Gabigol e a difícil missão de descobrir que não é “o” cara



Gabigol sabe jogar futebol, não sabe, ainda, adaptar-se. No domingo, na última rodada do italiano, ele ficou no banco de reservas e foi pro vestiário mais cedo, irritado porque mais uma vez não teve chance de jogar. No total, foram só 10 jogos durante toda a temporada e só um gol marcado.

E olha que nem pra falar que o técnico tinha birra com ele porque a Inter teve 3 técnicos durante a temporada.

Gabigol parece sofrer o que acontece com muitos jogadores, brasileiros ou não, quando vão pra Europa. Chegam, eram estrelas no time anterior, acha que acontecerá o mesmo no time seguinte e não consegue conviver com a frustração do banco de reservas.

Ele até pediu desculpas depois pela atitude que teve, mas seu futuro na Inter é incerto e talvez isso nem seja ruim, já que a Inter não vai disputar nenhuma competição europeia na próxima temporada.

Gabigol pode até cair pra cima, mas precisa ainda aprender a se adaptar, aprender que talvez não seja tão craque na Europa como era no Brasil. Assim, quem sabe, ele deixe a Inter, deixe o banco e volte a jogar.



MaisRecentes

Modric ganha o prêmio que deveria ser de Salah e Cristiano perde duas vezes



Continue Lendo

Sinal amarelo para Barcelona, Tottenham, Liverpool, PSG e United na Champions



Continue Lendo

A importância da confiança e dos gols de Lucas Moura



Continue Lendo