A primeira rodada da Premier League



A primeira rodada da Premier League já representou um prato cheio para diversas observações. No jogo de abertura, vitória do Manchester United sobre o Leicester, foi bastante interessante ver a movimentação e a qualidade de jogo de Fred, ao lado de um gigante Pogba – autor do primeiro gol da competição.

Em mais uma temporada de investimentos abaixo do esperado por Rafa Benitez e pela torcida, o Newcastle perdeu em casa para um muito bom e bem estruturado Tottenham. Vale também a curiosidade: Harry Kane, artilheiro da Copa do Mundo, novamente não marcou em um jogo de abertura. O artilheiro dos Spurs carrega a fama de só conseguir fazer gols em setembro. Dá tempo ainda para iniciar bem já em agosto.

O Chelsea chamou atenção. Treinado agora por Maurizio Sarri, o time de Londres venceu bem – fora de casa – o Huddersfield,  treinador pelo alemão David Wagner. Kanté pelo lado direito; Barkley pela esquerda e Jorginho por dentro. Assim foi a linha de jogadores do meio. Antes de a bola rolar, a expectativa já era bem alta para ver o comportamento de Kanté e Jorginho. Os dois foram muito bem e ambos marcaram gols.

É muito bom ver novamente o Wolverhampton de volta à elite do futebol inglês. Melhor ainda vai ser observar o crescimento do português Ruben Neves. Neves marcou o primeiro gol dos donos da casa e ainda deu a assistência para o segundo. O Everton, adversário dos Wolves na abertura, teve um jogador expulso ainda no primeiro tempo e teve também uma bela exibição de Richarlison.

Balbuena sofreu. Muito. Não seria fácil, mas para piorar o West Ham deu o azar de jogar – fora de casa – contra o time de ataque mais rápido da Premier League. Motivado, o Liverpool promoveu a estreia de Alisson e teve gols de Salah, Mané e Sturridge. Um 4 a 0, com bastante folga e com Keita jogando muita bola com a inesquecível camisa 8 Red.

Logo na rodada de abertura, um clássico para confirmar o Manchester City como candidato ao troféu novamente. O Arsenal, sem Wenger, não resistiu. Até criou oportunidades, mas viu Sterling e Bernardo Silva marcarem os gols do time treinado por Guardiola. Unai Emery vai ter muito trabalho à frente dos Gunners, mas tem qualidade no elenco para fazer uma boa campanha.

O resultado do Fulham, de volta também, foi decepcionante. Time que prioriza a qualidade na troca de passes e ainda reforçado, era de se esperar um jogo duro contra o Crystal Palace, mas não uma derrota por 2 a 0.

Foi só o início, mas já foi muito bom ver a velocidade na troca de passes e boa qualidade de diversos grandes jogadores em campo. Que bom que a Premier League voltou!



MaisRecentes

A noite de Copa do Brasil foi também a noite dos passes errados



Continue Lendo

VAR do VAR



Continue Lendo

Palmeiras volta a vencer e Galo mostra evolução



Continue Lendo