Tem Rogério na área



Já tive a oportunidade de falar algumas vezes que o ideal seria Rogério Ceni adquirir mais experiência no cargo de treinador em divisões inferiores. Da posição de treinador, na beira do gramado, ele estaria mais calejado para um dia assumir o time principal do São Paulo.

Mas a hora é agora e o dia foi hoje. Rogério é o treinador de diversos jogadores que um dia foram companheiros de vestiário. Ele queria ser o técnico, se mostrou disposto a correr o risco e assumiu a bronca. Rogério seria uma imensa sombra para qualquer treinador. Ao primeiro sinal de derrota, das arquibancadas, o grito seria pela cabeça do treinador para que Rogério assumisse.

O ídolo do gol vai precisar de tudo o que o qualquer treinador precisa: tempo. Sim, é verdade que os outros precisam e normalmente não têm, mas ele é diferente. O carinho do torcedor, pelo menos por um tempo, falará mais alto.

Rogério, que de bobo não tem nada, se cercou de profissionais conceituados e tem o apoio do torcedor. Muito pouco adiantaria apertar a corda no pescoço dele. Demitir Rogério Ceni por algumas derrotas e colocar um outro treinador terá um efeito devastador para a imagem da direção. E o novo técnico sofreria como poucos a pressão para a volta do ídolo.

Já que é ele – e seria inevitável que fosse – deixem o homem trabalhar.

 



  • Bruno Odorizi

    Concordo !!

MaisRecentes

O momento do Corinthians serve de amadurecimento para Carille



Continue Lendo

Chegou a hora de conhecer melhor a direção do Palmeiras



Continue Lendo

A noite do dez



Continue Lendo