O time que sobra no Brasileiro



Foram 19 rodadas e 19 times diferentes tentando entender o que fazer para ganhar do Corinthians. É claro que na primeira rodada, contra a Chapecoense, poucos bateram os olhos naquele time e garantiram título. Mas o time foi criando cara, corpo e ganhando confiança.

O tempo foi passando e, mesmo sem ser brilhante, o Corinthians conquistava três pontos dentro e fora de casa. A esperança dos adversários passou a ser os desfalques. Apostaram depois na pressão. Na lista da seleção. Nas bolas longas. Nas curtas e bem trabalhadas na entrada da área. No jogo sem a bola. No com a bola. Quem sabe nos clássicos? Na decisão contra o Grêmio? Contra o Flamengo?

Foram cinco empates. Chapecoense, Coritiba, Avaí, Atlético PR e Flamengo. O que chama a atenção é que dois empates foram longe de São Paulo e três em casa. O Corinthians não sente o drama de estar longe de sua torcida e mostra um pouco mais de dificuldade quando é chamado ao jogo. Quando o adversário não ataca e deixa a responsabilidade para o time de Carille, mas ainda assim foram apenas três empates e são 14 vitórias.

A vitória que fechou o turno foi na mesma toada. O Sport tentava atacar, mas encontrava uma defesa sólida que não permitia a rápida troca de passes. Sem velocidade, sem chances claras de gol.

A insistência em achar espaços acabava oferecendo chances e o Corinthians é rápido e acertado quando vai ao campo do adversário.

Os gols saem. Saíram. Sairão.

Santo André e Ferroviária conseguiram o que os outros todos tentam. No entanto, os dois times do interior ajudaram a construir a cara do time corintiano. A fórmula ficou esquecida no passado. Carille usou os tropeços para ajustar o que seria o time que todos nós vemos.

No futebol brasileiro que procura sua nova identidade e que tem muita dificuldade em acertar bons trabalhos ofensivos, o Corinthians indica que a solidez defensiva é um primeiro passo. Mas como chamar o segundo maior ataque do turno de time defensivo? Reduzir ou encaixar o Corinthians em rótulos tradicionais é não observar o conteúdo. É errar.

Quem vai parar o Corinthians? Como jogar contra o Corinthians? Quando vai ser? Enquanto as muitas perguntas ficam sem resposta, abra o olho para o que o campo tem mostrado e veja o time mais acertado e sério do Brasileiro ganhar o turno de forma invicta.

 

 



  • JORGINHO FJUNIOR

    Em suma.. Segue vice lider…kkkkkkk

  • Moises

    Mario, do jeito que esta; pode vir o barcelona,que o timão passa o rodo.

MaisRecentes

A luta que nossos clubes podem comprar



Continue Lendo

Real convida o Barcelona ao divã



Continue Lendo

Um pouca da história dos técnicos estrangeiros no Brasil



Continue Lendo