Da série “Como o futebol explica o mundo” – Polícia Espanhola x Catalunha



Se você gosta de literatura de futebol já deve ter se deparado com o livro “Como o futebol explica o mundo”. A publicação mostra como eventos sociológicos e econômicos mundo afora se refletem dentro de campo. Um dos casos contados é o do Barcelona e o sentimento catalanista que existe no Camp Nou.

No início do mês, o Barça jogou de portas fechadas para protestar contra a violência policial empregada no dia do Referendo realizado na Catalunha para decidir se o povo local queria separar-se ou não da Espanha. O governo espanhol não entendia a votação como legal e tentou impedir que as pessoas fossem às urnas. Para isso a Polícia Nacional se utilizou de força bruta, contra uma população desarmada e que se recusava a trocar golpes.

O saldo foi de mais de 800 feridos. Homens, mulheres e idosos foram brutalmente agredidos. O Governo da Espanha deu total respaldo à ação da Polícia que foi duramente criticada mundo afora.

O L’Equipe fez um vídeo comparando o clássico Barça-Madrid aos acontecimentos do 1-O (sigla para o 1º de outubro, dia do Referendo). No final, o Presidente do Governo da Espanha, Mariano Rajoy, marca de pênalti, sem goleiro, e com a ajuda da Polícia, para vencer o jogo.

Uma metáfora perfeita do que acontece na Catalunha e na Espanha nesses dias.



MaisRecentes

O dinheiro ainda não comprou a felicidade em Milão



Continue Lendo

Raiz x Nutella: a rivalidade em jogo entre Marselha e PSG



Continue Lendo

Paulinho, um falso 9, mas também o que mais passa no Barcelona



Continue Lendo