Vasco goleia e se permite trabalhar em paz



Agora ficou fácil jogar na conta da fragilidade do adversário as explicações para a ótima estreia, com direito a goleada fora de casa, do Vasco na Libertadores 2018.

Antes de a bola rolar, é bom que se diga, o maior problema do Vasco passava longe de ser o Universidad de Concepción. O maior adversário vascaíno era a própria situação do clube da Colina – era ele mesmo.

Envolvido em um processo político traumático, o clube viu algumas de suas principais apostas para a temporada saírem e percebeu a chegada de poucos reforços.

Zé Ricardo, que novamente estreia em uma Libertadores vendo seu time golear, já apostava na base no final da temporada passada, mas se via agora com menos alternativas ainda para a disputa de torneio difícil e de exigência alta. Só que em campo, com muita aplicação e seriedade na condução do trabalho, o Vasco venceu, jogou bem e deu um passo gigante para a próxima fase da competição.

O resultado final praticamente o avanço do Vasco e especialmente fortalece o grupo de jogadores. Se os resultados não vinham aparecendo no Carioca, a confiança após a goleada na Libertadores pode acabar oferecendo uma sequência melhor também no estadual.

Não é chegada a hora de exageros nos elogios nem de elevação do ego, mas, cá para nós, golear fora de casa já permite aos jogadores e ao técnico Zé Ricardo uma dose bem mais generosa de votos de confiança.



MaisRecentes

Palmeiras avança, mas esbarra em um bom América



Continue Lendo

São Paulo volta a vencer e obriga o Santos a repensar



Continue Lendo

Palmeiras vence e confirma ótima campanha



Continue Lendo