Maior público e mais frustração



Com recorde de público no Brasileiro, 54.966 pessoas pagaram ingresso, o São Paulo saiu do Morumbi com o sorriso amarelo após o empate sofrido conquistado. A Chapecoense, que abriu 2 a 0 no primeiro, ainda não é a mesma da época de Guto Ferreira, mas deu bastante trabalho aos donos da casa.

Os dois gols da Chape foram marcados quando o São Paulo ainda parecia tentar entender o que estava acontecendo. Kempes e Willian Thiego marcaram para os visitantes e Cueva, duas vezes, empatou, no segundo tempo para o São Paulo.

Um erro chamou muito a minha atenção. O São Paulo já não tem Calleri e Kardec desde o fim da Libertadores. Gilberto, contratado para o setor, também não foi a campo. É possível entender 56 cruzamentos para a área? Tem como explicar a falta de um bom funcionamento no meio e, consequentemente, o excesso de cruzamentos para Centurión tentar finalizar?

O torcedor do São Paulo que lotou o estádio acompanhou uma boa apresentação do goleiro Denis e uma muito boa partida do meia peruano Cueva. Falta muito ao time comandado por Edgardo Bauza. Caio Jr. também ainda não conseguiu explorar tudo o que os jogadores da Chape podem oferecer.



MaisRecentes

A primeira rodada da Premier League



Continue Lendo

A noite de Copa do Brasil foi também a noite dos passes errados



Continue Lendo

VAR do VAR



Continue Lendo