Flamengo pode perder quase €9 milhões de Vinicius Jr



Uma resolução da Agência Tributária da Espanha pode prejudicar, e muito, clubes brasileiros que fizeram negócios com espanhóis. De acordo com entendimento da Receita da Espanha, a venda de jogadores para o país europeu deve ser tributada entre 19,5% (a partir de 2016) e 21% (nos anos anteriores. O entendimento espanhol é que as transações devem ser tributadas como Imposto de Renda de Renda de Não Residentes.

Ou seja, para todo jogador vendido o lucro será de aproximadamente 20% menos que o valor imaginado inicialmente.

Vários clubes no Brasil já foram notificados pela Agência Tributária da Espanha e têm quatro anos para quitar o débito, sob pena de sofrer medidas cautelares da justiça espanhola. No dia 20 de março a CBF enviou um ofício a todos os clubes, informando a situação.

O maior prejudicado é o Flamengo que recentemente vendeu Vinicius Jr. ao Real Madrid por 45 milhões de euros. Com a tributação de 19,5% o clube perderá 8.77 milhões de euros, quase 40 milhões de reais com o negócio.

Outros clubes como Corinthians (Pato e Petros), Cruzeiro (Lucas Silva), São Paulo (Ganso, Casemiro e Douglas) e Santos (Neymar) também estão na mira. São avaliadas negociações a partir de 2013.

A decisão do fisco espanhol cabe recurso tanto na esfera administrativa quanto judicial.

O escritório Cuatrecasas foi designado para tratar dos interesses dos clubes brasileiros. O advogado brasileiro Pedro Vítor Barros e o espanhol  Jorge Pecourt são os responsáveis pela defesa.



MaisRecentes

Cristiano aumenta o interesse pelo italiano, mas não monopoliza o torneio



Continue Lendo

Começa hoje La Liga para o Barça, mas a Champions virou obrigação



Continue Lendo

Somados, Bale e Benzema nunca conseguiram os números de Cristiano Ronaldo pelo Real Madrid



Continue Lendo