O silêncio da CBF grita alto no Brasileiro



O futebol foi deixado de lado. Todos os programas que vi ou ouvi deram espaço aos erros de arbitragem e alguns até mesmo esqueceram dos jogos. O que mais me preocupa não é o número de erros, mas a falta de esperança de que um dia as coisas possam mudar.

Se os erros são frequentes e numerosos na Série A do Brasileiro, imagino que distante dos holofotes a situação não seja das mais agradáveis. Qual é a preocupação da CBF com o atual cenário? Jogar na conta dos clubes o VAR já mostra que deixar como está é se posicionar dando de ombros.

Dar de ombros tem sido um caminho para a principal entidade do futebol brasileiro. Qual foi o posicionamento da CBF para o banimento do seu presidente? E do antecessor? E do outro? A CBF, diferentemente de qualquer empresa séria, não se sente na obrigação de cuidar de sua imagem. Quem cuida do futebol brasileiro viu seus últimos presidentes saírem pela porta dos fundos, mas não vem a público, talvez através de um comunicado oficial, se explicar ou se desculpar pela vergonha que é ter seus líderes envolvidos em escândalos.

Sem a CBF se preocupar com a sua imagem, é difícil acreditar que a arbitragem brasileira siga por um caminho melhor. Prepare-se para os próximos meses de reclamações e dúvidas. Quem cuida de tudo vai continuar dando de ombros.



MaisRecentes

São Paulo volta a vencer e obriga o Santos a repensar



Continue Lendo

Palmeiras vence e confirma ótima campanha



Continue Lendo

Ganhou a coerência e perdeu Arthur



Continue Lendo