O Brasileirão e a arbitragem



A regra parece ser clara: reclame hoje para se dar bem amanhã. A ideia reinante no futebol brasileiro não enche a barriga de ninguém, mas parece inibir problemas com a arbitragem na próxima rodada.

E tome bronca. Reclame do árbitro, vá ao Rio (sede da CBF), acuse o bandeira, critique o sorteio e faça o que o torcedor do clube espera que o dirigente faça. Engane.

Na ladainha de coletivas, dvds, dossiês e choradeiras é sempre importante entender que a reclamação não visa os três pontos perdidos, mas os próximos conquistados na rodada subsequente.

O que os torcedores custam a perceber é que nossos dirigentes não tem a menor vontade de mudar o que está por aí. Eles reclamam sem compromisso algum com a limpeza da competição. A visão, curta, passa longe de ideais de transformações no futebol brasileiro. Ou o leitor não percebe que as federações continuam as mesmas e o poder da CBF não se renova. Votar nos mesmos caras é dizer a eles que está tudo bem do jeito que está.

Tentando ter uma visão mais ampla do cenário, não é tão difícil prever que daqui a algum tempo o Brasileirão vai acabar valendo muito apenas para os dois ou três que disputam o título. Será que a CBF não percebe que outros torneios e até mesmo outros esportes têm chamado muito a atenção do público brasileiro? Não é chagada a hora de mostrar cada vez lisura na condução do torneio?

Do outro lado do mundo, na Inglaterra, José Mourinho resolveu colocar uma pimenta no clássico Liverpool x Manchester United. Em entrevista coletiva, o português levantou suspeitas em cima do trio de arbitragem. A F.A., entidade que cuida da competição, já mandou avisar que vai investigar e que Mourinho pode ser punido.

Não espero que tenhamos a fleuma inglesa, mas a atitude é de quem se banca, quem tem zelo pela sua competição.

Aqui é diferente. Dirigente reclama pensando na possibilidade de ser beneficiado. São casuístas e oportunistas. Até mesmo a imprensa aplaude isso e enaltece quem chora no jogo de hoje e não percebe que é preciso reivindicar algo superior e menos imediato que os próximos pontos.



MaisRecentes

A primeira rodada da Premier League



Continue Lendo

A noite de Copa do Brasil foi também a noite dos passes errados



Continue Lendo

VAR do VAR



Continue Lendo