Vasco 3 x 1 Duque de Caxias

por Mauro Beting em 01.fev.2009 às 18:05h

ESCREVE ANDRÉ ROCHA

http://blogs.abril.com.br/futebolearte

O novo Vasco cresce quando Carlos Alberto vai bem. No primeiro tempo, com o meia-atacante aceso, mesmo com o sol forte em São Januário, o time cruzmaltino foi mais envolvente no ataque e o camisa 9 marcou dois gols: um dividindo com o zagueiro do Duque de Caxias após cruzamento de Alex Teixeira, impedido, e outro em cobrança de pênalti discutível sobre Rodrigo Pimpão. O período de domínio só não foi mais produtivo porque a defesa vascaína voltou a vacilar pelo lado direito e permitiu que Alan cruzasse e Edivaldo, após falha grosseira de Amaral, marcasse para o Duque de Caxias.

Na segunda etapa, mais recuado fazendo a armação para que Alex Teixeira, depois Faioli, fizesse companhia na frente a Pimpão, que deu lugar a Élton, Carlos Alberto caiu de produção e, para compensar a pouca inspiração, começou a correr demais e fazer muitas faltas. Em uma delas, recebeu o terceiro cartão amarelo em sua terceira partida e está fora do jogo contra o Resende, em Volta Redonda. Típico Carlos Alberto.

A boa notícia para Dorival Jr. é que sua equipe melhora com o bom futebol de sua maior estrela, mas não depende tanto dela para render em campo. O treinador tem insistido com uma formação base que, mesmo com algumas deficiências, vem apresentando organização e um bom padrão tático. Nilton, apesar de fazer muitas faltas, melhorou a pegada no meio-campo e marcou mais um gol. Além disso, o time já consegue fazer ultrapassagens pelas laterais e dar mais velocidade na transição do meio com o ataque. Mesmo considerando a fragilidade dos adversários, é fato que o Vasco progrediu.

ESCREVEU ANDRÉ ROCHA

Tags:

  • Ricardo

    Caro Mauro,

    Gostaria que você corrigisse seus comentários nos seguintes trechos:
    1- O Alex Teixeira não estava impedido no lance do primeiro gol. É rever o replay e observar que quando há o passe inicial do Carlos Alberto, ele está na mesma linha do zagueiro (isso se não estiver um pouco atrás). O que pode confundir um pouco o lance foi que o zagueiro (bisonhamente) tentou chutar a bola pra frente e furou sobrando para o Alex Teixeira. Nesse toque do zagueiro adversário sim o Alex está adiantado, porém não existe impedimento quando o toque sai do time adversário. Isso diz a regra do futebol. Reveja o lance e depois de sua opinião.
    2- O lance do pênalti no Pimpão não tem discussão e nem dificuldade alguma pra ser validado. Ele só pulou pra não quebrar a perna e, graças a esta entrada violenta do goleiro, ele não pode alcançar a bola e fazer o gol.

    Dois lances claríssimos e que não deixam nenhuma dúvida.

    Não aceito e, com toda admiração que tenho por seu trabalho, gostaria que você corrigisse seu comentário.
    Porque depois dirão que o Vasco foi tão beneficiado quanto o Flamengo e o Botafogo neste campeonato. O que não é verdade.

    Atenciosamente,
    Ricardo