Poupar elenco ou buscar títulos?



O calendário mostra quatro jogos decisivos pela Copa do Brasil. São oito times em campo e quatro disputarão a fase semifinal da competição. No entanto, o que mais se fala hoje é sobre a possibilidade de poupar jogadores e preservar para outra disputa. O Brasileiro está na reta final, na fase decisiva. Faltam apenas sete rodadas para que conhecermos o campeão, os times da Libertadores e os rebaixados. Será mesmo que não dá para conciliar e talvez preservar só mesmo um ou outro jogador?

Pense bem: faltam sete jogos do campeonato mais importante e apenas quatro times, sendo que um pode ser um time de Série C, terão jogos de Copa do Brasil. Serão, para os classificados de amanhã, apenas mais quatro jogos.

Sim, eu sei que a carga emocional de uma decisão de Copa, competição estilo mata-mata, é enorme e pode trazer prejuízos físicos, mas os clubes não são agremiações competitivas e que disputam títulos? Não é importante ganhar uma Copa do Brasil a mais?

Toda a discussão de planejamento de elenco parece servir durante um período do ano, longe das decisões. Agora, na hora da verdade, os clubes podem poupar. Poupar na hora de conquistar?

E o pior: se está assim agora, pode ser pior na próxima temporada. Vale lembrar que a Libertadores vai ocupar um período bem maior do calendário dos clubes. Eu realmente consigo entender que o nível de cansaço dos atletas deve estar perto do limite, mas ano após ano a mesma discussão se repete. É hora de verdadeiramente planejar melhor e trabalhar melhor os elencos no Brasil.



MaisRecentes

A primeira rodada da Premier League



Continue Lendo

A noite de Copa do Brasil foi também a noite dos passes errados



Continue Lendo

VAR do VAR



Continue Lendo