A palavra de Rueda é de que ficará no Atlético Nacional



Na sexta-feira a noite Reinaldo Rueda estava no lobby do hotel Sheraton de Yokohama. O clube colombiano se hospedou ali e, por casualidade, eu também. Estive perto do Atlético Nacional de quinta pela manhã à domingo de noite. Conversei com membros da comissão técnica, funcionários do clube e torcedores. Todos muito satisfeitos com o trabalho de Rueda.

Mas o treinador tinha dúvidas se continuaria ou não no comando da equipe para o ano que vem. No sábado o perguntei sobre treinar no Brasil e ele disse que seria uma honra, mas que havia conversado com a direção colombiana durante o dia e a tendência era continuar.

No domingo, após o jogo que definiu o Nacional como terceiro colocado do mundial, Rueda disse que havia chegado a um acordo com o clube e que, após se ausentar três ou quatro meses para uma cirurgia, seguiria comandando o time. Enquanto isso, seu auxiliar seria o responsável por tocar o barco.

Na segunda-feira, no aeroporto, Rueda voltou a ser positivo e disse a torcedores que não iria sair. Entre segunda e terça o Corinthians pode ter feito uma proposta para o treinador e ele pode ter se balançado. O caso pode ter reviravolta, mas pelo que vi de Rueda, mais do que o bom dinheiro que lhe pode aparecer, existe a palavra na frente.

Não acredito que o treinador deixe o Atlético Nacional após ter garantido à diretoria que ficaria.



MaisRecentes

Desconfiança total: imprensa e torcida criticam chegada de Paulinho, o 4º mais caro da história do Barça



Continue Lendo

Adversário do PSG no domingo tem orçamento 21 vezes menor que o clube de Paris



Continue Lendo

LFP esclarece prazo limite para Neymar estrear domingo



Continue Lendo