Aprendendo com os erros dos outros



Um amigo um dia me falou sobre a reação que a filha pequena dele teve ao rabiscar toda a parede da sala da casa. Sem querer assumir a culpa, a menina não pensou duas vezes em falar um macaco entrara em casa e com o animal ficou a culpa pela arte.

E muitas vezes é assim mesmo. Diante de nossos erros temos a opção de repensar para melhorar e de jogar a culpa em outros. No futebol as coisas funcionam de forma bem parecida.

A CBF já tinha tomado um 7 a 1 nas costas e ainda assim tentou não tratar dos problemas do futebol brasileiro. Chamou Dunga para colocar disciplina em campo e depois recorreu ao ótimo escudo que é Tite para olharmos mais para o campo e menos para as acusações de desvio de dinheiro.

Competente, Tite tratou de passar um pano na imagem da CBF e trouxe um pouco de paz momentânea. Os problemas da entidade que administra o futebol brasileiro são deixados de lado quando sai mais um gol do Brasil.

Com a Asociación del Fútbol Argentino a história é parecida. Também naufragada em acusações, a AFA conseguiu ver seu campeonato local começar com mais de um mês de atraso e sofreu até a última rodada para ver a seleção se classificar para a Copa do Mundo. No entanto, se Tite resolveu até agora como escudo, Messi não tem sido tão eficiente.

As derrotas da seleção argentina colocam claramente o escudo Messi em rota de colisão. É duro ver o ser humano Messi sentir todo o peso na hora do hino nacional.

A AFA, que cansou de se servir dos trabalhos de seu melhor jogador, corre o risco de ver a sua seleção fora da Copa e de ter seu grande escudo entregando os pontos. De novo. O mais fácil no momento é se alinhar aos insanos que acusam Messi de não ser um legítimo argentino e entregar o 10 aos leões.

Os ensinamentos que a administração (ou a falta dela) do futebol argentino nos oferece são inúmeros, mas o mais cruel é que Tite, caso a seleção brasileira fracasse feio, também servirá como bode expiatório.

 

 



MaisRecentes

Uma França jovem e já campeã



Continue Lendo

O que pode representar a chegada de Bryan Ruiz



Continue Lendo

Terá sido o fim de Messi e Cristiano Ronaldo pelas suas seleções?



Continue Lendo