarela para os Palmeirenses, que é bem melhor que assistir na piscina e a carga foi superior a 10%.

    Resumindo, as mudanças ocorridas no Morumbi, fazem com que seja mandatório esta alteração. Se alguém tiver alguma sugestão de divisão do estádio com esta nova configuração, favor expor a solução.

    Obs.: Nunca tivemos medo e nem receio de dividir estádio com a torcida do Corinthians e não é este o motivo desta alteração. Conforme pesquisas mostram, a torcida do Corinthians em São Paulo é quase a do São Paulo e Palmeiras somadas, é mais do que normal ter mais pessoas dispostas a irem aos jogos. É um matemática simples, se num universo de X pessoas 20 mil torcedores do São Paulo estiverem dispostos a irem ao jogo é mais do que normal, ter praticamente 40 mil corinthianos dispostos a ir ao jogo.

  • ALESSANDRO

    É simples resolver essa questão para os próximos anos.

    O São Paulo está no seu direito e não se discute mais isto, se são arrogantes ou não é o que menos importa.

    No Brasileirão todos jogos a partir de agora os bambis mandam no Morumbi e cedem apenas os 6.800 ingressos O Timão manda no Pacaembu ou onde quiser até no PSJ se for o caso e cede 10% para os bambis, se resolver alugar o Pacaembu pague o aluguel como sempre faz e mande os bambis para o chiqueirinho (setor visitante).

    No Paulistão todos os clássicos devem ocorrer no Pacaembu já que o mando é da FPF e não tem returno, pois o Pacaembu é o único campo neutro na cidade, pois é um estádio Municipal.

    Em um ano a Fiel fica com as arquibancadas e setor laranja e no outro fica no Tobogã e numerada , o mesmo acontece com São Paulo e Palmeiras

    Isso claro só terá que acontecer porque o safado e corrupto do Laudo Natel ao invés de construir o estádio do Morumbi para o estado como aconteceu com o Maracanã e com o Mineirão nos seus respectivos estados, preferiu ajudar o time em que também era presidente, cuja torcida na época disputava em tamanhao com a do Santos e Portuguesa.

    Situação inimaginável nos dias de hoje de tão absurda que era. E olha que de coisas absurdas na política estamos cheios.

    Mas se é o Pacaembu o estádio público da cidade é óbvio que é lá que todos os clássicos entre Corinthians, Bambis e Porcos devem acontecer em campo neutro.

    Chega de beneficiar os bambis que sempre puderam decidir os campeonatos com duas partidas dentro de casa no gramado em que estão acostumados a treinar e que somado ao fato de ter tido ajuda na construção do estádio e ser o time da elite (como sempre gostou de se gabar ).Elite que sempre governou e com corrupção nosso pais, fez o clube crescer nos últimos 40 anos chegando a 2ª maior torcida do estado.

    E outra Copa do Mundo em São Paulo tem que ser no Pacaembu , dinheiro público só deve ser investido em patrimonio público. Chega de beneficiar os bambis.

  • Gabriel

    Para eles tomarem vergonha na cara e construir um estádio próprio. Quase cem anos de existência e ainda não têm um estádio….é muita mediocridade. Parem de dar chilique suas frescas. O São Paulo não precisa do dinheirinho do aluguel do Morumbi apra sobreviver. E vcs acham que os outros times vão se juntar à vcs gambás (escória do futebol) para impedir o São Paulo de disputar finais em seu estádio? HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA….tenho certeza que não é intenção do Tricolor dar apenas 10% para todos os times. Apenas para vcs que se acham os maiores por terem a maior torcida e ainda chamam os outros de arrogantes. Um time com 100 anos e que se intitulam de grandes sem jamas terem chegado a uma final de Libertadores…..tenho dó de curintianu.

  • WILSON MARCOS KIKAWA

    Beting, tem toda a razão em ambas as partes faltou a ética do profissionalismo, tanto da parte dos dirigentes do São Paulo destratando o Corinthians, assim tambem seria se o fizesse com o Palmeiras e com o Santos. Os maiores clubes de São Paulo e tambem do Brasil, ao André Sanches talvez faltou um se conter pra não polemizar, tudo bem concordo com ele em defender o clube todos devem fazer isso mesmo, mas desde que seja em tom ameno, talvez por isso a torcida tenha se revoltado, o que tambem não justifica, não sei se ao disponibilizar apenas dez por cento dos ingressos os dirigentes agiram como torcedor são paulino o que eu desprezo pois são Profissionais, quanto ao Corinthians não ter estadio digo a vcs que não nos faz falta, e nem por isso deixamos de ser um grande clube, só para os torcedores do São Paulo saberem o Flamengo é um clube tradidicional que ganhou a Libertadores e tambem o Mundial e não tem estadio e tambem acho que muitos torcedores do São Paulo não sabem é que na decada de 70 o São Paulo não tinha nenhum prestigio e levava ao Morumbi apenas 300 torcedores e só depois que chegou o tecnico Tele é que se transformou no grande Clube que é…