É hora de tudo, menos de crise no São Paulo



Foram apenas dois jogos. Na verdade, apenas um com um time que esboça ser titular. Não é possível que o São Paulo já se sinta ameaçado de qualquer coisa.

Nem valeria a pena destacar que a temporada está ainda mais apertada por causa da Copa do Mundo. Obviamente, o problema não vem de agora e não será resolvido em breve.

É certo que o time do Morumbi não tem passado perto de conquistas e que a frustração já está acumulada. No entanto, fritar o treinador ou até mesmo vaiar o time ainda em janeiro não me parece ser uma medida inteligente.

O calendário espremido, reforços chegando e a preparação física e técnica ainda atrasados já deveriam ser fatores decisivos para merecer um pouco mais de paciência. Sem falar, claro, que a direção, com Raí e Ricardo Rocha, está acabando de entender como estão as coisas no clube.

Mas ok. Vamos acreditar que o time não se emende rapidamente e que o São Paulo tenha uma sequência negativa. Será que a troca de comando vai resolver todos os problemas? Trocar técnico é garantia de títulos ou de mais atraso na preparação?

O início do ano já mostrou diversos times grandes perdendo e jogadores importantes tropeçando na bola. A hora é de investir na preparação e nas ideias de jogo que podem ser importantes nos momentos decisivos. É hora de plantar.



MaisRecentes

Arbitragem tumultua, mas Galo vence e ganha uns dias de paz



Continue Lendo

Jogadores querem chance para Thiago Larghi



Continue Lendo

Liverpool passeia em Portugal



Continue Lendo