Um pouco sobre os grupos da Copa do Mundo



Mais de mil ou menos de mil vezes? Quantas vezes Petkovic vai aparecer na tela da sua televisão até a Copa do Mundo? Sim, o sérvio mais brasileiro possível deve ser um personagem frequente nos programas esportivos de todas as mídias.

O sorteio dos grupos da Copa do Mundo colocou Brasil, Suíça, Costa Rica e Sérvia no grupo E. A seleção brasileira, embora tenha muito caminho e trabalho a ser feito, é favorita. O grupo poderia ser bem mais difícil se tivesse uma Espanha ou Inglaterra no lugar da Suíça, mas é bastante importante observar que a Sérvia fez campanha muito boa nas Eliminatórias.

A seleção de Costa Rica fez uma campanha surpreendente na última Copa, mas, pelo menos agora, é a seleção que menos assusta.

O último amistoso da seleção treinada por Tite, contra uma desfalcada Inglaterra, mostrou um pouco dos problemas que se aproximam. Qual seleção do grupo do Brasil sairá para o jogo contra os brasileiros? Os adversários iniciais devem deixar fazer o mesmo que os ingleses fizeram. Pouco espaço, poucas chances de gol e o Brasil não conseguiu marcar.

Tite vai progredir no trabalho ofensivo e deve obter resultados, progressos, mas é preciso mudar a mentalidade e perceber que hoje todas as seleções já se organizam melhor defensivamente e desde o sorteio já vão passar a observar e mapear mais e mais o que o Brasil é capaz de fazer.

Não me surpreenderia se os donos da casa ficassem pelo caminho ainda na fase de grupos. Não que seus adversários ofereçam tanto perigo. Na minha opinião, os russos é que vão precisar melhorar o seu jogo. O Uruguai é favorito e é bom observar o que o Egito tem a mostrar.

Espanha e Portugal vão lutar pela primeira colocação do grupo. A Espanha de hoje é bastante interessante, só que Portugal vem em um momento de maior confiança. Cristiano Ronaldo, que não brilha em Copas, tem mais uma chance de escrever o nome dele na história dos mundiais.

Mesmo sem Deschamps conseguir fazer o time francês jogar o que pode, não dá para imaginar a França não sendo líder de seu grupo.

Maradona disse, ainda durante o sorteio, que o grupo da Argentina é acessível e é mesmo. No entanto, o grupo deve ser interessante. Nigéria, Islândia e Croácia vão travar uma interessante luta por uma classificação.

Difícil imaginar a Coreia do Sul atrapalhando a vida da Alemanha, mas Suécia e México não podem perder pontos para os coreanos. A disputa será boa e vai oferecer aos alemães uma boa avaliação com escolas diferentes desde o início da Copa.

Bélgica e Inglaterra devem passar no grupo, mas vão apanhar um pouco com o jogo físico do Panamá. Difícil prever o que a Tunísia tem a oferecer de perigo no grupo.

O grupo H não chega a empolgar. Colômbia não tem sido a mesma de anos atrás e o Japão está bem distante de evolução esperada. Vale lembrar que a Polônia estará muito perto de casa. É verdade que historicamente os poloneses não se sentem em casa na Rússia, mas a seleção deve ter muito bom apoio de sua torcida. Os senegaleses sempre mostraram jogadores talentosos e Mané é um digno representante.



  • Luciano180

    copa do mundo sem um “grupo da morte”
    graças à Itália, Países Baixos e Chile.

MaisRecentes

A vez de Raí



Continue Lendo

É possível acreditar na UEFA?



Continue Lendo

Corinthians percebe a hora de investir na formação do elenco



Continue Lendo