Dia do professor

por Mauro Beting em 25.jan.2009 às 15:22h

Para que elogiar o professor Belluzzo?

Como jornalista, é dever de ofício. Como cidadão, é mera constatação. Como palmeirense, é pleonasmo.

Como o clube que merece dirigir, é um vencedor. Como craque do time, carrega algumas malas nada moles para a eleição. Gente que quase quebrou o clube com práticas paleozóicas, uns que mudam de ideia e ideais como a oposição muda de discurso, um presidente que tentou emular mulas que empacaram o clube…

Mas faz parte da política tabelar com craques e bagres. Da política com p minúsculo, que mesmo um Palmeiras maiúsculo como o candidato precisa fazer.

O professor que ajudou a trazer o novo rico patrocinador. Como ele já havia feito com o anterior. Como dera o visto para o setor mais visado do estádio. Como ajudara a trazer o parceiro dos tempos áureos de vacas gordas (ainda que com alguns sapos gordos enterrados para emperrar os negócios, nos anos 90). Como fez o meio-campo para a parceira que montou o elenco campeão paulista em 2008. Como alicerçou a base para a construtora do novo Palestra. Tão arrojado e moderno como o mandato que pretende fazer.

O oposicionista também é um grande palmeirense. Bem intencionado. Gosta de futebol. Parece tão bom que até nem é o candidato ideal do ex-sultão que insultou a história do time em 13 anos de trevas. Mas, que pena!, o oposicionista não é o Belluzzo. Ele é apenas bom. Barato. E o bom e o barato, o palmeirense sabe, é péssimo. É caro. É passado.

O presente está nas mãos dos que votarão na segunda-feira por um clube de primeira. É tão clara a melhor opção que nem precisaria estar escrevendo tudo isso para desejar que Belluzzo Obama, ops, que o professor seja tudo aquilo que ele tem sido pelo clube. Como o novo presidente dos EUA, o da SEP pode até decepcionar todos que o aplaudem cega e surdamente – mas não burramente. Como o professor norte-americano, no mínimo o futuro presidente deverá ser muito melhor que todos que passaram pelo cargo nos últimos anos.

Sim. O Palmeiras pode. O Palmeiras deve para o clube e para Belluzzo um presidente como ele.

Tags:

  • Adelino Carlos Gaspar

    Mauro e Palmeirenses, espero que o conselho do palmeiras se ilumine e vote no Professor Belluzzo para Presidente. O Palmeiras é com certeza o time mais perseguido pela nossa imprensinha, que continua com um preconceito contra nosso clube que já esta se tornando secular. Temos uma grande oportunidade de nos tornamos o maior clube do Brasil, tenho certeza que a eleição do Professor Belluzzo é o inicio dessa nova arrancada heróica.O Professor Belluzzo com toda essa espectativa, será o presidente mais cobrado e perseguido pela imprensa na história do nosso futebol, e isso me da mais confiança em seu trabalho. É verdade que jornalistas mostram apoio para sua canditatura, mais isso não me ilude. Imprenssinha mal formada e mal informada, vão estudar.

  • Hugo Albuquerque

    Mauro,

    O Palmeiras precisa, já há anos, de uma reforma administrativa muito ampla. Tem de se fortalecer como clube. Veja o quanto descemos nos anos 80 e apenas nos recuperamos via Parmalat, depois vieram mais alguns anos de ostracismo e agora novamente com uma parceira pudemos ter um time competitivo. O fato é que o Palmeiras precisa de mais do que isso e eu creio que o Beluzzo é um dos pouco nomes capazes de realizar isso ali dentro – não que vá ser fácil.

  • Paulo

    O Palmeiras e sua Modernidade – Uma semana de vanguarda. Na segunda-feira, 26 de janeiro, o Palmeiras escolhe seu novo presidente. De um lado, o candidato Roberto Frizzo que não esconde o auxílio recebido pelo ex-presidente Mustaphá Contursi, aquele que vendeu, o na época artilheiro Vagner Love para o exterior por uma ninharia. Do outro, Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo, economista de sucesso e atual diretor de planejamento do clube. Aliado do vice-presidente atuante e renovador, Gilberto Cipullo. De um lado, o arcaísmo e do outro, a modernidade. A chapa Frizzo/ Mustaphá (oposição) condena o estabelecimento de parcerias para ajudar o departamento de futebol e acusa a atual administração de gerir mal, o orçamento e as finanças do clube. Enquanto a chapa Luiz Belluzzo/ Cipullo (situação) defende a manutenção do técnico atual e da realização de eventuais parcerias, sempre que necessário e sem nenhum tipo de preconceito para o fortalecimento do time de futebol. Gente que efetivamente encerrou um jejum de títulos em 1993 e outro agora em 2008. Talvez seja por isso, que tenham tantos críticos dentro da imprensa dita “especializada” e que reage tão facilmente a estímulos forjados por lobbys externos nem sempre tão transparentes e louváveis.
    Em campo e em tempo, a segunda vitória no Paulistão contra o Mogi Mirim (no sábado 24 de janeiro), com dois gols do artilheiro estreante Keirisson, dá tranquilidade para que se pense novamente no real significado de um Palmeiras vencedor. Na quinta-feira, 29, o time de Luxemburgo enfrenta o Real Potosi da Bolívia, no Palestra Itália, pela pré-Libertadores, em partida alto risco, já que se não tiver um bom resultado, pode ficar de fora da mais importante competição do continente. O melhor seria que tivessemos então, no resultado da eleição, uma feliz convivência e convergência, entre a atual juventude que se vê no time de futebol nos gramados e a modernidade de pensamento fora dele. Uma filosofia aplicada na prática do cotidiano e que fará um Palmeiras mais forte em todas as competições que vier a disputar a partir de 2009.

  • Rodrigo

    Mauro,
    Como sempre, é impossivel descordar de voce. Afinal, vc é mais um dos palmeirenses com pensamento inovador, que prima pela instituicao em primeiro lugar, fazendo com que ela possa crescer e ser grande como é. Precisamos realmente de alguem capacitado, com visao de futuro, que busca manter as financas em ordem sem deixar de montar elencos fortes para a busca de titulos e que entende que o clube esta acima das pessoas.
    Forza verdao! Essa noite pode representar uma mudanca decisiva para a nacao verde! E vamos, quem sabe, poder comemorar esse passo adiante tres dias depois, com uma vitoria mais que fundamental na noite de quinta feira.
    Grande abraco!

  • http://www.google.com.br bia

    que xato esse dia minha pro é uma merda da quelas

  • http://aula Gessica

    minha proessora atepassares não era boa para mim mas sim para os outros e eu Gessica soares dos Santos Marxximelo perreira ,
    era a aluna nova na escola e hoje a professora ta mais boazinha do que antes que ela era e a minha profª que me aprontou isso é a Marlennye…