Bélgica sobra contra uma frágil Costa Rica



Bélgica, Inglaterra e Tunísia escolheram a seleção de Costa Rica para amistosos e todas venceram. Os costarriquenhos marcaram um gol nos três amistosos e sofreram sete.

A seleção que foi surpresa na Copa de 2014 repetiu as convocações de Navas, Pemberton, Acosta, González, Duarte, Gamboa, Borges, Bryan Ruiz, Tejeda, Bolaños, Campbell e Ureña. Certamente a base da seleção ficou mais experiente, mas o que é possível ver em campo é diferente: o time não se reinventa e parece não ter a velocidade necessária.

O amistoso contra a Bélgica foi trágico. O treinador Oscar Ramirez viu seu time abrir o placar com Bryan Ruiz aproveitando uma rebatida de Vertonghen. O que esperar de um time com uma linha de cinco marcadores que começa vencendo fora de casa? Tudo o que alguém poderia esperar deu errado.

A Bélgica empurrou o adversário do Brasil e encontrou muita facilidade para marcar quatro gols e ainda obrigar Navas a fazer várias importantes defesas.

É certo que o clima de Copa do Mundo é diferente do clima de um amistoso, mas é muito difícil esperar uma revolução no futebol praticado pelo time de Oscar Ramirez. A tendência é que a seleção de Costa Rica jogue o que vem jogando e que tenha muitas dificuldades.

Por outro lado, os belgas têm jogado muita bola. Carregando o rótulo de incrível geração, a Bélgica não perde um jogo desde 2016 e fez uma campanha sólida nas Eliminatórias. O time base tem jogado com Courtois protegido por uma linha de três zagueiros; quatro homens no meio; dois meias mais ofensivos e Lukaku no comando do ataque.

De Bruyne, que é imenso destaque no Manchester City, joga ao lado de Witsel no centro e tem Meunier e Carrasco pelos lados. Hazard e Mertens, próximos de Lukaku, recebem a bola muito bem trabalhada por quem vem de trás e envolvem bem os adversários. No jogo contra a Costa Rica, a bola chegou ao ataque o tempo inteiro. Lukaku fez dois e ainda teve outras chances.

Se a Bélgica vai confirmar o que dela se espera, já não é problema meu, mas é muito bom ver o time jogar. Tomara que vá longe.



MaisRecentes

A Copa e seus ensinamentos



Continue Lendo

Empate que serve como puxão de orelha



Continue Lendo

Galo vence e atinge melhor pontuação dos últimos três anos



Continue Lendo