Arthur tem tudo o que precisa para vencer no Barça



Arthur é um melão. É um ditado daqui. Você só pode saber se o melão é bom ou não depois de abri-lo. Só saberemos se Arthur vai bem ou mal no Barça depois que ele jogar. No entanto, a impressão é de que é um bom melão.

No Grêmio o meia mostrou as credenciais necessárias para triunfar no Camp Nou. Tem bom passe, bom controle de bola, conduz bem e, principalmente, sabe escolher bem as jogadas, momento de acelerar ou frear, dá coerência e sentido a o jogo. Não chega rodeado de 30 amigos para distraí-lo e nem tem planos de deixar o clube antes mesmo de que saibam como joga. Vive para o futebol e quer vencer.

A questão é se conseguirá fazer na Espanha o que fazia no Brasil. Não que lhe falte qualidade, porque não falta. Aqui os espaços são mais curtos, é mais difícil passar a bola com adversários fechados e que sabem tapar as opções de jogadas. E o Barça tem um “quê” que outros times não possuem.

Messi não é um jogador que vai correr para receber um passe, a não ser que seja em velocidade para decidir. Para fazer jogadas, precisa da bola no pé. Então é preciso saber o momento certo para encontra-lo. Messi estará afrente e Busquets atrás. O camisa 5 também é lento e precisa de jogadores que compensem esse defeito. Esses dois fatores fazem do Barça um time menos móvel que outras equipes e os demais jogadores precisam compensar.

Arthur tem boas condições de triunfar. É bom para ele chegar agora, fazer pré-temporada e ter meses de adaptação. Em janeiro, fevereiro e início de março, caso o Barcelona vá avançando na Copa do Rei, o time chega a fazer 16 jogos em 45 dias. Se Arthur chegasse apenas na janela de inverno, não teria tempo para se adaptar e jogar. E viria de final de temporada com o Grêmio.

Um jogador de passe em um time que gosta de tocar, um jogador de qualidade em um time técnico. As impressões são boas e o melão deve rolar bem com Arthur.

Resultado de imagem para arthur barcelona



MaisRecentes

Modric ganha o prêmio que deveria ser de Salah e Cristiano perde duas vezes



Continue Lendo

Sinal amarelo para Barcelona, Tottenham, Liverpool, PSG e United na Champions



Continue Lendo

A importância da confiança e dos gols de Lucas Moura



Continue Lendo