O mimimi espanhol é pior que o brasileiro



Mimimi está na moda. O termo e o uso. A Espanha não é um país tão diferente do Brasil como muita gente pode acreditar. E no futebol menos ainda. O Espanyol denunciou o Barcelona por incidentes nos últimos jogos ao Comitê Antiviolência e por mais que algumas denúncias pareçam choro de perdedor, elas podem ir para frente.

Após a classificação para a semifinal da Copa do Rei, após perder por 1 a 0 em Cornellà e vencer por 2 a 0 em Barcelona, Busquets e Piqué deram declarações sobre o adversário. Busquets disse que o Espanyol “havia comemorado como se já tivesse se classificado” e foi denunciado por isso. Sim, essa fala foi considerada agressiva para o Espanyol. O clube entende que ela fere o direito de uma equipe comemorar sua vitória, que fere a esportividade.

Piqué foi mais longe. Chamou reiteradas vezes o rival de “Espanyol de Cornellà”. Cornellà é uma cidade vizinha a Barcelona onde está o estádio do Espanyol. Quando perguntado porque se referia assim ao rival, o zagueiro respondeu “Porque eles são de Cornellà”. E o Espanyol se ofendeu mais uma vez. Em sua denúncia argumentou que Piqué fomentou o ódio, xenofobia e violência com essas declarações.

O Comitê Antiviolência aceitou as denúncias e nos próximos dias pode divulgar uma punição aos jogadores do Barcelona.

No final de semana os clubes voltaram a se enfrentar. A torcida espanyolista dedicou vários cânticos à esposa de Piqué e aos seus filhos e o zagueiro respondeu mandando-os calar quando marcou o gol de empate. Isso pode render-lhe uma nova punição. Colocar o dedo na boca, como vários outros já fizeram, é visto como um ato que promove a violência na Espanha.

E enquanto isso, Sergio Garcia, atacante do Espanyol, que chamou Samuel Umtiti de “negro de merda” não teve sequer uma reprimenda pública por parte da Liga Espanhola ou do próprio Espanyol.

Em um mundo tão cheio de mimimi, o que importa mesmo é deixado de lado.



MaisRecentes

Modric ganha o prêmio que deveria ser de Salah e Cristiano perde duas vezes



Continue Lendo

Sinal amarelo para Barcelona, Tottenham, Liverpool, PSG e United na Champions



Continue Lendo

A importância da confiança e dos gols de Lucas Moura



Continue Lendo