Fator CR7? Sem Cristiano, Real Madrid tem pior público em nove anos em La Liga



O Real Madrid venceu o Getafe na primeira rodada do Campeonato Espanhol para 48.466 expectadores no Santiago Bernabéu. Quase 50 mil pessoas pode parecer um bom público, mas cabem 85 mil pessoas no estádio que tinha metade de assentos vazios. Algo bem incomum para um clube como o Madrid.

Há nove temporadas o Real não tinha um público tão ruim pela Liga. Como demonstrado pelo @2010misterchip no twitter, jornalista especialista em estatísticas de futebol, em 24 de maio de 2009, contra o Málaga, o Bernabéu recebeu 44.270.

Poucos meses depois, Cristiano Ronaldo foi apresentado para um estádio lotado e ele nunca mais esteve vazio enquanto o português jogou por lá. O último jogo sem Ronaldo teve o pior público dos últimos tempos e na primeira partida após CR7 a presença do torcedor volta a cair, algo que pode ser preocupante para a diretoria. O Real Madrid acostumou seu seguidor a ter grandes estrelas e sempre um atrativo individual convidativo, mas as últimas contratações não geram tanta paixão do torcedor.

É verdade que a primeira rodada do Espanhol também tem particularidades que ajudam a explicar o baixo público. O jogo começou as 22h15 de um domingo de verão. É período de férias na Espanha e muita gente passa o mês ou ao menos o final de semana fora da cidade, em viagem de turismo. O horário noturno também não ajuda, mas se justifica pelo intenso calor na Espanha em agosto e dias claros até as 21h. Como comparação, no sábado o jogo do Barcelona teve 53 mil torcedores no Camp Nou – também um público bastante baixo para os padrões do clube.

Com o tempo veremos se o torcedor volta em peso ao Bernabéu ou se o fator Cristiano Ronaldo pode afetar a presença no estádio em toda a temporada. A média de público no curso anterior foi de 65 mil torcedores por jogo.

Resultado de imagem para real madrid getafe



MaisRecentes

Modric ganha o prêmio que deveria ser de Salah e Cristiano perde duas vezes



Continue Lendo

Sinal amarelo para Barcelona, Tottenham, Liverpool, PSG e United na Champions



Continue Lendo

A importância da confiança e dos gols de Lucas Moura



Continue Lendo