Joachim Low elogia Tite e analisa o Brasil: “Aprenderam a ter disciplina e são um dos favoritos para a Copa do Mundo”



Faltando menos de cinco meses para começar a Copa do Mundo, o técnico alemão analisou a Seleção Brasileira em evento de lançamento da Nations League, na Suíça. Joachim Low passava pela zona mista e a orientação da Federação Alemã era para questioná-lo apenas sobre o novo torneio de seleções da Europa. No entanto, por iniciativa do próprio treinador, a conversa foi em outra direção.

Quando o treinador me foi apresentado lhe disse que trabalhava para um meio de comunicação brasileiro, o Esporte Interativo. “Mas o Brasil disputará a Nations League?”, brincou. Disse a ele que não, mas era uma boa chance para revanche. Então Low analisou a seleção brasileira após a humilhante derrota que sofremos na última Copa do Mundo.

“Foi um jogo que nunca vai acontecer assim de novo em uma semifinal de Copa do Mundo. E o Brasil melhorou muito. Estão muito bem no momento. O seu técnico, Tite, é muito inteligente, o time é muito forte, com muitos bons jogadores. Aprenderam a ter disciplina, então Brasil é um dos favoritos para a Copa do Mundo”

O treinador campeão do mundo em 2014 seguiu falando do futebol brasileiro e elogiou a reação do povo após o 7 a 1.

“A melhor sensação que tive no Brasil foi depois do 7 a 1. As pessoas do Brasil nas ruas gritavam ´Alemanha, Alemanha’. As pessoas foram muito amistosas com a gente depois desse jogo. Fiquei muito surpreso. Todos nós ficamos muito impressionados depois de 5 semanas o povo brasileiro foi muito positivo, muito otimista, feliz. E eles riem com o futebol. Nós nos sentimos muito bem no Brasil e é sempre um prazer jogar contra eles”.

As duas seleções se enfrentarão em março no penúltimo jogo de ambas antes da convocação final para a Copa da Rússia. O primeiro colocado do grupo do Brasil enfrenta o segundo do grupo alemão e vice-versa. Low analisou o confronto que acontecerá em dois meses.

“Será um jogo muito difícil, mas para ambos é um ótimo teste antes da Copa do Mundo. É jogar contra o melhor nível. França, Espanha, Brasil, Argentina são os melhores times e é muito bom jogar contra eles. Então é ótimo jogar contra o Brasil, fazer esse teste. Não é um jogo importante como a Copa do Mundo, mas é muito bom enfrentar o Brasil”.



MaisRecentes

Fator CR7? Sem Cristiano, Real Madrid tem pior público em nove anos em La Liga



Continue Lendo

Cristiano aumenta o interesse pelo italiano, mas não monopoliza o torneio



Continue Lendo

Começa hoje La Liga para o Barça, mas a Champions virou obrigação



Continue Lendo