Flamengo 5 x 0 Coritiba

por Mauro Beting em 24.out.2008 às 10:32h



O 0 x 3 para o Atlético Mineiro parecia derrubar.
O 5 x 0 contra o Coritiba parece dar o título – ou ao menos o recado aos rivais.

O Flamengo vive.
E muito bem.

ESCREVE ANDRÉ ROCHA
(http://blogs.abril.com.br/futebolearte)


A equipe rubro-negra entrou improvisada, com Jaílton na zaga e Luizinho na ala esquerda, mas com a marcação mais bem definida do que a do adversário. Enquanto Aírton e Toró perseguiam Carlinhos Paraíba e João Henrique para que a bola não chegasse a Keirrison, Dorival Jr. não definiu quem seria o terceiro zagueiro a acompanhar Marcelinho Paraíba. E o Fla, que teve problemas em várias partidas do campeonato pela indefinição na cobertura de seus alas, desta vez soube explorar essa deficiência do adversário e construiu uma goleada que poderia ter sido ainda mais elástica, tantos foram os gols perdidos.

Na primeira etapa, destaque para Kléberson, que atuou mais próximo da dupla de ataque e, sempre aparecendo como opção para o passe, fez o jogo do Fla mais rápido e vertical. No segundo tempo, com o cansaço do companheiro de meio-campo, foi a vez de Ibson tomar conta do setor.

Durante os noventa minutos, Léo Moura, o aniversariante da noite, foi ótima alternativa pela direita. A dupla de zaga teve seu trabalho facilitado pela partida simplesmente perfeita de Toró, o melhor em campo, com importantes desarmes e ótimo passe na saída dos contragolpes. Com o auxílio eficiente de Aírton – o maior ladrão de bolas da partida ao lado de Angelim e Maurício, do Coxa, com oito desarmes-, ninguém jogou mais que o incansável volante, que roubou sete bolas. Nem Obina, o mais festejado pelo gol marcado, além do pênalti sofrido e a bela jogada pela esquerda que terminou no gol de Maxi.

No último lance, a “cereja do bolo”. Depois da falta do desorientado Alê dentro da área, a torcida pediu e Bruno, outro com boa atuação, especialmente nas saídas do gol, partiu para a cobrança. O chute saiu com um toque no meio do gol saturado de técnica, depois da queda do goleiro Vanderlei. E o público de pouco mais de 31.000 presentes fez uma festa apoteótica, que poderia ter sido maior se os demais resultados da noite tivessem ajudado.

De qualquer forma, o torcedor deve ter saído com esperanças renovadas e a certeza que, em um campeonato repleto de vitórias que apenas dão para o gasto, a goleada – importante pelo saldo – e a grande exibição sem dois de seus principais jogadores podem marcar o início da arrancada para buscar uma taça que se mostra cada dia mais sem dono, embora a luta por ela continue ótima.

ESCREVEU ANDRÉ ROCHA

  • Marlon

    Infelizmente meu Coritiba ontem foi ridiculo..Dorival Junior..treinou a semana toda com um time e na hora H entrou com outro…time lento..Keirrison com a cabeça longe de mais para poder ajudar o Coxa…lamentável….

  • Garfield Santos

    Vitória é “garfado” no Morumbi e imprensa minimiza

    Vergonhoso!

    O São Paulo mais uma vez foi beneficiado pela arbitragem na vítória de ontem sobre o Vitória da Bahia no Morumbi.

    Um penalti “claro” do zagueiro Rodrigo no atacante Rodrigão não foi assinalado ainda no primeiro tempo.

    Será que o STJD vai analisar a fita? Rodrigão é empurrado grotescamente quando subia para cabecear dentro da área.

    UMA VERGONHA!

    Cadê os comentários de Mauro Beting, Quatarolo, Morsa, Milton Neves e outros orgãos da imprensa sobre este “garfo” absurdo e que ninguém noticia?

    Por que não perguntaram ao Muricy ou ao presidente do São Paulo, sobre a escalação do Héber Roberto Lopes no jogo de ontem? Será que eles gostaram da arbitragem?

    Alguém acredita que se a cabeçada de Alex Mineiro no clássico do último Domingo, onde a bola ultrapassou 80% a linha de gol, fosse arrematada por um jogador do clube da vila Sönia, o que teria dado a arbitragem? Gol! Claro, e a imprensa ainda falaria que era impossivel analisar com tanta precisáo. Assim funciona o jornalismo esportivo de Sáo Paulo!

    O que será que a imprensa achou dos arbitros do jogo do Palmeiras contra o Argentinos Juniors? Normal?

    SÃO PAULO Futebol Clube, o clube mais beneficiado pela arbitragem! VERGONHOSO!

    Turma do Amendoim

  • Wanderley Dóro

    Após mais de uma década de corridas, o maior corredor de Formula 1 de todos os tempos, sem contrato para a próxima temporada, tem a única chance de ser aclamado como herói nacional.

    RUBINHO, BATE NO HAMILTON !!

    Convide seus amigos para esta corrente na internet, quem sabe Rubinho nos ouve

  • Luiz Mengão Eduardo

    Belíssimo comentário, André.
    Só discordo do melhor em campo, pois eu escolheria o Jaílton, que jogou demais. Mas o Toró jogou muito também e qualquer um dos dois está bem escolhido. Abraços e Saudações Rubro-Negras. Avante Mengão!

  • Só Morro

    Esse Blog é do André Rocha??
    O jogo mais importante e emocionante e o blogueiro não comenta… PELAMOR!!!

  • Azamba

    Penta since 1992

  • giovani

    Mauro, é verdade q você está voltando para a Placar, ajudar no novo jornal?
    Vc também é formado em Direito?
    Abraço.