Por que Barcelona e Grêmio não confirmam venda de Arthur?



A venda de Arthur pelo Grêmio ao Barcelona parece certa há algunas semanas. Dirigentes do Grêmio e especialmente o presidente Romildo Bolzan Júnior tem falado abertamente do acordo. O próprio jogador, na última terça-feira, falava da ansiedade pelo desfecho. No entanto nem o clube gaúcho nem o catalão batem o martelo e fazem o anúncio oficial. O motivo é o FairPlay Financeiro e a necessidade do Barcelona em se enquadrar nas regras do mercado.

Na temporada atual o Barça gastou 105 milhões com Dembelé, 120 com Coutinho, 30 com Semedo, 40 Paulinho e 12 milhões com Yerry Mina. Nestas contas não entram as variáveis dos acordos, porque só serão contabilizadas posteriormente. São 287 milhões de euros em compras. Além disso, a renovação de contrato de Lionel Messi, com o novo salário do argentino, mais o prêmio pela assinatura, disparam os custos do clube.

Os detalhes econômicos da operação chegaram a esfriar a negociação durante a semana, no entanto as partes chegaram a um acordo. O valor, quando o contrato for assinado, girará em torno de 30 milhões fixos e mais 10 variáveis e ainda pode mudar, mas não drasticamente.

A tendência é que nas próximas semanas Barcelona e Grêmio não se manifestem oficialmente sobre a contratação de Arthur. Quando o clube tiver clara sua situação junto ao mecanismo financeiro da UEFA o martelo será batido. Até que o contrato seja assinado, algo pode dar errado, mas nem Grêmio e nem Barcelona são pessimistas. A questão burocrática atrasa apenas o anúncio oficial.



MaisRecentes

De todos os protagonistas só Cristiano se explica



Continue Lendo

Foi um dos melhores jogos que a Copa verá. Teve tudo, e principalmente Cristiano



Continue Lendo

Griezmann, Piqué e a desnecessária imprensa



Continue Lendo