logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo, Pedro Scapin e Thiago Bicego

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Bullara e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes

The One I Love | Blog Mauro Beting
logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo, Pedro Scapin e Thiago Bicego

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Bullara e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes


The One I Love

por Mauro Beting em 11.nov.2008 às 3:48h


This one goes out to the one I love.

Este post vai para uma das bandas top 10 dos meus 36 anos de rock & roll. (E se você não gosra disso, não perca o seu tempo)

Porque eu ganhei o meu: acabo de chegar do show em São Paulo do R.E.M.
Há 27 anos gravando, há 23 anos fazendo minhas sonoras trilhas.

Com quatro amigos da mesma data, pulamos feito os tantos jovens que sabiam todas as letras dos últimos 14 anos do R.E.M. Algumas que mal conheço o refrão.

Quando a banda de Athens atacou oldies but goodies dos primeiros excepcionais LPs (sim, os CDs ainda eram incipientes), eu e poucos descabelados e destelhados cantavam os detalhes. Para o silêncio reverente dos mais jovens.

Para quem não foi, vá.
Ou tente ver tudo que os ainda mais vovôs que eu sabem fazer no palco, tudo que eles nos deixaram mais ricos desde 1981.

Mas vá com o espírito armado e amado.
Esqueça as diferenças de idade. Curta suas preferidas sem ouvir este vovô chato que parece só gostar do R.E.M. até, digamos, 1994, até “Monster” – o CD.

Se você é um jovem que ouve o R.E.M deste século, tudo bem. Vá ouvir algumas 187 canções piores que as da minha juventude. Mas ainda superiores a muita das coisas lançadas nos últimos minutos.

Vá e esqueça este velho.

Porque estou fazendo com este show tudo que me irrita dos meus caríssimos colegas de ofício que só parecem gostar do que já foi, do que não tem volta – mesmo tendo sido brilhante, mesmo tendo sido realmente melhor.

Vá e se divirta com algumas das cinco boas novas canções do “Accelerate”, novo CD.
“Hollow Man”, por exemplo, é muito boa, e funcionou bem demais no show. “Bad Day”, de 2003, idem. “Ignoreland” ganhou no palco o peso que – para mim – não tinha, mesmo sendo das antigas – 1992.

A menina ao lado que cantava todas as últimas de cor e salteado, ficou quieta na maravilhosa rendição de “Rockville”, do segundo álbum.

Conflito de gerações.

Da minha turma que trocaria quase todas as novas por “Perfect Circle”, “Radio Free Europe”, “Sitting Still”, “Shaking Through” (todas do debut “Murmur”, de 1983), “So. Central Rain” e “Harborcoat”, do “Reckoning”, de 1984.

E mais “Superman”, “The Flowers of Guatemala” e “I Believe”; e “Hairshirt”, “Get Up” e “Stand”; e “Me in Honey”, “Country Feedback” e “Half a Word Away”; e “Nightswimming”, “The Sidewinder Sleeps Tonight” e “Find The River”; e “I Walked with a Zombie”; e “Strange Currencies”; e “New Test Lepper” e “Be Mine”; e “At My Most Beautiful”;

E mais tantas que não couberam.
Porque o R.E.M. não é banda para agradar comercialmente. Eles gostam de ousar. De tocar o que para eles interessa – por mais que tenham feito um show para qualquer fã, de qualquer idade.

Eles só concederam quando tocaram “Losing My Religion” como se fosse, de fato, “Automatic for the People”. No mais, suaram a camisa.

E borraram minha visão com “Fall on Me”.
A mais bela e concisa balada da banda para este que vos tecla e que, honestamente, não esperava ouvi-la algiuma vez na vida.

Foi a quarta canção.

E, para mim, a noite estava ganha. Para não dizer o ano.

Coisa de velho bobo e babão. Sei.

Mas é só pra provar que aquela que amo brilhou a noite como “The One I Love” botou FIIIIIIIIRE! no Via Funchal.

Só para provar que (ainda) não é o fim do mundo, como urramos no clássico de 1987 que chacoalhou o planeta.
Mas que todos nós sentimos “Fine”.

  • Rodrigo Cardozo

    BELO TEXTO, MAURO BETING.
    SOU FÃ INCONDICIONAL DO R.E.M.
    ABRAÇO!

  • André Rocha

    Boa! Ótima! Música em blogs de futebol é o que há! Hehehe

  • João Paulo Tozo

    ahahahahahahha..sensacional, Mauro! REM não está no meu top 10, mas não está no meu. Certamente está no top 10 de todos os tempos e bicho, somando a perda desse show ao do JMC no último fds, só não termino 2008 no preju sonoro pq tive a sorte de ver no mesmo ano 2 das bandas da minha vida, Interpol e Muse e ainda verei Cyndi Lauper, essa mais por imposição da namorada, mas admito que relembrar minha infância está me deixando ansioso.

    Belo post, Maurão! Queremos especial do REM em sua próxima disco…rsss

    abração!

  • LUCAS

    O QUE ISSO TEM A VER COM O FUTEBOL? TALVEZ ESTÁ TENTANDO A ELIMINAÇÃO DO SEU TIME NO BRASILEIRÃO.

    ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
    MAURO BETING RESPONDE
    Lucas, se você não leu ou não entendeu, uma pena.
    Se você acha que a gente só escreve com o coração, aí você está ainda mais certo.

  • Lanceiro Negro Tricolor

    Mauro! R.E.M. não está entre minhas top ten bandas,mas gosto de quem faz um R&R honesto como esses tios aí fazem.Teu comentário me faz lembrar um outro jornalista aqui do sul(Ribeiro Neto.Conheces?)também apaixonado por R&R e fâ do U2. Duvido que tenha alguém mais apaixonado no mundo pelo U2 que Ribeiro Neto.O cara tem tudo deles.Mas , minha preferida continua sendo os vovôs The Rolling Stones,que tive o prazer de assistí-los no Brixton,em Londres.Que show,meu amigo!!!

  • Luiz Fernando

    Porra Mauro, além de o melhor comentarista de futebol, tem um ótimo bom gosto, só não 100% pelo time que torce, hehehhe, mesmo assim, parabéns.
    Cara, R.E.M. é um dos sons que embalou (e embala) meus “rolês” de skate e surf nestes últimos 20 anos, sendo que, como vc, prefiro a primeira fase, mais rock e bem underground, principalmente a fase anterior ao “GREEN”, sendo este álbum, pra mim, o melhor de todos, com a minha música preferida “Orange Crush” (uma de minhas trilhas sonoras da vida).
    Parabéns pelo post.
    Segura o Timão em 2009, o terror tá de volta!

  • Eduardo Miyagawa

    Inveja é a palavra.

    Um dos dois shows que eu faço questão de ver (o outro é do blur), imagino a loucura que deve ser berrar junto do Stipe ao som de “It´s the end…”.

    Nossa… imagina se tivessem tocado “find the river”, acho que ia ter um monte de tiozão chorando feito emos.

    REM pro rock é que nem o Delpi pra Juve, Totti para Roma, Gerrard pro Liverpool, Marcão e Ceni para Palmeiras e SPFC. Amor a camisa, integridade e regularidade.

  • Paulo Torres

    Fui a dois shows dessa turnê, ambos sensacionais, com musicas antigas e musicas do album mais recente se confundindo.

    Quanto a “Bad Day”, na verdade, é uma musica dos primórdios da banda, é um lado B do Reckoning ou do Fables. Ganhou uma recauchutada e foi finalmente lançada oficialmente na coletânea de 2004. E ao vivo se torna uma das melhores músicas do REM – na minha opinião, ao lado de Kenneth, Man On The Moon e The One I Love.

  • Carlos

    Cara, mas tu tens um ótimo gosto musical, viu…

    Abração

  • Roberto Ribeiro da Costa

    MAURO BETING, VÁ LAMBER SABÃO, SEU TIME TOMA UMA SOVA DO GREMIO E VC VEM FALAR DE SHOW DO R.E.M.
    CARAMBA, VC É UMA DECEPÇÃO.
    DEVE ESTAR POIS VC FALOU QUE DIFICILMENTE O GREMIO GANHARIA NO CHIQUEIRÃO.
    ALIÁS, QUEM É O TIME QUE MAIS AMARELA EM CASA .
    É CLARO QUE É O PORCO ROSA.

  • Paulo H.

    Quero ler comentários de futebol!!

    ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
    MAURO BETING RESPONDE
    Paulo,
    eu também quero escrever.
    Mas entenda que o texto fala um pouco do que sentimos com a passagem do tempo de jogo.

  • Gustavo Henrique

    E eu aqui em São luís – MA e um rockeiro de primeira… mas babando pra querer ver o R.E.M botando pra quebrar!
    Em meus 27 anos de idade, e porque não 27 de puro rock, já que meu pai me botava pra ouvir seus pink floyds, leds zeppelins, etc quando bebê… e pra homenagear tudo isso, e como adoro o R.E.M das antigueiras, boto pra ti a porradeira WHAT´S THE FREQUENCY, KENNETH? pra homenagear o show de ontem.
    aahhh como eu queria ter ido!

  • Noel Borges de Carvalho

    Fico muito feliz por você, Mauro, mas muito, muito triste – eternamente triste – mesmo pelos que, por estarem fora do “eixo cultural” do Brasil não poderiam mesmo estar lá contigo no show do R.E.M. Como eu, a propósito. Tenho 41 e ouço o R.E.M. desde sempre.

    Esta é, portanto, ainda que possivelmente sem nenhum eco, uma sonora nota de protesto. É claro que Stipe e companhia nada têm – a princípio – a ver com isso, mas essa lógica (que é planetária, diga-se de passagem) só nos deixa com um misto de empatia diante de sortudos como você e profunda mágoa por constatar que quem não está “no eixo” terá de contatar-se com os LPs, CDs, DVDs e um sonho que jamais (?) será realizado.

    É a lógica do capital que determina que apenas São Paulo, Rio de Janeiro e, no máximo, Porto Alegre, Belo Horizonte e, talvez, Curitiba recebam shows desse porte.

    Mas também é a “lógica” dos empresários que enxergam, por exemplo, minha terra, a Bahia, como um “destino impossível” para uma banda como o R.E.M. em função de questões muito mal explicadas a propósito, algumas bem canhestras como, em “nosso” caso regional uma suposta repulsa ao rock. Essa premissa é falsa, criminosa. Cansei disso.

    Destilarei, assim, meu ódio eterno para esses que são mercadores de tudo, sobretudo mercadores de consciências.

  • CHRISTIANO OLIVEIRA – BH

    Cara, que privilégio… Estranho mesmo estando em BH como que esses shows nem passam perto daqui. Triste, muito triste.

    Apesar de meus 31 anos completados na última sexta, sou MUITO fã do REM, tive LPs da banda e fiquei surpreso de saber que eles tinham trabalho e turnê novas… Sim, surpreso, porque REM é uma banda que DESAPARECEU das rádios pelos lados de MG. Aqui é só Hip Hop e bandinhas Emo…

    PS: Ô povo chato… que custa falar de um show dos mais fodásticos do mundo em detrimento de chover no molhado com futebol??? REM merece!!!

  • Homero

    Mauro
    O que você achou da nova tabela que o globoesporte.com fez sobre como “seria” a tabela sem os erros de arbitragem ?? fico com a sua análice
    Abraço…

  • ai mauro, ta fazendo sucesso o teu bota teima hein… globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/Brasileirao
    /Serie_A/0,,MUL853829-9827,00-NUM+BRASILEIRAO+SEM+ERROS+DE+A
    RBITRAGEM+GREMIO+ASSUMIRIA+A+LIDERANCA . html

  • José Donizete

    Quando ouço R.E.M. confesso que me dá uma vontade de imediatamente, fazer uma limpeza auditiva. Para tanto, vou nos meus favoritos e seleciono algumas coisas como: Procol Harum, ELO (Eletronic Light Orchestra), Mungo Jerry, The Who, Shocking Blue, The Doors, The Shuffels e aí sim, fico em paz com meus ouvidos. Só para não perder a oportunidade, devemos lamentar demais a morte da grande Miriam Makeba, ontem após uma apresentação na Itália. Chamada “mamma afríca”, lutou bravamente contra o segregação racial e contra os preconceitos pelo mundo afora. Foi cantar “pata pata” no céu.

    ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
    MAURO BETING RESPONDE:
    José Donizete, concordo com praticamente todas as suas bandas listadas,
    e com a grande madame Makeba.

  • Lara

    Mauro, EU TBM ESTAVA LÁ!!!

  • Lara

    Mauro, estive lá, pulei com novas e oldies e confesso q ia embora um pouco cabisbaixa por nao ter ouvido Nightswimming, uma favorita pessoal, mas Man on the moon tirou um pouco desse gostinho amargo!!

    Ja era fa do Blag e agora muito mais!!

  • Sylvio Andrade

    E o Mauro de Peruca, com seus amigos cantando Shiny Happy People Holding Hands. Que cena!

    ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
    MAURO BETING RESPONDE:
    Sylvio,
    hahahahahah, muito boa!
    Mas, de fato, nem Michael Stipe gosta da infeliz canção.
    Ou alegre até demais.
    Grande abraço, e valeu pelo humor.

  • Danilo Abdala

    Caro MAuro, me desculpe pelo comentário fora do assunto do post, mas hj acordei e ví uma reportagem que me deixou revoltado. Em uma atitude pioneira e com um posicionamento louvável, vc instituiu o “Bota-Teima”, rodada por rodada, o que, além de sua imparcialidade, a periodicidade das postagens aufere verossimilhança aos fatos. Ocorre que, muito infelizmente, a globoesporte.com depois de 34 rodadas resolveu fazer o seu “bota-teima”, gerando resultados completamente diferentes dos seus e, a meu ver, com forte carga tendenciosa a prejudicar uns e beneficiar outros. E só posso interpretar dessa forma, já que, tenho certeza, eles possuem profissionais e recursos suficientemente capazes de fazer uma análise idônea. Se não viu, dê uma olhadinha. De qualquer forma, fica aqui meu protesto e o desejo de que o jornalismo se faça mais de jornalistas e menos de torcedores.

  • Rodrigo

    Grande show! E hoje tem mais!

    Mauro, pode confessar que voce estava meio perdido em frente ao Via Funchal com sua camiseta da Inter de Milão! Ficava olhando pros lados, procurando alguem, pelo jeito seus amigos te deram um belo chá de cadeira!

  • demétrio godoy

    e aê mauro, curto rock, já gostei de R.E.M mas vc não acha que é sacanagem pagar caro prá ver um artista que já deu o que tinha que dar, ganhou dinheiro a rodo, lá fora nem faz tantos shows assim, e agora vive no terceiro mundo fazendo shows por aí prá garantir a renda milionária deles…….depois de um tempo parei de ouvir esses roqueiros que começaram com atitude e agora só se mantém pq o terceiro mundo paga por isso ainda, já que viu poucos shows dessas bandas, foi assim com deep purple que era banda de estádio e aqui no brasil de tanto tocar prá ganhar uns trocados fez show em lugares caidíssimos, além de outras milhares de bandas que vivem fazendo isso…..aí eu pergunto, vc paga 100 pila prá ver R.E.M e não paga 15, 20 pila prá ver uma banda nacional despontando, não digo essas de rádio fm, mas outras várias que surgem aos montes todos os dias querendo um dia ser o R.E.M mas nunca serão ainda mais no Brasil, já que nossa cultura é americanizada…….só damos valor pro que os gringos aprovam……até nossas próprias criaçãos precisam de aprovação gringa prá depois serem aprovadas por aqui……pena que tanto jornalistas esportivos quanto os musicais continuam dando mais espaço pros dinossauros…….fico mais decepcionado ainda com o meio quando ainda por cima vejo uma coluna sobre R.E.M numa coluna esportiva…mas não vejo nunca ninguém comentar sobre uma banda nova, ou um show de banda independente que foram assistir. O próprio Mario Vcleck (sei lá como escreve) o blogueiro da página de formula 1 do lance, ele mesmo tem uma banda independente que não foi prá frente e não irá, pq ele mesmo segue o exemplo de todos os outros profissionais do meio dele, quando usa referências musicais usa de dinossauros, gente que já encheu o c…..de dinheiro……que não precisa de mais espaço……..abraços….como colunista de esportes vc é ótimo…flsw

    ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
    MAURO BETING RESPONDE:
    Demétrio,
    meu texto também é um pouco mea culpa a respeito. choque de idades, eras ou gerações.
    somos todos mais ou menos assim. bom era o passado; tudo, hoje, não passa de porcaria.
    quando o R.E.M. iniciou, ótimo era o Big Star (e eutambém adoro); quando o Big Star iniciou, era o Byrds. Era Buddy Holly. Era Caim, antes de matar Abel, que deveria ser do cacete…
    é assim mesmo.
    mas, confesso, meus velhos ouvidos velhos andam surdos demais ou têm ouvido poucas coisas novas boas.
    e para um cara que desde 1986 espera a vida do R.E.M. (EM 2001, NO ROCK IN RIO, EU ESTAVA EM RIOBAMBA, EQUADOR, COMENTANDO VENEZUELA X EQUADOR, PELO SUB-20…, COM O INGRESSO DO SHOW DO ROCK IN RIO NA CARTEIRA…), entenda a minha emoção.

  • Alessandro

    MAuro vc está coberto de razão, o show do REM é sensacional, é uma das melhores e maiores banda de rock da historia, pena que não temos mais bandas que toquem como eles, afinal as gravadoras optam pelos lixos comerciais. Abraços

  • Gabriel Lucas Scardini Barros

    Mauro,

    O R.E.M. é sensacional, e consegue ser mais sensacional ao vivo.

    Conhecia a banda por ter cantado várias vezes “losing my religion”, nas aulinhas de inglês, e era com esse espirito que ia no show deles no Rock in Rio 2001.

    Mas como por passe de mágica, a namorada do meu primo encontrou no banheiro um calhamaço com várias letras de R.E.M.

    E nos intervalos do show recebi uma aula desse meu primo, que curtia o R.E.M. na mesma época que você.

    Enfim, foi um show sensacional e o fim do mundo como eu conhecia, pois havia me tornado um fã do R.E.M.

  • Fernando Souza

    Rockville foi a surpresa.
    Hj tem mais

  • leandro

    Achei interessante um comentário aqui que não seja sobre futebol. Reclamaram aqui também ” Quero ler comentários de futebol! ” Ora, tem vários comentários em vários Blogs sobre futebol. Idiota de quem fica lendo o que não quer.

  • Andrea

    Eu fui! Show lindo! Ganhei a noite só por ter ouvido Fall on Me e terminar com Man on the Moon. D+.
    Ah, se você não tem o Accelerate deveria comprar correndo! Ótimo CD.
    Abç.

  • Eros Silva

    Só os apaixonados pelo rock n´roll são capazes de escrever com os olhos embargados.
    Belo post.
    Faltou “World Leader Pretend”.

  • Sylvio Andrade

    Boa, Mauro! Não sabia que eles não gostavam de Shinny Happy People – a Noviça Rebelde dos anos 90. Deve ter faltado It´s the end of the World, uma boa canção, pouco executada por eles ao vivo e difícil de interpretar. Valeu pelo humor e pela simpática resposta.

  • http://www.operationsports.com/BuyLevitraOnline/ buy levitra online

    aparna creativeness violator haderabad leash roberts lands neglected retrospect perception centric defenders

  • http://www.healthcentral.com/allergy/c/196725/profile Xanax buy online

    warrant gratitude sympathetic bailiff dump groupswill deiuhfonskh hesitating healthinfo implements catalog arbidol

  • http://www.qbn.com/BuyAmbien Ambien buy

    bigger manas instytut blenheim multilayer outline resolution twenty optometrists pmopening residual

  • http://www.qbn.com/BuyValiumOnline Valium no rx

    synchron winyard yadavb lewgu trends ojsc well indexed chaudharymca letting large

  • http://www.cmh.pitt.edu/Forum/ShowPost.aspx?PostID=497 Valium buy

    ultimately optimizing prison metadatafor mason intentions arguments incumbent slip arty gastrid

  • http://www.qbn.com/BuyCialisMedication Cialis medication

    pacific vendors notions twomey mount blockbuster germanyemail hurdle insure incitement tactile

  • http://www.playlist.com/blog/entry/12447800835 Ativan no rx

    sounded contacts excavations practically kapooren natalie enrolment banjo verdanau endeavour sale

  • http://collaborationproject.org/display/~valium Valium overnight

    ironed seals charak documentary images exercises easing splices cancore adaptive gender

  • http://www.qbn.com/BuySomaOnline/ Buy Soma

    strikes newtopianism captioning lapkyu doug wedo centerfree asia locating lighthouse wolcott

  • http://www.qbn.com/BuyLevitraOnline/ Buy Levitra

    ivax gibson reviewer acknowledged doxium craigs recommend redefines output ellipses artsah

  • http://www.krop.com/fioricet Buy Fioricet

    summoning infinitely roadshows bowling pack regions roles protein planted messaging markar

  • http://www.krop.com/valium Valium Online

    beers demands rounds outline unbelievable claimant casa overdrive hkfo mendoza calc

  • http://www.krop.com/cialis Buy Cialis Online

    omitted corruption jonathan regulation cookies quotient accidentally essays contributing chronicles moors

  • http://www.krop.com/viagra Buy Viagra Online

    female zetoc hardest complains austrades obtained pose very blogis quotations socialist

  • http://www.krop.com/ativan Buy Ativan Online

    each robotized fallow recitation sued triggs headline approved bruce goulven whereas

  • http://www.wikipatterns.com/display/~ambienl45gv Buy Ambien

    study jogging ivax drain unseen posteriori harassment compensated appoint disorders celebrations

  • http://www.wikipatterns.com/display/~cialis0l67 Buy Cialis Online

    maternity telephones faults strange handling datavfc dangling assesses froglog recognizes classifiers

  • http://www.qbn.com/Buy_Cialis_Safe Buy Cialis Online

    skeleton user brighton stabilise switch unifying driven unreliable respected refocus kumarparmeet

  • http://www.wikipatterns.com/display/~lennellhood Buy Ambien

    initiated embargoed engines handling measure persisted auditory tilt barry simulation consulting

  • http://udig.refractions.net/confluence/display/~valiumonline Valium Online

    stereo icts veterans falling nela upwards rolls ncam geertz retinopathy forgiven