Messi faz tudo parecer mais fácil do que é



Messi é o que dá sentido a tudo. É difícil imaginar o que seria hoje do Barcelona sem ele e é fácil imaginar o que seria a Argentina se ele não jogasse pela seleção.

Messi tem 30 anos e marcou 49 gols em 49 jogos em 2017. Ele deveria estar em declive, certo? Deveria estar caindo o seu rendimento. No entanto, ele continua em um nível muito alto. Segue marcando gols, como fazia há 8 anos, mas agora também cria, cadencia e dita o ritmo do jogo.

Contra o Ecuador a Argentina saiu atrás e Messi começou e terminou a jogada do empate, fez o gol da virada e fez tudo sozinho no gol que garantiu a tranquilidade ao jogo.

Não esperem que Messi corra igual aos outros, ele não precisa. Ou não esperem que ele xingue o juiz, bata boca com o adversário, que grite no vestiário. Ele é do tipo que pega a bola e faz. Se o time ajuda um pouco, se simplesmente criam os espaços, passam a bola bem ou aproveitam suas assistências, seu time vence.

Simples.

Messi simplifica todo o jogo, faz tudo parecer fácil e talvez por isso muita gente não veja como seu jogo é complexo. E a Argentina ainda está tentando entender.



MaisRecentes

Mundial ou Mundialito? Como os europeus veem a Copa do Mundo de Clubes?



Continue Lendo

Falta sal às insossas vitórias do Barcelona



Continue Lendo

Um joga 90 minutos, o outro 15. Um abre 11 pontos em 16 rodadas



Continue Lendo