logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo, Pedro Scapin e Thiago Bicego

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Bullara e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes

Fluminense 0 x 1 Vasco | Blog Mauro Beting
logo lance
undo
Nacionais
Internacionais

BlogsL!

Colunistas

2 Pontos

por Rodrigo Borges e Fabio Chiorino

Blog da L!TV

Vídeos

Blog do Baldini

por Wilson Baldini

Blog do Bechler

por Marcelo Bechler

Blog do Kfouri

por André Kfouri

Blog do Garone

por André Schmidt

Blog do Gui Gomes

por Guilherme Gomes

Blog do Guilherme de Paula

por Guilherme de Paula

Blog do Janca

por João Carlos Assumpção

Blog do Mansell

por Eduardo Mansell

Blog do Marra

por Mário Marra

Blog do Salata

por Thiago Salata

Blog do Tironi

por Eduardo Tironi

Bulla na Rede

por Rafael Bullara

Crônicas do Morumbi

por Ricardo Flaitt

De Prima

por Fábio Suzuki e Igor Siqueira

Em Cima do Lance

por Bernardo Cruz e Igor Siqueira

Fora de Campo

O dia-a-dia dos atletas

Futebol & Ficção

por Valdomiro Neto

Futebol na Terrinha

por Thiago Correia

Gol de Canela FC

por Jonathan Oliveira

Humor Esportivo

Trollagem e zoação

Laguna Olímpico

por Marcelo Laguna

Lance! Livre

por Lucas Pastore

Made in USA

por Thiago Perdigão

Marketing & Economia da Bola

por Amir Somoggi

Números da Bola

por André Schmidt

O Mundo é Uma Bola

por Leonardo Pereira e Luiza Sá

Papo com Boleiro

por Luiz Otávio Abrantes

Planeta Fut

por Luiz Augusto Veloso

Press Start

por Lazlo Dalfovo, Pedro Scapin e Thiago Bicego

Quem Não Sonhou?

por Gabriel Carneiro

Saque

por Daniel Bortoletto

Segunda Pele

por Leonardo Martins, Rafael Bullara e Vinícius Perazzini

Super-Raio X

por Alexandre Guariglia

Tênis

por Fabrizio Gallas

Clubes

Doentes


Fluminense 0 x 1 Vasco

por Mauro Beting em 03.nov.2008 às 12:32h


O Tricolor ainda vai se salvar. Tem mostrado consistência para tanto.
O Vasco tem brigado para escapar. Não é e não será um time para lembrar. Mas luta. Como luta.


MELHOR ESCREVE ANDRÉ ROCHA
(http://blogs.abril.com.br/futebolearte)


Em partida equilibrada e com bom público, o Vasco lutou demais para compensar a desvantagem técnica contra um Flu mais organizado e trabalhando a bola esperando o momento certo de matar o jogo. No duelo tático dos treinadores, o vascaíno foi mais feliz nas substituições e o gol de Wagner Diniz definiu a fundamental vitória em rodada favorável para as equipes na zona de rebaixamento.

O primeiro tempo foi de fraco nível técnico, com o Flu tocando a bola sem objetividade e novamente congestionando seu lado direito com quatro jogadores pelo setor, facilitando a marcação adversária. O Vasco tentava organizar os contragolpes com rapidez, mas Alan Kardec não conseguia dar seqüência às jogadas como pivô. Com Alex Teixeira e Madson encaixotados pela boa marcação de Wellington Monteiro e Fabinho, o Tricolor foi ligeiramente superior e teve as oportunidades mais claras.

A segunda etapa foi mais equilibrada. Eduardo Ratinho, que substituiu Carlinhos no intervalo, obrigou Rafael a fazer boa defesa em sua primeira jogada, logo no primeiro minuto. Dois minutos depois, Alex Teixeira lançou Wagner Diniz, que sofreu pênalti de Júnior César. Mas Simon considerou o histórico do ala vascaíno e não marcou. O jogo continuou igual, com o Vasco tentando acelerar o jogo e o Flu mais bem distribuído, com Everton Santos procurando a esquerda e abrindo espaços para Arouca penetrar pelo lado oposto.

Foi nas mexidas dos treinadores que o jogo se decidiu. Enquanto René Simões tirou Fabinho e colocou Ciel na tentativa de matar a sobra vascaína e ter mais gente na área do adversário, Renato Gaúcho trocou Kardec por Pinilla para dar mais agilidade ao ataque.

Com liberdade no meio-campo e um atacante de mais movimentação, o Vasco cresceu e conseguiu seu gol em cruzamento de Madson pela direita que Alex Teixeira disputou com a zaga e a bola sobrou para Wagner Diniz apenas desviar do goleiro do Flu.


Pinilla deu trabalho a Fernando Henrique em dois bons chutes, o Tricolor insistiu nos cruzamentos e teve a chance de empatar com Everton Santos, que cabeceou em cima da zaga, e Ciel, que aproveitou uma furada bisonha de Rodrigo Antônio e bateu para boa defesa de Rafael.


No apito final de Simon, muita festa vascaína. Foi a primeira vitória em clássicos regionais na temporada e o time fica agora a apenas um ponto do Atlético-PR, o 16º colocado. O Fluminense, novamente na zona de rebaixamento, precisa desesperadamente confirmar a vitória na partida adiada contra o Figueirense, outro a figurar entre os quatro últimos colocados.

ESCREVEU ANDRÉ ROCHA

O Vasco segue vivo.

  • Tá difícil, mas Vasco é Guerreiro !!!!

    Evitamos o rebaixamento por antecipação. Agora, é jogar cada jogo como se fosse uma decisão do campeonato. Ganhar do sufoco do Santos, do Galo e do Vitória, empatar com São Paulo e Coritiba. ISSO É POSSÍVEL !!!

  • Abraão Alexandre Sobral

    Tanto Vasco como Fluminense vêm jogando o indesejável futebol “ataque cardíaco”. Por isso mesmo, não é à toa que estão na zona do rebaixamento. E, caso não reajam daqui por diante, a 2ª Divisão os espera de braços abertos, o que não seria coisa de outro mundo!