Bale, o craque que não joga



Bale é um dos melhores e mais importantes jogadores do Real Madrid. Forte, rápido, bom no jogo aéreo, na finalização de longa distância, com presença de área e também importante pelos lados. Foi o jogador mais caro da história do Real Madrid e, quando está em campo, é inegável o perigo que pode levar aos adversários.

O problema é que Bale segue dia após dia se machucando. Lesões sérias como a do tornozelo no final de 2016. Pequenas lesões musculares, incômodos. O jogo contra o Bayern de Munique será o 21º que o galês perderá essa temporada apenas por contusão. Ele ainda ficou de fora em outros dois por suspensão.

Sem sequência, o atacante não consegue repetir os bons números da última temporada, quando foi o jogador mais importante da equipe no final da temporada. Uma arrancada que quase levou o Madrid ao título espanhol, o melhor jogador da semifinal contra o Manchester City e o melhor atacante da equipe na final da Liga dos Campeões.

São 25 partidas disputadas no curso atual, apenas 12 completas. Nove gols marcados e cinco assistências. Sorte do Real Madrid que Isco e Asensio são reservas confiáveis e que ajudam a decidir jogos. Porque foi preciso achar vida sem uma de suas principais estrelas.



MaisRecentes

Wenger sai merecendo respeito, mas sem deixar bom legado ao Arsenal



Continue Lendo

Com apenas um título na carreira, Coutinho admite ansiedade por ser campeão com o Barcelona



Continue Lendo

Reverenciado em todo o mundo, Guardiola perde até quando ganha em seu próprio país



Continue Lendo