Oposição do Barcelona se articula para tirar Bartomeu da presidência



Setembro começou com a oposição do Barcelona tentando reunir 16.500 mil assinaturas de sócios para que entre em votação a saída do presidente Josep Maria Bartomeu. São duas semanas para que as assinaturas sejam reunidas e depois será necessário 66% de votos para o impeachment do presidente.

Assim começa a temporada do Barcelona. Com dificuldades de se reforçar, perdendo uma de suas principais peças e a oposição trabalhando para que o presidente caia.

Não é fácil conseguir nem as assinaturas e nem a votação massiva. Em 2008 Joan Laporta passou por esse processo, teve 60% dos votos contrários, se segurou no poder, contratou Guardiola, se desfez de Ronaldinho e Deco e deu início a um novo ciclo vencedor no clube.

O Barça é um clube cíclico e sua história é repetida em loopings. Normalmente depois de um período de alta vem uma fase ruim, nunca se sabe como, mas o time sempre se levanta. Foi assim com Cruyff, Ronaldo, Ronaldinho, Messi e Guardiola. Figuras emblemáticas que fizeram o clube se re-erguer e viver momentos gloriosos.

O Barcelona ainda tem Messi e se apoia nele. Mesmo que caia o presidente, que politicamente o clube esteja destroçado e dividido, o camisa 10 ainda é capaz de segurar as pontas. Mas aos 30 anos já é preciso pensar no futuro.



MaisRecentes

Wenger sai merecendo respeito, mas sem deixar bom legado ao Arsenal



Continue Lendo

Com apenas um título na carreira, Coutinho admite ansiedade por ser campeão com o Barcelona



Continue Lendo

Reverenciado em todo o mundo, Guardiola perde até quando ganha em seu próprio país



Continue Lendo