Brasil vence bem e o destaque é o conjunto



Claro que alguém vai pontuar que o jogo foi contra Honduras e que é preciso frear o Pachequismo. Na verdade, o jogo foi mesmo contra a seleção hondurenha e o excesso de confiança tende a atrapalhar, mas é preciso também dar mérito a quem fez por merecer.

Sim, também é verdade que o primeiro gol saiu muito cedo e isso muda as estratégias e o cenário do jogo. Mas fazer o quê? A seleção brasileira sabia que jogaria contra uma seleção fechada e pressionou a saída de bola. E contra seleções fechadas pouco adianta ser individualista. É jogo típico de toques rápidos. E como foi bonito ver toques curtos, rápidos e de primeira. Assim saiu o segundo gol.

Honduras lutava pela oportunidade de conquistar a primeira medalha da história, mas, desesperada e vendo o placar ficar maior, acabava abusando das faltas. O clima de intranquilidade reinava no time que eliminou a Argentina e o Brasil continuava tocando a bola e fazendo gols.

O placar do primeiro tempo terminou em 3 a 0. O quarto gol saiu bem cedo na segunda etapa e a vaga para final estava garantida.

Já tive a oportunidade de escrever sobre isso uma vez e aproveito para repetir. Pouco importa a medalha. O que mais o futebol brasileiro precisa é encontrar um caminho, um rumo, uma ideia de jogo. Uma seleção recheada de bons jogadores que preferiu ser coletiva, preferiu jogar um com o outro. Isso é um caminho legal.

O futebol mudou. Não dá mais para ter o talento individual como um pilar para vencer campeonatos. Messi e Cristiano Ronaldo jogam o jogo coletivo e mesmo assim são surpreendidos algumas vezes pelo Atlético de Madri – mais coletivo ainda.

Mas se você ainda insistir que era apenas Honduras, eu teria novamente que concordar. Falta muito para o futebol brasileiro se reencontrar, mas o caminho pode ser achado se a opção for o trabalho como equipe.



MaisRecentes

Robinho é o nome do clássico mineiro



Continue Lendo

São Paulo vence e respira melhor



Continue Lendo

Levir e a indecisa direção santista



Continue Lendo