Como explicar o ano do Everton?



É difícil explicar o que está acontecendo com o Everton. O time azul de Liverpool foi às compras e investiu cerca de  150 milhões de libras. Também é difícil imaginar o tamanho da euforia do torcedor quando o clube anunciou o retorno de Rooney.

Parecia, enfim, que os Toffees voltariam a dar alegria. Já foram nove títulos ingleses. Para que você tenha uma ideia, o Chelsea levantou a taça seis vezes e o City foi quatro vezes campeão.

O time de torcida apaixonada, repleto de investimentos, com o ídolo retornando e com um treinador ambicioso e ambientado ao futebol inglês. A fórmula parecia ser de sucesso, mas até agora só trouxe fracasso.

A derrota, por 3 a 0, para o Lyon fez as chances de classificação para a próxima fase da Liga Europa se acabarem. É incrível, mas foram quatro jogos – 12 pontos disputados – e apenas um conquistado.

Como se não bastasse, a classificação na Premier League é igualmente constrangedora. Em dez jogos, trinta pontos disputados, o Everton conquistou apenas oito e abre a zona de rebaixamento.

Ronaldo Koeman já foi demitido e o time está longe de ameaçar uma reviravolta na competição. Com os sonhos se desmoronando e a temporada passando, caberá ao Everton apenas escapar do rebaixamento? O time vai novamente investir na janela de janeiro?

 

 



MaisRecentes

Roger Machado no Palmeiras



Continue Lendo

O ano do Botafogo só merece aplausos



Continue Lendo

Empate bom para avaliação



Continue Lendo