U(má) imagem vale mais que mil palavras

por Mauro Beting em 28.jan.2009 às 11:00h

Não estava na boate com Robinho. E não interessa o que aconteceu, se ocorreu. Não interessa, claro, a nós, sapos fora desse brejo.

Não estava na Gaviões e/ou na balada com Ronaldo. Quem estava na sede da torcida – o presidente do clube, em campanha eleitoral, e apreciador do samba -, pode dizer alguma coisa.

Não é o ideal. Não é o meio para o profissional. Mas a pessoa física (mais física que pessoa no caso de um atleta), apreciando com moderação, dormindo na cama (e não na grama), pode dar uma badaladas sem abalos.

Só precisa ser tão esperto fora de campo quanto é dentro dele.

Tags:

  • Bruno de Lucena Barão

    Ola Mauro sou um fã do seu trabalho , eu acho q uma balada para os jogadores mais famosos como no caso Ronaldo , Robinho,sempre tem mais exageros por parte da midia,e eles sabem disso mas não procuram remediar
    isso eles ja devem estar cansados de saber se eles absarem na balada os jornais vão publicar mais do que eles fizeram.
    No caso do Ronaldo certamente ele foi envolvido numa jogada politica,presidende Andres para ce reeleger , Gaviões perto do carnaval
    faz a alegria da massa e esse jogo de aparencias q ele entrou des que chegou no corinthians nao dara muito falatorio se ele vender camisas para o clube.
    Ja Robinho esta acabando com a carreira dele aos poucos ,talvez frustação por não ter chegado aonde ele queria ser o melhor do mundo,
    porque sera ne?

    ESPERO QUE LEIA MAURO LEIO TODAS AS SUAS COLUNAS E COMO JA DISSE SOU SEU FA , DESCULPE OS ERROS DE PORTUGUES.