Tem Rogério na área



Já tive a oportunidade de falar algumas vezes que o ideal seria Rogério Ceni adquirir mais experiência no cargo de treinador em divisões inferiores. Da posição de treinador, na beira do gramado, ele estaria mais calejado para um dia assumir o time principal do São Paulo.

Mas a hora é agora e o dia foi hoje. Rogério é o treinador de diversos jogadores que um dia foram companheiros de vestiário. Ele queria ser o técnico, se mostrou disposto a correr o risco e assumiu a bronca. Rogério seria uma imensa sombra para qualquer treinador. Ao primeiro sinal de derrota, das arquibancadas, o grito seria pela cabeça do treinador para que Rogério assumisse.

O ídolo do gol vai precisar de tudo o que o qualquer treinador precisa: tempo. Sim, é verdade que os outros precisam e normalmente não têm, mas ele é diferente. O carinho do torcedor, pelo menos por um tempo, falará mais alto.

Rogério, que de bobo não tem nada, se cercou de profissionais conceituados e tem o apoio do torcedor. Muito pouco adiantaria apertar a corda no pescoço dele. Demitir Rogério Ceni por algumas derrotas e colocar um outro treinador terá um efeito devastador para a imagem da direção. E o novo técnico sofreria como poucos a pressão para a volta do ídolo.

Já que é ele – e seria inevitável que fosse – deixem o homem trabalhar.

 



  • Bruno Odorizi

    Concordo !!

MaisRecentes

Podendo jogar mais, Corinthians vence duas seguidas fora de casa



Continue Lendo

São Paulo conquista seis pontos nos dois jogos em casa



Continue Lendo

Palmeiras vence e Willian deixa claro que merece ser titular



Continue Lendo