Como pode o Bayern reclamar do dinheiro do PSG?



Hoje tem Bayern de Munique contra Paris Saint-Germain. Na previa do confronto, Jupp Heyncks, técnico do time alemão, falava que dinheiro não compra tudo no futebol, que existem outros fatores importantes e chegou até mesmo a citar o exemplo do Real Madrid, bicampeão da Liga dos Campeões e que tem um grupo forte, “mas não cheio de estrelas”, segundo o técnico.

Tudo bem imaginar e argumentar que o PSG pode não ter sucesso com a injeção de dinheiro do Qatar e que reunir jogadores caros não é garantia de títulos, mas comparar com o Real Madrid, o clube mais poderoso do mundo não faz sentido.

E também não faz sentido que o Bayern, um predador do futebol alemão e europeu, utilize o discurso vitimista de “nós temos tradição e eles têm dinheiro”.

O confronto desta terça é um bom teste para as duas equipes. Um cenário diferente de quando se enfrentaram em Paris e o Bayern não parecia muito disposto a se esforçar pela vitória, o que gerou a queda de Carlo Ancelotti.



MaisRecentes

Falta sal às insossas vitórias do Barcelona



Continue Lendo

Um joga 90 minutos, o outro 15. Um abre 11 pontos em 16 rodadas



Continue Lendo

“Sou o melhor da história”, diz Cristiano, que não é melhor que Messi



Continue Lendo