Quatro de quarenta: o Man. City e o fracasso inglês na Liga dos Campeões



O Manchester City decepcionou a todos que esperavam uma grande primeira temporada de Pep Guardiola a frente do time inglês. Além do treinador catalão, mais de 210 milhões de euros foram gastos em contratações. Longe do título na Inglaterra, o City decepciona também na Europa. No entanto, nos últimos cinco anos o clube só chegou às quartas-de-final uma vez.

O City faz parte do fracasso inglês. Como aponta o site FUTDADOS, nos últimos cinco anos, apenas quatro ingleses estiveram entre os oito melhores do continente. No total foram 40 vagas (cinco anos, oito classificados por ano) e só Leicester (2017), Man. City (2016), Man. United e Chelsea (2014) conseguiram chegar à essa fase do torneio.

No total, a Espanha ficou com 15 das 40 vagas. Barcelona e Real Madrid estiveram cinco vezes nas quartas, o Atlético quatro. O Málaga ainda se classificou uma vez. A Alemanha conseguiu nove classificações, a França esteve representada seis vezes. Inglaterra 4, Itália 3, Portugal 2 e Turquia 1, fecham os classificados.

O curioso é que nos cinco anos anteriores (entre 2008 e 2012) eram 14 participações inglesas nas quartas-de-final. Não tem, ao meu ver, relação com o número de jogos dos britânicos ou com o ritmo da Premier League. Há 10 anos o ritmo já era intenso, os times já jogavam muitas partidas e tinham sucesso na principal competição continental. Algo que desapareceu nos últimos anos.

O Manchester City e Guardiola decepcionam, mas eles apenas fazem parte de um declínio inglês na Europa. No qual todos estão envolvidos.



MaisRecentes

Flagrados no gol de Messi, quase 400 sócios do Real Madrid serão expulsos do Bernabéu



Continue Lendo

Migué? Messi passa o treino inteiro sem quase se mover



Continue Lendo

Na rodada que Messi decidiu, o melhor foi… Paulo Henrique Ganso



Continue Lendo