Roma x Barcelona: todos acreditam em um milagre ou desastre na Itália



Kolarov, De Rossi, Florenzi e Pellegrini foram poupados contra a Fiorentina. A Roma perdeu por 2 a 0 em casa no final de semana e perdeu o terceiro lugar para a Lazio. No domingo os rivais se enfrentam a sete rodadas do fim do Italiano. O técnico Eusébio Di Francesco apostou alto preservando jogadores para um jogo quase impossível contra o Barcelona. Especulou em um momento importante do Calcio, correndo o risco de ficar fora da próxima Liga dos Campeões.

A valentia do treinador mostra que a Roma crê em um milagre. Fazer três gols no Barcelona – que sofreu exatamente isso em nove partidas desta Liga dos Campeões. Para fazer três os italianos terão que se expor, que atacar com muita gente e deixar espaços. A tarefa do 3-0 passa pela difícil missão de ir bem no ataque e não conceder chances a Messi e Suárez.

Do outro lado, um ambiente externo de euforia e que internamente tenta-se blindar para evitar a contaminação. Onze pontos de vantagem no Espanhol, em 10 dias se joga a final da Copa do Rei e às portas da semifinal da Champions. Torcida e imprensa falam em novo Triplete enquanto o técnico Ernesto Valverde e os jogadores insistem que nada está decidido.

O pragmatismo do Barcelona não está só no discurso. Valverde vem escalando os principais jogadores na maioria dos jogos. Messi, que vem administrando dores musculares, atuou 90 minutos contra o Leganés. Assim como Suárez e Rakitic, os três com mais minutos jogadores na temporada. Busquets, com dores no dedo do pé fraturado, é cotado para começar jogando no Olímpico e Sergi Roberto, pendurado, também.

A fé da Roma e a cautela do Barcelona mostram que os dois lados acreditam numa noite histórica na Itália.



MaisRecentes

Modric ganha o prêmio que deveria ser de Salah e Cristiano perde duas vezes



Continue Lendo

Sinal amarelo para Barcelona, Tottenham, Liverpool, PSG e United na Champions



Continue Lendo

A importância da confiança e dos gols de Lucas Moura



Continue Lendo