O dia que o Barcelona não foi mais que um clube



Nesta segunda-feira a capa de vários jornais esportivos da Espanha vão na mesma direção. Qualificam como vergonhosa a decisão do Barcelona em entrar em campo com portões fechados contra o Las Palmas. O domingo era de votação no referendo que teve o sim ganhando com 90% pelo desejo de se separar da Espanha. A polícia espanhola usou de força e agrediu quem tentou votar. Mais de 800 feridos foram contabilizados.

Os torcedores não queriam que o Barça jogasse, como sinal de protesto. Se o jogo fosse realizado com portões abertos havia a promessa de invasão de campo, para que a partida não acontecesse. A Liga Espanhola ameaçou retirar 6 pontos do Barça e o clube recuou. Pensou no campeonato, no jogo, no futebol. Não pensou no torcedor, no exemplo, em ser uma bandeira.

O Barcelona venceu o Las Palmas por 3 a 0. A vitória mais derrotada de sua história. Foi o dia que o Barça deixou de ser mais que um clube.



MaisRecentes

O dinheiro ainda não comprou a felicidade em Milão



Continue Lendo

Raiz x Nutella: a rivalidade em jogo entre Marselha e PSG



Continue Lendo

Paulinho, um falso 9, mas também o que mais passa no Barcelona



Continue Lendo