Coutinho vai ganhando horas de voo e expectativa cresce em torno do brasileiro



Ainda não foram nem cinco jogos com a camisa do Barcelona, Coutinho ainda não marcou ou deu uma assistência fatal, mas as estatísticas são o que menos importa no seu começo vestido de azulgrená. As boas impressões que vem deixando e a capacidade de dar algo diferente ao time, justamente na zona mais perigosa do campo, faz com que os olhos cresçam sobre ele.

“Ele não perde a bola”, “Messi o procura e ele corresponde”, “É mais um jogador que as defesas precisam estar atentas a todo o momento” são alguns dos comentários feitos na televisão durante os jogos em que o camisa 14 está em campo. Ainda há o debate sobre seu posicionamento, uma vez que naturalmente ocupa a posição de Andrés Iniesta, mas o capitão vive bom momento aos 33 anos e acabou de completar pela primeira vez 90 minutos na temporada e repetiu a dose logo em seguida.

Coutinho ainda não pode jogar onde se sente mais cômodo, mas ainda assim consegue estar em boa zona de ação. Contra o Espanyol acertou a trave em chute da entrada da área. Ele também chegou aos 90 minutos pela primeira vez e parece ser apenas uma questão de tempo para ser um dos jogadores mais importantes do elenco.

Como não pode jogar a Liga dos Campeões e a Copa do Rei terá no máximo mais dois jogos para o Barcelona o seu foco será quase total na Liga Espanhola, onde o Barça tem 9 pontos de vantagem para o Atlético de Madrid, segundo colocado. Ou seja, tirando no mata-mata local, Coutinho não terá muita pressão até o fim da temporada. Ajudará a descansar titulares importantes e terá o tempo a seu favor para uma adaptação plena.

Jogar no Barcelona é diferente do que jogar em qualquer outro clube. Existe pressão por jogar sempre bem e dar espetáculo e é preciso entender os movimentos de Messi em campo. Em outros times, perder a bola é normal ou que cada um busque uma jogada individual também. No Barça as coisas funcionam ao redor de Messi. Se o camisa 10 é bem acionado e tem boas opções, ninguém pode com a equipe. Isso torna a adaptação de um jogador diferente no Camp Nou do que em outros lugares. Coutinho parece entender e caminhar na direção correta.

É questão de tempo. Não é uma aposta muito arriscada dizer que Coutinho triunfará. Torcida e imprensa estão otimistas em Barcelona. E o jogador também.



MaisRecentes

Operação saída: oito jogadores devem deixar o Barça para chegada de Griezmann; Arthur pode vir antes



Continue Lendo

Terceiro artilheiro do Barça na temporada, Coutinho é eleito pela torcida para substituir Iniesta



Continue Lendo

Mais uma temporada de fracasso do United… e de Mourinho



Continue Lendo