O Brasil merecia mais, mas a Bélgica também



Escrevi antes do jogo que o Brasil era muito favorito. Pelo jogo e pela história. Continuo achando. Se jogassem amanhã acho que o Brasil venceria. Um misto de azar, imprecisão e um adversário que sabia exatamente o que fazia tiraram o Brasil da Copa em uma partida que seria normal ter outro resultado.

A Bélgica foi melhor no primeiro tempo, sem se permitir ser pressionada e com bom contra-ataque. O gol sai em uma jogada furtuíta, uma bola desviada depois de bola parada. Minutos antes o Brasil teve uma quase igual, mas a de Thiago Silva pegou na trave, a dos belgas pegou em Fernandinho e entrou. O plano de Robert Martinez de liberar Hazard, De Bruyne e Lukaku para o contragolpe funcionou no momento que o Brasil atacava com tudo.

O 2 a 0 até era justo pelo o que foi o primeiro tempo, embora um pouco mais de sorte de um lado e um pouco mais de azar do outro poderia ter contado outra história.

No segundo tempo uma avalanche brasileira. Boas mudanças de Tite com Firmino e Douglas Costa. Depois Renato Augusto foi quem conseguiu marcar. Coutinho, Neymar, Renato Augusto e Firmino tiveram boas chances, mas a boa atuação de Courtois e os erros de finalização impediram que o jogo tivesse outro desfecho.

O Brasil perdeu criando muito, tentando até o último minuto e contra um rival que soube jogar no 1o tempo e conseguiu se defender no 2o. A Bélgica teve seus méritos e também teve sorte. Uma combinação perfeita.

Não acredito que seja momento para teses, culpados e vilões. Perdemos para alguém que conseguiu fazer seu plano funcionar. Poderia ser diferente pelo o que criou o Brasil, não foi. A Bélgica merecia, nós também. Só coube um na semifinal.

Resultado de imagem para belgica brasil



MaisRecentes

“Never, never, never”. O que está por trás da capa do Marca com Neymar como destaque?



Continue Lendo

De Dani Alves a Lenglet: Barça gastou €130 milhões para tirar seis jogadores do Sevilla



Continue Lendo

Arthur tem tudo o que precisa para vencer no Barça



Continue Lendo