Ba-Vi!

por Mauro Beting em 06.fev.2009 às 18:00h

ESCREVE LEANDRO SILVA

O Vitória tinha 100% de aproveitamento, mas só tinha conseguido jogar bem mesmo na goleada de 7 a 0 sobre o Poções. Perdeu na quarta-feira para o Fluminense, em Feira de Santana. Já o Bahia empatou o primeiro jogo, mas ganhou os quatro seguintes e é o único invicto. Tem um jogo a menos e se vencer domingo assume a liderança. No meio de semana, deu 6 a 0 no Atlético de Alagoinhas, no estádio de Pituaçu.

É o segundo jogo do estádio depois da reinauguração e no primeiro o Bahia já havia goleado o Ipitanga por 4 a 0. A torcida do Bahia está em uma empolgação só. Primeiro, porque passou o ano todo com o time jogando fora de Salvador. No ano inteiro, só jogou dois jogos na capital (os dois clássicos, que venceu, no Barradão, por 2 a 0 e 4 a 1). Além do mais, o time está aparentando ter mais qualidade que os dos últimos tempos. O goleiro Marcelo, ex-Corinthians, caiu nas graças da galera com as grandes atuações – até o momento, não sofreu gol com a bola rolando no campeonato, foi vazado apenas em duas cobranças de pênalti. Os laterais Patrício e Rubens Cardoso ainda não parecem 100%, mas já fizeram gols e ótimos cruzamentos. O zagueiro Nen, ex-Palmeiras e Atlético-MG, veio para arrumar a cozinha tricolor e dá tranquilidade pra quem joga do seu lado, seja Alison ou Rogério. Rogério Correia ainda não estreou. No meio, Leandro Makelele e Elton têm protegido bem a defesa, mas os xodós da hora são os baixinhos Hélton Luiz, ex-Náutico, e Beto, ex-Atlético Mineiro.


O Vitória perdeu muitos destaques da boa campanha do Brasileiro passado, como Willians, Marquinhos, Marcelo Cordeiro, Renan, Leonardo Silva, Dinei, mas segurou alguns como o goleiro Viáfara, o zagueiro Anderson Martins e ainda contou com a volta de Bida, Apodi e Nadson, e com a contratação de jogadores como Cristian, Willian, Rafael Bastos e Washington.
Dois fatores extra-campo também apimentam a rivalidade. É o primeiro clássico desde que Paulo Carneiro, que era presidente do Vitória por muitos anos, foi para o Bahia. E muitos rubro-negros estão mordidos com a migração. Do mesmo modo, a torcida do Vitória anda na bronca com o governador Jaques Wagner, tricolor declarado, que teria mostrado um empenho exagerado na reconstrução do estádio Roberto Santos, de Pituaçu.
É promessa de muita disputa no Barradão, onde o Bahia não perde há seis jogos.

ESCREVEU LEANDRO SILVA

Tags:

  • http://marcozerosfc.zip.net Felipe Ferreira

    Oi Mauro;
    Meu nome é Felipe Ferreira, faço MBA em gestão empresarial na FGV e escrevi um projeto de gestão tanto para administração quanto para o futebol.
    Gostaria que você entrasse no endereço, pois sua experiência ajudaria bastante.
    Endereço: marcozerosfc.zip.net
    Gostaria que indicasse o endereço ao Erich Beting
    Obrigado

  • http://www.coisassobrefutebol.blogspot.com/ Eduardo Penna

    O engraçado, é que na prática esse jogo não vale nada para o campeonato.
    Se classificam 4 para o quadrangular final, e as colocações não dão vatangem a ninguém. Com Vitória e Bahia virtualmente classificados para o quadrangular, esse BaxVi só serve para apimentar a rivalidade e pressionar o time perdedor no decorrer da competição.

  • formigão

    vai ser um classico e tanto amnha bahia 3 a 2 . valeu mauro pela cobertura do ba vi mostrando que não pensa em futebol apenas do sul e sudeste continue assim

  • Maurício

    Mauro,

    o Bavi foi emocionante o glorioso bahia ganhou ( pra variar)…
    fico flz em saber q esta combrindo jogos da bahia, afinal a rivalidade é umas das maiores do brasil, espero que nao pare por aqui, e que vire torcedor do bahia…

    abraços

  • Júlio César Ferreira

    Assistimos um novo BAvi um BAvi de novas filosofias, de novas idéias aparentemente sem os velhos personagens, um BAvi com um novo Bahia
    valeu a cobertura.