Com apenas um título na carreira, Coutinho admite ansiedade por ser campeão com o Barcelona



Philippe Coutinho é um dos jogadores mais importantes do futebol brasileiro. Depois de Neymar, tecnicamente o melhor da seleção. O mais caro da história do Barcelona e eleito como o substituto natural de Andrés Iniesta. Aos 25 anos, há uma lacuna no currículo do meia, e que pode estar prestes a ser preenchida: apenas um título conquistado.

Coutinho nem era maior de idade quando jogou 414 minutos na campanha do título da Série B do Vasco em 2009. Foi titular duas vezes, expulso em uma delas, e jogou 90 minutos apenas em uma oportunidade.

Na Europa, viu do banco de reservas a Inter conquistar a Coppa Itália e a Supercopa do país em 2010 e 2011. Estava machucado e não jogou o Mundial de Clubes no fim de 2010.

Desde então, a Inter parou de ganhar títulos e a seca do Liverpool seguiu enquanto o meia brasileiro esteve na Inglaterra.

Sábado Coutinho jogará a primeira final de sua carreira profissional. O Barcelona enfrenta o Sevilla na decisão da Copa do Rei e o meia admite que os dias anteriores “se vivem com ansiedade”.

Em entrevista à BarçaTV fala que a ansiedade vai aumentando à medida que o jogo se aproxima e também revela que “chego aqui com muita vontade e motivação para ganhar títulos”.

No Barcelona, Coutinho ainda vive a expectativa de ser campeão espanhol em poucos dias. O Barcelona precisa fazer 6 pontos dos 15 que restam em disputa para ganhar o troféu.



MaisRecentes

Modric ganha o prêmio que deveria ser de Salah e Cristiano perde duas vezes



Continue Lendo

Sinal amarelo para Barcelona, Tottenham, Liverpool, PSG e United na Champions



Continue Lendo

A importância da confiança e dos gols de Lucas Moura



Continue Lendo