Noite do Grêmio e de eliminações



As eliminações de Palmeiras e Atlético MG na Libertadores foram diferentes. A noite de 09 de agosto era aguardada com intensa ansiedade por três times brasileiros. O dia de 10 de agosto será feliz apenas para os gremistas, que fizeram bem o papel em casa e fora de casa.

Na verdade, o Grêmio vem sendo destaque já há algum tempo. Seja na Copa do Brasil, no Brasileiro ou na Libertadores, o time treinado por Renato Gaúcho sabe, como poucos times no Brasil, trabalhar a bola ofensivamente e envolver seus adversários.

Palmeiras e Galo fazem um 2017 de pouco futebol e muitas tentativas de justificativas. O título mineiro é pouco diante da expectativa e do investimento para o Atlético. A recuperação no Brasileiro também é muito pouco para o Palmeiras.

O Galo lutou em campo. Lutar inclusive está no hino, mas esbarrou em uma defesa bem montada e em uma imensa falta de repertório ofensivo. Na falta de boas jogadas de aproximação, tome cruzamento. E mais cruzamento, 43 no total.

Robinho, outro que não se explicou na temporada, ainda teve – mais uma – chance clara de marcar, mas desperdiçou de forma incrível.

O Palmeiras errou muito no primeiro tempo. A linha atacante mostrava a raça esperada, mas também cedia espaços para os fortes contra-ataques pelo lado direito.

A entrada de Moisés deu um senhor alento ao torcedor. Ele iniciou a jogada do gol e concluiu como poucos para abrir o placar.

Aos poucos o Barcelona foi se acertando em campo. O Palmeiras, que precisava de outro gol para escapar dos pênaltis, chegou a ficar 27 minutos sem dar um chute a gol na segunda etapa.

Na cobrança de pênaltis deu Barcelona.

O futebol não se joga com as finanças. Se jogasse, atleticanos e palmeirenses estariam felizes. O futebol não se joga com currículo. Se jogasse, os dois brasileiros estariam na próxima fase.

O futebol se joga, também, como jogou e joga o Grêmio. Com organização.

Que comecem as novas desculpas. No entanto, atleticanos e palmeirenses não aceitarão facilmente.

Os jogadores de currículo vão ter agora que reconquistar seus torcedores.

Parabéns ao Grêmio, que pode até não ser campeão de nada, mas já sabe qual caminho seguir.



MaisRecentes

Robinho é o nome do clássico mineiro



Continue Lendo

São Paulo vence e respira melhor



Continue Lendo

Levir e a indecisa direção santista



Continue Lendo